Escolha as suas informações

Mundial2022. Ex-presidente da FIFA diz que escolha do Qatar "foi um erro"
Desporto 08.11.2022
Futebol

Mundial2022. Ex-presidente da FIFA diz que escolha do Qatar "foi um erro"

Blatter em 2010, aquando da escolha do Qatar para anfitrião do Mundial2022.
Futebol

Mundial2022. Ex-presidente da FIFA diz que escolha do Qatar "foi um erro"

Blatter em 2010, aquando da escolha do Qatar para anfitrião do Mundial2022.
Walter Bieri/epa/dpa
Desporto 08.11.2022
Futebol

Mundial2022. Ex-presidente da FIFA diz que escolha do Qatar "foi um erro"

Ana Patrícia CARDOSO
Ana Patrícia CARDOSO
Joseph Blatter assume a responsabilidade pela "má escolha" do emirado como país anfitrião do Mundial2022.

Joseph Blatter, era o presidente da FIFA em 2010, quando o Qatar foi selecionado para acolher o Campeonato do Mundo de Futebol 12 anos depois. A apenas 12 dias da competição, Blatter deu uma entrevista em que assume a responsabilidade e reforça que decisão foi um equívoco. 

"É um país demasiado pequeno - o futebol e o Campeonato do Mundo são demasiado grandes para isso", disse o ex-dirigente de 86 anos ao jornal suíço Tages-Anzeiger. "A atribuição do prémio ao Qatar foi um erro. E eu assumi a responsabilidade por isso como presidente na altura", continuou.  


Construção do Lusail Stadium, em Doha.
Mundial2022. Qatar rejeita compensação para trabalhadores migrantes
Ministro do Trabalho diz que ONG's são motivadas por "racismo" e querem descredibilizar o país.

No entanto, continua a apoiar a sua organização sem percalços. "Agora que o Campeonato do Mundo está iminente, estou contente por, com algumas exceções, nenhum futebolista estar a boicotar o Campeonato do Mundo". Blatter não vai marcar presença na primeira edição no Médio Oriente da maior competição de futebol e vai assistir em casa, na Suíça. 

O ex-presidente da FIFA disse que o organismo alterou os critérios para selecionar os países anfitriões, em 2012, por causa das preocupações sobre as condições de trabalho no Qatar. 

Blatter foi presidente da FIFA por 17 anos e, durante esse tempo, foi acusado várias vezes de corrupção.  

"Doença mental?"

O emirado está envolto em polémicas devido ao seu historial de direitos humanos, tratamento dos trabalhadores estrangeiros e falta de direitos das mulheres. 


Equipa da Austrália
Vídeo. Equipa da Austrália é a primeira a criticar condições do Mundial no Qatar
"Os trabalhadores não são apenas números". 16 jogadores australianos demonstram apoio aos trabalhadores que estiveram envolvidos na construção das infraestruturas para o Campeonato Mundial de Futebol.

Ainda esta semana, Khalid Salman, embaixador do Mundial 2022, disse durante uma entrevista à televisão alemã ZDF, que "a homossexualidade é uma doença mental". "A homossexualidade é haram. Sabem o que significa haram (proibido)? Não sou um muçulmano rigoroso, mas por que é que é haram? Porque é uma doença mental", afirmou. A entrevista foi cortada de forma abrupta. 

O Campeonato do Mundo começa a 20 de novembro e vai até 18 de dezembro.   



(Com agências)

O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas