Escolha as suas informações

Liga dos Campeões: Rui Vitória quer ganhar ao Basileia e dar oportunidade a alguns jogadores
Desporto 4 min. 04.12.2017

Liga dos Campeões: Rui Vitória quer ganhar ao Basileia e dar oportunidade a alguns jogadores

Rui Vitória, treinador do Benfica

Liga dos Campeões: Rui Vitória quer ganhar ao Basileia e dar oportunidade a alguns jogadores

Rui Vitória, treinador do Benfica
AFP
Desporto 4 min. 04.12.2017

Liga dos Campeões: Rui Vitória quer ganhar ao Basileia e dar oportunidade a alguns jogadores

O treinador do Benfica disse hoje que o principal objetivo para o jogo de terça-feira com o Basileia, da fase de grupos da Liga dos Campeões de futebol, é "ganhar e dar mais oportunidades a alguns jogadores".

O treinador do Benfica disse hoje que o principal objetivo para o jogo de terça-feira com o Basileia, da fase de grupos da Liga dos Campeões de futebol, é "ganhar e dar mais oportunidades a alguns jogadores".

Em conferência de imprensa realizada no Estádio da Luz, Rui Vitória frisou que "não há jogos fáceis na 'Champions' e que se trata de um jogo diferente do que o Benfica queria nesta altura".

"Mesmo mudando algumas peças, as ideias da equipa vão lá estar. Mas queremos premiar alguns jogadores que têm sido menos utilizados", adiantou o técnico 'encarnado', que confirmou a presença entre os convocados do avançado mexicano Raul Jimenez.

Rui Vitória
Rui Vitória
AFP

 O facto de o Benfica ter, até ao momento, registado a pior 'performance' de sempre de uma equipa portuguesa na Liga dos Campeões - é quarto classificado do grupo A, com zero pontos em cinco jornadas -, não parece preocupar em demasia Rui Vitória.

"Não estou preocupado com a forma como os adeptos olham para o meu trabalho. Isto vale o que vale. Só passa esta fase de grupos quem cá está. Vamos olhar para a frente, pois ainda temos muita coisa para ganhar no campeonato, na Taça de Portugal e na Taça da Liga", destacou o 'timoneiro' do conjunto da Luz.

Há cerca de dois meses, o Basileia impôs uma pesada goleada por 5-0 no seu reduto. Mas o técnico da equipa suíça continua a atribuir o favoritismo aos tetracampeões nacionais.

Rui Vitória
Rui Vitória
AFP

Rui Vitória não enfatizou o peso dessa derrota e classificou o Basileia de uma equipa "pragmática e eficaz dentro do campo, que não tem problemas em defender com dez jogadores atrás da linha da bola".

"Essa questão do favoritismo nunca me convenceu", concluiu o treinador das 'águias', que manifestou um forte desejo: "Espero voltar à Liga dos Campeões na próxima época."

O jovem avançado João Carvalho foi o jogador benfiquista chamado para fazer a antevisão do jogo: "Espero um jogo complicado, no qual teremos de demonstrar a nossa qualidade para conquistar os três pontos.

Raphael Wicky diz que falta de pontos não traduzem valor do “favorito” Benfica

 O treinador do Basileia mostrou-se hoje surpreso com a fraca prestação do 'favorito' Benfica na fase de grupos da Liga dos Campeões de futebol, salientando o objetivo de vencer as 'águias' na última jornada do grupo A.

"Obviamente que ficámos todos surpreendidos por terem zero pontos em cinco jogos. Ninguém contava com isso e não reflete a qualidade da equipa. O futebol é assim e muitas vezes não há explicação", começou por argumentar, acrescentando, por outro lado, que o Basileia "não pode pensar que vai ter um jogo fácil".

Na conferência de antevisão ao desafio de terça-feira, no Estádio da Luz, o técnico suíço voltou a recordar a goleada (5-0) histórica da primeira volta diante do Benfica, - a segunda pior de sempre dos 'encarnados' em provas europeias -, mas lembrou que não existem jogos iguais e que será pouco provável acontecer uma noite idêntica.

Raphael Wicky
Raphael Wicky
AFP

"Espero uma equipa do Benfica diferente. Não podemos comparar os jogos e tivemos uma noite perfeita em Basileia. Foi algo inédito para nós, um momento inesquecível. Não teremos a mesma sorte duas vezes, nem podemos descansar com o resultado", alertou.

Sem hipóteses de apuramento, quer para a fase seguinte quer para os 16 avos de final da Liga Europa, e com apenas um golo marcado, os 'encarnados' recebem os suíços com o objetivo acrescido de evitarem ser a pior equipa portuguesa de sempre na competição, mas, para isso, precisam de vencer o encontro.

Contudo, Raphael Wicky desconhece se o treinador Rui Vitória irá apresentar um 'onze' mais relaxado, considerando que o Benfica continua a ser o "favorito" a vencer a partida de despedida da 'Champions'.

Raphael Wicky
Raphael Wicky
AFP

"Eu não sei quais são os planos do treinador do Benfica, mas penso que terão uma boa equipa no campo e que não querem perder em casa. Para mim, o Benfica continua a ser favorito, tem uma grande equipa, mas nós temos uma situação mais favorável. Eles querem ter uma boa performance em casa perante os seus adeptos", argumentou.

Já o Basileia depende apenas de si próprio para seguir para os 'oitavos' da prova, uma vez que tem vantagem no confronto direto com o CSKA e a derrota na Luz até pode ser suficiente, isto se os russos não pontuarem em Old Trafford.

"Eles [Manchester United] poderiam ajudar-nos, mas não vamos contar com isso. Temos que estar concentrados no nosso jogo e entrar com a mesma mentalidade dos outros jogos. Se o Manchester contribuir será bom para nós e a este nível quererão ganhar em casa [ao CSKA]", terminou.

O Benfica, quarto e último classificado do grupo A da Liga dos Campeões sem qualquer ponto averbado, defronta a equipa suíça do Basileia, segunda com nove pontos, em jogo agendado para as 20:45 (hora luxemburguesa) de terça-feira, na Luz. A partida será dirigida pelo árbitro espanhol Gil Manzano.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas