Escolha as suas informações

Moto2: Miguel Oliveira confia no ‘salto’ para o MotoGP
Desporto 21.03.2018 Do nosso arquivo online

Moto2: Miguel Oliveira confia no ‘salto’ para o MotoGP

Moto2: Miguel Oliveira confia no ‘salto’ para o MotoGP

Desporto 21.03.2018 Do nosso arquivo online

Moto2: Miguel Oliveira confia no ‘salto’ para o MotoGP

O piloto português Miguel Oliveira antecipou hoje uma "época aguerrida" no Mundial de Moto2 e mostrou-se confiante de que "mais tarde ou mais cedo" vai conseguir ascender ao escalão máximo dos mundiais de velocidade (MotoGP).

Miguel Oliveira, que, no domingo, arrancou o campeonato de Moto2 com um quarto lugar no Grande Prémio (GP) do Qatar, lamentou as dificuldades que a "falta de aderência dos pneus" lhe causou no início da corrida, embora ressalvando que fez um bom resultado: "oxalá que todos os meus maus dias sejam num top-5", sublinhou.

De resto, o ‘motard’ luso, terceiro classificado no Mundial do ano passado, destacou o equilíbrio do plantel de pilotos em Moto2, manifestando, contudo, "plena confiança" no trabalho da equipa Red Bull KTM Ajo.

Miguel Oliveira
Miguel Oliveira
AFP

"Esta época está muito aguerrida, todos os adversários trabalharam muito bem durante a pré-época, estão mais à vontade em certas situações, mas tenho plena confiança na minha equipa. Tenho a melhor equipa para me ajudar a atingir os meus objetivos. Acredito que teremos muitos pódios", referiu, à margem de uma iniciativa promovida por um dos seus patrocinadores.

O domínio das Kalex no GP do Qatar, com o espanhol Alex Marquez em primeiro e os italianos Francesco Bagnaia e Lorenzo Baldassarri em segundo e terceiro, não desmotiva Miguel Oliveira, que se mostrou consciente da concorrência.

 Miguel Oliveira
Miguel Oliveira
AFP

"As duas [motas] estão a um nível bastante bom. Estou de consciência tranquila. Sei que as nossas oportunidades vão surgir com naturalidade. O que pode preocupar mais é a nível de pilotagem. Há pilotos que estão muito fortes, como o Marquez, o Bagnaia e também o Baldassarri, que parece que se pode tornar num piloto que pode ameaçar as vitórias", analisou.

Por outro lado, o jovem piloto português assegurou que os rumores que o apontam a curto prazo ao MotoGP não vão influenciar o desempenho esta temporada.

"Sei que, mais cedo ou mais tarde, terei a minha chance no MotoGP, mas deixo esse trabalho para o meu pai, ele é que está encarregue disso. Essa entrada vai depender de resultados e é nisso que tenho de me focar, abstraído de tudo o resto", frisou.

A próxima etapa de Miguel Oliveira no campeonato de Moto2 passa pela Argentina, num Grande Prémio que está marcado para 08 de abril.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas