Escolha as suas informações

Guerreiro vencedor virtual da montanha, Almeida perde a rosa e cai para quinto
Desporto 22.10.2020

Guerreiro vencedor virtual da montanha, Almeida perde a rosa e cai para quinto

João Ameida, à esquerda e Ruben Guerreiro antes da etapa desta quinta-feira.

Guerreiro vencedor virtual da montanha, Almeida perde a rosa e cai para quinto

João Ameida, à esquerda e Ruben Guerreiro antes da etapa desta quinta-feira.
Foto: AFP
Desporto 22.10.2020

Guerreiro vencedor virtual da montanha, Almeida perde a rosa e cai para quinto

Lusa
Lusa
Ruben Guerreiro (Education First) garantiu hoje, matematicamente, a vitória na classificação da montanha da Volta a Itália em bicicleta, após a 18.ª etapa, a caminho de ser o primeiro português ‘rei' desta tabela numa das três grandes Voltas. João Almeida perde a liderança e agora é 5° na geral.

Depois do dia de hoje, em que o ciclista português, que já tinha vencido a nona etapa, somou 36 pontos, sobram 98 pontos que um ciclista pode somar até domingo, em Milão, e todos apenas no sábado, com duas subidas de primeira categoria (40 pontos cada) e uma de segunda (18).

A vantagem de Guerreiro, que soma 234 pontos, para o belga Thomas de Gendt (Lotto Soudal), segundo com 122, é de 112 pontos, pelo que a vitória está assegurada para o luso, num feito inédito para Portugal em classificações secundárias de voltas a Itália, França e Espanha.

Para confirmar o feito, Ruben Guerreiro, que hoje passou primeiro no Campo Carlo Magno e em segundo no Passo Castrin, precisa de terminar a prova, faltando três etapas, na sexta-feira, sábado e domingo, dia em que o Giro termina com um contrarrelógio em Milão.

O português João Almeida (Deceuninck-QuickStep) perdeu hoje a liderança da geral da Volta a Itália em bicicleta, caindo para quinto, com o holandês Wilco Kelderman (Sunweb) a vestir a camisola rosa após a 18.ª etapa.

O australiano Jai Hindley (Sunweb), que assumiu a liderança da classificação da juventude, que também era do português, venceu a etapa, ao cabo de 6:03.03 horas, necessárias para percorrer os 207 quilómetros entre Pinzolo e Laghi di Cancano, à frente do britânico Tao Geoghegan Hart (INEOS), segundo.

O espanhol Pello Bilbao (Bahrain-McLaren) foi terceiro e sobe a quarto na geral, que agora é liderada por Kelderman, quinto na etapa, com 12 segundos de vantagem para Hindley, seguindo Hart em terceiro, a 15.

João Almeida, por seu lado, é agora quinto a 2.16 de Kelderman, após cortar a meta no sétimo posto e ter cedido 4.51 minutos para o vencedor, num dia que incluiu a 'Cima Coppi', ponto mais alto do Giro, no caso o Stelvio, a 2.758 metros.

Na sexta-feira, a 19.ª de 21 etapas liga Morbegno a Asti, em 258 quilómetros de perfil plano, antes de nova tirada de alta montanha no sábado e o contrarrelógio final, no domingo, em Milão.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas