Escolha as suas informações

Luxemburgo e Portugal recorrem no "caso Júnior Moraes"
Júnior Moraes.

Luxemburgo e Portugal recorrem no "caso Júnior Moraes"

Foto: Lusa
Júnior Moraes.
Desporto 13.06.2019

Luxemburgo e Portugal recorrem no "caso Júnior Moraes"

Henrique DE BURGO
Henrique DE BURGO
A Ucrânia deixou de utilizar o jogador de origem brasileira, levando as duas federações a recorrer.

Representantes das federações de futebol do Luxemburgo e de Portugal vão estar na próxima terça-feira, em Nyon, na Suíça, perante o Comité de Recursos da UEFA. Em causa está o chamado "caso Júnior Moraes".

O jogador ucraniano, de origem brasileira, alinhou frente às seleções das 'quinas' e dos Leões Vermelhos em partidas a contar para a qualificação do Campeonato Europeu de Futebol de 2020. O problema é que Júnior Moraes terá jogado de forma irregular, por alegadamente não preencher os critérios necessários para vestir a camisola da seleção ucraniana. As federações de Portugal e do Luxemburgo alegam que o jogador não vivia há cinco anos seguidos e sem interrrupção na Ucrânia, depois de ter cumprido os 18 anos.

Portugal e o Luxemburgo protestaram primeiro junto do Comité de Ética e Disciplina da UEFA que ilibou a seleção ucraniana em maio. Entretanto, a Ucrânia deixou de utilizar o jogador, levando as duas federações a recorrer, confirmação feita recentemente em comunicado pela FLF.

A Ucrânia comanda o grupo B da qualificação para o Euro2020, com dez pontos, seguida do Luxemburgo (ambos com quatro desafios) e Sérvia (três jogos) com quatro. Portugal soma apenas dois pontos porque disputou apenas dois jogos, já a Lituânia tem apenas um ponto.


Notícias relacionadas