Escolha as suas informações

Liga de Clubes: Luís Duque escolhido por 27 clubes para a presidência

Liga de Clubes: Luís Duque escolhido por 27 clubes para a presidência

Desporto 2 min. 20.10.2014

Liga de Clubes: Luís Duque escolhido por 27 clubes para a presidência

Os vinte e sete clubes da I e II Ligas que se reuniram em Coimbra decidiram esta segunda-feira por unanimidade escolher o antigo dirigente do Sporting Luís Duque para a presidência da Liga Portuguesa de Futebol Profissional.

Os vinte e sete clubes da I e II Ligas que se reuniram em Coimbra decidiram esta segunda-feira por unanimidade escolher o antigo dirigente do Sporting Luís Duque para a presidência da Liga Portuguesa de Futebol Profissional.

O candidato à presidência da Mesa da Assembleia Geral é José Mendes e o candidato para o Conselho Fiscal é Carlos Carvalho.

O anúncio foi feito por Tiago Ribeiro, presidente da SAD do Estoril-Praia, no final da reunião em Coimbra.

As eleições realizam-se a 27 de Outubro.

No dia 06 de Outubro, também em Coimbra, os clubes decidiram requerer a marcação de uma nova Assembleia Geral eleitoral da Liga e a revogação das anteriores listas.

O presidente da mesa da Assembleia Geral da LPFP, Carlos Deus Pereira, convocou eleições para 27 de outubro, dando cumprimento à decisão do Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), que anulou o ato eleitoral de 11 de Junho.

Para o presidente da SAD do Estoril-Praia, Luís Duque é um nome "consensual" e que "reúne uma vasta experiência no associativismo, no âmbito do futebol amador e profissional", tendo "todas as condições para conduzir este processo de maneira pacífica entre os clubes".

"Luís Duque entra com a missão imediata de convocar uma Assembleia Geral para que façamos a alteração estatutária que tanto desejamos", de forma a que haja "uma mudança de governança, para que os clubes possam voltar ao comando do Liga", sublinhou Tiago Ribeiro.

O dirigente do Estoril considerou que se terá depois de continuar "o trabalho de remodelação da Liga", sendo uma das questões mais urgentes encontrarem-se "soluções para a saúde financeira da Liga", para que esta não perca a capacidade de realizar os campeonatos profissionais de futebol.

Segundo Tiago Ribeiro, a reunião decorreu de forma "muito pacífica. Não houve nenhum embate, apenas muita conversa e muita vontade de que esse caos fosse de uma vez por todas resolvido".

Muitos dos demais membros da lista "já foram escolhidos", sendo que toda a documentação vai ser tratada e entregue "na quarta-feira", avançou.

Na reunião não estiveram presentes o Sporting, Marítimo, Nacional e Leixões, que justificaram a ausência, e o Arouca, Chaves, Académico de Viseu, Santa Clara e Atlético, que não justificaram.


Notícias relacionadas