Escolha as suas informações

Liga Europa. Benfica bate Eintracht
Desporto 3 min. 11.04.2019 Do nosso arquivo online

Liga Europa. Benfica bate Eintracht

Liga Europa. Benfica bate Eintracht

Foto: Lusa
Desporto 3 min. 11.04.2019 Do nosso arquivo online

Liga Europa. Benfica bate Eintracht

João Félix marcou três golos, Rúben Dias outro, mas Jovic e Gonçalo Paciência deixam os alemães na discussão pelo apuramento.

O Benfica derrotou o Eintracht Frankfurt por 4-2, no Estádio da Luz, em jogo relativo à primeira mão dos quartos de final da Liga Europa.

Com Jonas de fora devido a castigo e muitas alterações em relação ao último encontro, incluindo Seferovic no banco e a ausência de um ponta-de-lança, os benfiquistas enfrentaram forte pressão inicial, libertando-se aos poucos até que, aos 19 minutos, N'Dicka empurrou Gedson pelas costas na grande área e o árbitro, além de assinalar penalty, expulsou o autor da falta. Da marca dos 11 metros, João Félix colocou os lisboetas em vantagem.

Porém, apesar de ter ficado a perder e em desvantagem numérica, o Eintracht não deixou de ser ambicioso, buscando o ataque em diversas iniciativas que os anfitriões foram resolvendo com mais ou menos dificuldades. A seis minutos do intervalo, contudo, uma perda de bola de Fejsa em zona comprometedora e quando a equipa se encontrava desequilibrada permitiu que Rebic progredisse pela esquerda, entrasse na área e, à saída de Vlachodimos, tocasse para Jovic e o ex-benfiquista aproveitou para obter o oitavo golo em 11 jogos na prova.

Atordoados com o empate, os pupilos de Bruno Lage reagiram e, quatro minutos após a igualdade, João Félix convenceu-se das suas possibilidades, rematou forte a cerca de 25 metros da baliza e voltou a bater Trapp. Ainda antes do intervalo, com um pontapé desferido dentro da área, Cervi ainda testou os reflexos do guarda-redes adversário. E, nos últimos segundos, os alemães viram um golo anulado por fora de jogo de Da Costa.

A segunda parte começou da melhor maneira para o Benfica que, entre os 50 e os 54 minutos, ampliou a vantagem por duas vezes: primeiro num cabeceamento de Rúben Dias após canto de Grimaldo que João Félix desviou ao primeiro poste; mais tarde, pelo próprio João Félix, conseguindo o hat-trick num desvio que levou a bola a passar por entre as pernas de um defesa e do guarda-redes germânico a centro de Grimaldo. Félix tornou-se, aos 19 anos, o mais jovem português a obter três golos numa prova da UEFA.

Apesar do resultado desnivelado, a equipa de Frankfurt voltou a procurar a baliza adversária, tentando reequilibrar as operações. A meia hora do final, Lage trocou Rafa por Seferovic, enquanto Hütter tirava Jovic e apostava em De Guzman. Pouco depois, Corchia sofreu lesão muscular e deu lugar a Pizzi (66 m), passando Gedson a atuar como lateral-direito. Hütter voltou a mexer na sua equipa, substituindo Rebic pelo português Gonçalo Paciência (68 m). Seguiu-se excelente passe de Félix a isolar Seferovic, mas este rematou para defesa do guardião com o pé direito (70 m) e Paciência conseguiu mesmo diminuir a desvantagem num cabeceamento colocado após pontapé de canto (72 m).

Na parte final, a passe de Gonçalo Paciência, Kostica rematou por alto (78 m), Samaris viu um cartão amarelo e foi rendido por Zivkovic (85 m), além de Rode dar lugar a Gavinovic e de Sefirovic rematar torto (88 m).  

Restantes resultados: Arsenal-Nápoles, 2-0 (Ramsey, 15 m e Koulibaly, 25, p.b.); Slávia Praga-Chelsea, 0-1 (Marcos Alonso, 86 m) e Villarreal-Valência, 1-3 (Santi Cazorla, 36 m, g.p.; Gonçalo Guedes, 6 e 90+2 m e Daniel Wass, 90 m).

A segunda mão dos quartos de final da Liga Europa realiza-se no próximo dia 18. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas