Escolha as suas informações

I Liga: Rui Vitória antecipa jogo "complicado" com o Portimonense e conta com 'Gabigol'
O treinador do Benfica, Rui Vitória

I Liga: Rui Vitória antecipa jogo "complicado" com o Portimonense e conta com 'Gabigol'

AFP
O treinador do Benfica, Rui Vitória
Desporto 6 min. 07.09.2017

I Liga: Rui Vitória antecipa jogo "complicado" com o Portimonense e conta com 'Gabigol'

O treinador do Benfica elogiou hoje o Portimonense, na antevisão da partida da quinta jornada da I Liga de futebol, e garantiu que a equipa está ciente das dificuldades que vai encontrar, anunciando ainda Gabriel Barbosa nos convocados.

O treinador do Benfica elogiou hoje o Portimonense, na antevisão da partida da quinta jornada da I Liga de futebol, e garantiu que a equipa está ciente das dificuldades que vai encontrar, anunciando ainda Gabriel Barbosa nos convocados.

Na conferência de imprensa realizada no Estádio da Luz, o técnico dos 'encarnados' sublinhou também que os jogadores não se vão dispersar com a perspetiva da estreia nesta edição da Liga dos Campeões, agendada para terça-feira, frente ao CSKA Moscovo.

"É um enorme prazer receber o Portimonense. Vai ser um jogo que eu espero que ganhemos, mas será difícil e complicado. O Portimonense tem uma equipa organizada, com jovens e jogadores de qualidade. Estamos perfeitamente cientes daquilo que é o real valor do Portimonense e temos que pôr as nossas armas em campo", afirmou.

O treinador do Benfica, Rui Vitória
O treinador do Benfica, Rui Vitória
Foto: LUSA

A hipótese de poupanças com alguns elementos que têm tido problemas físicos foi liminarmente rejeitada por Rui Vitória, que voltou a lembrar que "o jogo mais importante é o próximo", sobrepondo, assim, o Portimonense ao desafio com os russos.

"Amanhã (sexta-feira) estarão em campo os melhores onze. Nunca sabemos qual é o jogo mais importante, mas ganhando o jogo de amanhã (sexta-feira), estamos mais perto de ganhar os seguintes. Irão estar os jogadores que dão mais garantias", explicou.

O fecho do mercado de transferências, que nos últimos dias trouxe para a Luz o guarda-redes Svilar, o lateral Douglas e o avançado Gabriel Barbosa, foi outro tema incontornável na conferência de imprensa, com o técnico do Benfica a salientar que o fim desse período não é sinónimo de qualquer tipo de alívio.

Gabriel 'Gabigol'
Gabriel 'Gabigol'
Foto: Sport Lisboa e Benfica / Facebook

"Já faz parte da dinâmica. Estou satisfeito com os jogadores que chegaram. O Gabriel chegou agora, o Mitroglou saiu, porque é mesmo assim. As coisas estavam preparadas nesse sentido, no caso de haver alguma saída. Não são jogadores iguais, até na fisionomia são bem diferentes. Agora, resta-nos a nós potenciar os jogadores. Haverá espaço para todos", frisou.

A estreia de Gabriel Barbosa nos convocados foi assumida por Rui Vitória ainda antes da divulgação dos eleitos, tendo o técnico do Benfica realçado que o jogador que chegou por empréstimo do Inter de Milão pode jogar ao lado de qualquer um dos outros avançados no ataque do campeão nacional.

"Não há jogadores incompatíveis. As ligações e microestruturas são ditadas pelos treinos e pelos próprios jogos. Ao longo do campeonato, vai haver vários tipos de compatibilidades", observou, acrescentando: "Estou satisfeito com os jogadores que tenho e estamos prontos".

Ainda em relação ao tema das transferências, Rui Vitória foi confrontado com a decisão hoje anunciada pela 'Premier League' de restringir as inscrições de jogadores até ao arranque oficial da competição na próxima época. O treinador lembrou que o Benfica é "uma montra muito grande", mas apelou a uma posição conjunta dos principais campeonatos europeus.

"Defendo que o termo da janela de contratações se faça mais cedo. Na ultima reunião da UEFA, foi algo que foi discutido e fico contente por já estar a ser alvo de uma medida, mas o importante é que haja uma decisão mais conjunta. Não resolve nada ser só a Liga inglesa a fazer isso", sentenciou.

Vítor Oliveira garante que Portimonense vai à Luz discutir a vitória com Benfica

O treinador do Portimonense, Vítor Oliveira, disse hoje que vai "apostar tudo para disputar a vitória" com o Benfica na quinta jornada da I Liga de futebol, embora reconheça o maior favoritismo dos 'encarnados'.

Na antevisão à partida de sexta-feira, o técnico algarvio assegurou que não vai fazer alterações ao que tem sido o comportamento nos jogos fora de Portimão, apesar de jogar no terreno do tetracampeão.

"Vamos jogar dentro do mesmo estilo, com a mesma vontade de vencer e em ter uma boa qualidade de jogo. Não vamos alterar a nossa filosofia de jogo, não vamos com autocarros nem camiões", assegurou o técnico numa alusão à postura defensiva dos algarvios.

Contudo, Vítor Oliveira garantiu que o jogo com o tetracampeão nacional, motiva "algumas preocupações, embora o Portimonense esteja preparado para as dificuldades e, dentro daquilo que for possível", discutir o resultado.

"Vai ser difícil para nós, mas vamos tentar que seja difícil para o Benfica, apesar do seu grande percentual de favoritismo, o qual iremos tentar contrariar. Sabemos que temos potencial e no futebol não há resultados por antecipação", destacou.

O treinador do Portimonense, Vítor Oliveira
O treinador do Portimonense, Vítor Oliveira
Foto: portimonense.pt

Para Vítor Oliveira, defrontar o Benfica é sempre motivador, "o que faz com que os jogadores estejam fortemente motivados, ao querem ter um bom desempenho e realizar um bom jogo", reconhecendo, contudo, que "a experiência é importante e tem sido determinante nos jogos já disputados".

"Temos perdido jogos nos pormenores e fundamentalmente por falta de experiência. Com pouco mais de experiência poderíamos ter mais um ou dois pontos. Estes jogos também nos ajudam a crescer e de engrandecimento em termos de experiência, porque não é todos os dias que jogamos com uma equipa do nível do Benfica diante de cerca de 50 mil pessoas", sublinhou.

O técnico acrescentou que já transmitiu aos jogadores que é muito importante que joguem sem medo: "A responsabilidade também é nossa, mas a maior é efetivamente do Benfica".

Vítor Oliveira disse ainda que para o confronto com o Benfica, vai ter de fazer alterações no lado esquerdo da defesa da equipa, pois não pode contar com Lumor, Inácio e Tabata, jogadores que estão impedidos devido a lesão: "Vamos tentar apresentar jogadores que possam corresponder e que deem uma boa resposta àquilo que vai acontecer durante o jogo".

"São três baixas mais importantes para nós do que cinco ou seis que possam acontecer no Benfica, porque a diferença de potencial é muito grande", concluiu.

Por seu turno, o médico Fabrício reconheceu que as dificuldades "vão ser grandes, mas jogar com o Benfica, é sempre motivador", acrescentando que o Portimonense "tem capacidade para fazer golos, se jogar com coragem, humildade e muito trabalho".

"O Benfica tem muita qualidade, mas temos que colocar em campo os pontos fortes que têm sido trabalhados ao longo da semana. Se dermos o nosso melhor e colocarmos em campo o que temos treinado, é um passo para sairmos da Luz com um bom resultado", frisou.

Depois do triunfo em casa diante do Boavista (2-1) na estreia e das derrotas fora com o Sporting de Braga (2-1), Rio Ave (2-0) e em casa com o Marítimo (2-1), os algarvios procuram a segunda vitória da temporada, diante do Benfica, equipa que não foi além de um empate na última jornada com o Rio Ave (1-1).

O Benfica, terceiro classificado, com 10 pontos, recebe na sexta-feira, às 22:00 (hora do Luxemburgo), o Portimonense, 14.º, com três, no Estádio da Luz, num jogo a contar para a quinta jornada da I Liga e que será arbitrado por Gonçalo Martins (Vila Real).

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas