Escolha as suas informações

Liga espanhola de futebol: Tiago marca e ajuda Atlético a golear (4-0) Real Madrid
Desporto 2 min. 07.02.2015

Liga espanhola de futebol: Tiago marca e ajuda Atlético a golear (4-0) Real Madrid

Tiago é agarrado por Arda Turan na celebração do golo do internacional português

Liga espanhola de futebol: Tiago marca e ajuda Atlético a golear (4-0) Real Madrid

Tiago é agarrado por Arda Turan na celebração do golo do internacional português
REUTERS
Desporto 2 min. 07.02.2015

Liga espanhola de futebol: Tiago marca e ajuda Atlético a golear (4-0) Real Madrid

Um golo do médio internacional português Tiago lançou este sábado o Atlético de Madrid para uma das mais tranquilas vitórias de sempre face ao rival Real Madrid (4-0), na 22ª jornada da Liga espanhola de futebol.

Um golo do médio internacional português Tiago lançou este sábado o Atlético de Madrid para uma das mais tranquilas vitórias de sempre face ao rival Real Madrid (4-0), na 22ª jornada da Liga espanhola de futebol.

Tiago, que já marcara no Bernabéu, inaugurou o marcador logo as 14 minutos, com Saúl, num espetacular ‘pontapé de bicicleta’, aos 18, o francês Antoine Griezmann, aos 67, e o croata Mario Mandzukic, aos 89, a selarem a goleada.

O Atlético, que soma quatro triunfos e dois empates nos seis embates disputados em 2014/15 face aos "merengues", poderiam ter conseguido um resultado ainda mais histórico, num dia em que Cristiano Ronaldo não se viu, no regresso ao ‘onze’ dos campeões europeus após dois jogos de castigo.

Agora com quatro derrotas, o Real Madrid, que já nas jornadas anteriores ‘ameaçara’ falhar, continua com 54 pontos, contra 50 do Atlético, que igualou provisoriamente o FC Barcelona (joga domingo em Bilbau) no segundo posto.

O jogo nem começou bem para os locais, face à lesão prematura de Koke, obrigado a sair aos nove minutos, mas, aos 14, Tiago inaugurou o marcador, com um remate à entrada da área, após passe de Mandzukic. Casillas podia ter feito mais.

Apenas quatro minutos volvidos, os ‘colchoneros’ dobraram a vantagem, com um ‘grande’ golo de Saul, que substituíra Koke, um pontapé de bicicleta em resposta a um centro da esquerda do ex-benfiquista Siqueira.

Até ao intervalo, o Atlético de Madrid poderia ter marcado mais duas, três ou quatro vezes, nomeadamente num remate de Godin, que Khedira cortou com a mão, aos 35 minutos. O árbitro não viu e o Real Madrid salvou-se do penálti.

Depois de não ter conseguido rematar à baliza na primeira parte, algo inédito no presente campeonato, o Real Madrid não melhorou na segunda e sucederam-se as ocasiões do Atlético, que, após muito desperdício, ainda marcou mais dois golos.

Antoine Griezmann acabou, em definitivo, com o jogo aos 67 minutos, ao ser muito mais rápido do que Varane, após tabela entre Arda Turan e Saul, e Mandzukic, de cabeça, selou a goleada que há muito se aguardava, aos 88.

A menos que a ‘Champions’ os volte a juntar, acabaram os episódios entre Atlético de Madrid e Real Madrid na presente temporada, para alívio dos ‘merengues’, que à sexta não só não ganharam como ainda foram goleados.

Na formação da casa, Tiago atuou os 90 minutos, sempre em grande estilo, enquanto Fábio Coentrão e Cristiano Ronaldo atuaram os 90 minutos pelo Real Madrid, que não apresentou Sergio Ramos, Pepe, James e Modric, todos lesionados.

 


Notícias relacionadas