Escolha as suas informações

"Não é por termos ganhado em 2016 que somos os favoritos", avisa Ronaldo
Desporto 17.11.2019 Do nosso arquivo online

"Não é por termos ganhado em 2016 que somos os favoritos", avisa Ronaldo

"Não é por termos ganhado em 2016 que somos os favoritos", avisa Ronaldo

AFP
Desporto 17.11.2019 Do nosso arquivo online

"Não é por termos ganhado em 2016 que somos os favoritos", avisa Ronaldo

Capitão marcou golo 99 pela seleção frente ao Luxemburgo, mas deixou críticas "ao campo de batatas".

No balanço final do jogo que qualificou Portugal para o Euro2020, o capitão da seleção nacional, lembrou que nada está ganho. 

"O objetivo era estarmos no Europeu. Há uma temporada pela frente, há jogadores que ainda vão crescer mais, o Europeu é só daqui a alguns meses, por isso... Os candidatos são sempre os mesmo. Não é por termos ganho em 2016 que somos os favoritos. Somos uma seleção difícil de bater, mas favoritos são todos os outros", lembrou o internacional português que, apesar dos alertas não deixou de festejar a conquista de Portugal.    

"É sempre importante e um orgulho representar Portugal, ainda para mais com golo. Qualificamo-nos e isso era o mais importante. Sabíamos que tínhamos dois jogos que tínhamos de ganhar, conseguimos e estou muito feliz. Será o meu quinto Europeu", festejou sem lamentar o facto de não ter alcançado o tão desejado 100° golo que, sobre o assunto em concreto acrescentou que, "vai aparecer de uma forma natural. Tanto na seleção como nos clubes... os recordes são para bater e eu vou bate-los". 

Cristiano Ronaldo fez questão de deixar críticas ao estado do campo onde a seleção nacional, ainda assim, conseguiu marcar dois golos.  

"É difícil jogar nestes campos. Como tiveram oportunidade de ver, era um campo de batatas. Não sei como é possível estas duas seleções terem de jogar assim. Quer para os jogadores quer para os espetadores é mau para o espetáculo", vincou.   





Notícias relacionadas

Taça das Confederaçôes: Portugal a uma vitória da final
A seleção portuguesa de futebol defronta hoje o Chile em jogo das meias-finais da Taça das Confederações, em Kazan. Pepe e Raphaël Guerreiro são ausências de vulto entre os comandados de Fernando Santos, que querem conquistar o troféu pela primeira vez.
André Silva quer fazer o gosto ao pé frente ao Chile