Escolha as suas informações

Liga Europa. Descalabro de clubes portugueses contrasta com sucesso de treinadores lusos no estrangeiro
Desporto 3 min. 28.02.2020 Do nosso arquivo online

Liga Europa. Descalabro de clubes portugueses contrasta com sucesso de treinadores lusos no estrangeiro

O Bayer Leverkusen afastou o FC Porto em pleno estádio do Dragão.

Liga Europa. Descalabro de clubes portugueses contrasta com sucesso de treinadores lusos no estrangeiro

O Bayer Leverkusen afastou o FC Porto em pleno estádio do Dragão.
Foto: AFP
Desporto 3 min. 28.02.2020 Do nosso arquivo online

Liga Europa. Descalabro de clubes portugueses contrasta com sucesso de treinadores lusos no estrangeiro

Portugal era o país mais representado na Liga Europa e agora ficou sem nenhuma equipa na competição. Mas o país estará representado por Paulo Fonseca (Roma), Nuno Espírito Santo (Wolverhampton), Pedro Martins (Olympiacos) e Luís Castro (Shakthar Donetsk).

Portugal iniciou esta temporada com cinco clubes em provas europeias. Benfica e FC Porto na Liga dos Campeões e Sporting, Sporting de Braga e Vitória de Guimarães na Liga Europa.

Mas a noite de ontem foi uma das mais negras para o futebol português, no que respeita a qualificações. Depois de na quarta-feira o Sporting de Braga ter sido afastado pelo Glasgow Rangers, a noite de quinta-feira trouxe consigo as eliminações de FC Porto, Sporting e Benfica, deixando as competições europeias sem clubes portugueses, ainda em fevereiro, algo que não acontecia desde a temporada de 1978/79, há mais de quarenta anos. 

O FC Porto, eliminado da 'Champions' caiu para a Liga Europa, depois de ter sido eliminado pelos russos do Krasnodar na terceira pré-eliminatória da prova milionária. Depois, veio também a queda do Benfica da Liga dos Campeões para a Liga Europa por ter ficado em terceiro lugar na fase de grupos da competição.

Na Liga Europa, FC Porto e Sporting de Braga passaram em primeiro dos respetivos grupos, enquanto o Sporting seguiu em frente com o segundo lugar obtido no grupo D. Apenas o Vitória de Guimarães foi eliminado por ter ficado em último do grupo F.

De país mais representado para nenhum representante

No arranque dos  16 avos de final, Portugal era o país mais representado com quatro equipas. No entanto, passadas as últimas duas mãos, o país ficou sem qualquer representante no 'top 16' das competições europeias, interrompendo um ciclo de 40 anos, iniciado em 1979/80.

Um desastre europeu como este tinha acontecido na época 1978/79. Nessa altura, o FC Porto foi eliminado pelo AEK Atenas na primeira ronda da Taça dos Campeões Europeus (1-6 fora e 4-1 em casa) e o Sporting caiu na mesma fase da Taça dos vencedores das Taças perante a formação checa do Banik Ostrava (duas derrotas por 1-0).

Na Taça UEFA, Benfica e Sporting de Braga passaram a primeira ronda, mas caíram na segunda, correspondente aos 16 avos de final: os encarnados contra os alemães do Borussia Mönchengladbach (0-0 em casa e 0-2 fora, após prolongamento) e os 'minhotos' frente aos ingleses do West Bromwich Albion (derrotas por 0-2 em casa e 0-1 em Londres).

Os piores registos, com apenas um representante luso nos últimos 16, datavam das épocas 1980/81, 1984/85, 1988/89, 1997/98 a 2000/01, 2005/06 e 2014/15.

A última vez que quatro equipas portuguesas tinham sido eliminadas de seguida aconteceu em 1988: Benfica, Sporting, Belenenses e FC Porto foram eliminados todos na mesma altura.

 Olympiakos-Wolverhampton, duelo em português

Nuno Espírito Santo, treinador do Wolverhampton.
Nuno Espírito Santo, treinador do Wolverhampton.
Foto: AFP

Se por um lado as quatro equipas portuguesas foram eliminadas, o Olympiacos de Pedro Martins, a Roma de Paulo Fonseca o Wolverhampton de Nuno Espírito Santo e o Shakthar de Luís Castro, carrasco do Benfica, seguem em frente.

O sorteio dos oitavos de final da Liga Europa decorrido esta manhã em Nyon (Suíça), na sede da UEFA, colocou alguns duelos interessantes aos técnicos lusos.

O embate entre o Olympiakos e o Wolverhampton colocará frente a frente Pedro Martins e Nuno Espírito Santo, para além de vários jogadores em campo. Ambos foram colegas de equipa no V. Guimarães na época 1994/95.

O Getafe, onde joga Antunes, visita o Inter em Milão, o Shakthar, orientado por Luís Castro joga a primeira mão em Wolfsburgo e o Manchester United de Bruno Fernandes, vai à Austria defrontar o Lask Linz.

Paulo Fonseca, com a Roma, defronta o Sevilha, onde o espera Ronny Lopes.     

Por curiosidade, o sorteio emparelhou Rangers com Bayer Leverkusen, equipas que eliminaram SC Braga e FC Porto.  

Está por resolver o Salzburgo-Eintracht Frankfurt, que foi adiado para esta tarde devido a um alerta de tempestade na Áustria. 

Os encontros da primeira mão estão agendados para 12 de março em dois horários, 17h55 e 20h. A segunda mão realiza-se uma semana depois, 19 de março. 

Eis os jogos do sorteio

Basaksehir-Copenhaga

Olympiakos-Wolverhampton

Rangers-Bayer Leverkusen

Wolfsburgo-Shakthar Donetsk

Inter-Getafe

Sevilha-Roma

Salzburgo/Eintracht-Basileia

LASK-Manchester United

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas