Escolha as suas informações

Gémeos lusodescendentes brilham ao serviço da seleção luxemburguesa de voleibol
Desporto 2 min. 08.01.2020

Gémeos lusodescendentes brilham ao serviço da seleção luxemburguesa de voleibol

Samuel Novais (na foto) e o seu irmão Simão, estiveram em destaque na vitória da seleção luxemburguesa da Novotel Cup.

Gémeos lusodescendentes brilham ao serviço da seleção luxemburguesa de voleibol

Samuel Novais (na foto) e o seu irmão Simão, estiveram em destaque na vitória da seleção luxemburguesa da Novotel Cup.
Foto: Christian Kemp
Desporto 2 min. 08.01.2020

Gémeos lusodescendentes brilham ao serviço da seleção luxemburguesa de voleibol

Álvaro CRUZ
Álvaro CRUZ
Samuel e Simão Novais são gémeos, têm 19 anos e estrearam-se da melhor forma ao serviço da seleção luxemburguesa de voleibol que no fim de semana venceu a Novotel Cup só com vitórias (todas por 3-0) frente a Escócia, Inglaterra e Islândia e exibições bastante elogiadas.

“Foi muito importante termos celebrado as nossas primeiras internacionalizações com a conquista de um troféu internacional disputado no Luxemburgo. Jogar frente aos nossos simpatizantes que acorreram em grande número, família e amigos foi uma sensação bastante agradável”, descreve Samuel, líbero da formação grã-ducal.

Depois de terem brilhado ao serviço da seleção de sub-20, com a qual conquistaram, em 2017, a medalha de ouro nos Jogos dos Pequenos Estados, em São Marino, chegam agora com toda a naturalidade à seleção principal, onde garantem terem sido bem acolhidos: “Todos nos receberam da melhor forma no seio da equipa”, revela Simão. “O grupo foi excecional pela forma como nos tratou, sobretudo os jogadores mais experientes. Transmitiram-nos muita força e apoio sempre que estávamos em campo e isso acabou por nos tranquilizar e ao mesmo tempo galvanizar durante a competição”, recorda. “Quando és o mais novo e te estreias a nível internacional é importante que o ambiente seja propício a que possas brindar o público e as pessoas que em nós confiaram com uma boa prestação”, explica o distribuidor da seleção luxemburguesa.

A ausência de alguns jogadores importantes na Novotel Cup permitiu a chamada de algumas ’promessas’ da modalidade por parte do selecionador luxemburguês, o romeno Dascalu Pompiliu, que não hesitou em convocar, também, a dupla de lusodescendentes a quem é vaticinado um futuro risonho na modalidade.

Para Simão a chamada da dupla à seleção representou “uma oportunidade pela qual andávamos à esperava. O nosso treinador, em Esch, já nos tinha advertido para o facto de que poderíamos ser chamados. No entanto, importa também salientar que faltaram três ou quatro titulares e que a média de idades da nossa seleção rondou os 22 anos. Os mais jovens deram excelentes indicações e o treinador mostrou-se bastante satisfeito com o nosso rendimento, o que acabou por ser bastante significativo para nós”, enfatiza.

A próxima competição da seleção luxemburguesa é a Silver League 2020, onde a equipa grã-ducal vai medir forças com as congéneres da Grécia e da Letónia. Para Samuel, a convocação de ambos para a dupla jornada internacional seria “uma grande satisfação”, mas o jovem distribuidor sabe que apenas com muito trabalho e dedicação poderão aspirar a uma nova chamada.

“Vamos continuar a trabalhar com todo o empenho para concretizar os nossos objetivos. Nada cai do céu por acaso. Somos jovens, mas temos subido a nossa carreira a pulso. Acreditamos muito no nosso valor e vamos encarar 2020 como um ano de afirmação e grandes desafios. Crer é poder”, enfatiza.

Transferiram-se no início desta época do Lorentzweiler para o Escher Volleyball Club, atual segundo classificado da elite luxemburguesa da modalidade, mas a paixão pelo voleibol começou em Wiltz, onde residem.

Foi pela mão do irmão mais velho, Flávio, que hoje é companheiro de equipa da ’dupla’ em Esch-sur-Alzette, e continua a exercer um papel preponderante na carreira dos gémeos.

Treinam entre 3 e 5 vezes por semana e não olham a esforços para singrar na modalidade. Simão estuda na Universidade em Belval e Samuel trabalha numa óptica em Wiltz. Fazem sacrifícios pelo desporto que amam, mas continuam a sonhar com a posibilidade de um dia poderem jogar numa liga profissional e assumirem um papel importante no seio da seleção luxemburguesa. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas

O passo em frente do futebol luxemburguês
Os recentes resultados da seleção nacional e dos principais clubes nas competições europeias proporcionaram outra visibilidade internacional ao futebol luxemburguês. O presidente da Federação e vários treinadores lusos analisam como a Liga das Nações pode também enquadrar-se nesse contexto.
O empate entre o Luxemburgo e a França foi um dos grandes resultados dos 'leões vermelhos'.
Futsal: Craques de palmo e meio estagiaram com o Barcelona em Oberkorn
O Samba Seven Futsal Niederkorn organizou no fim de semana uma jornada dedicada ao futsal para dezenas de jovens no pavilhão desportivo de Oberkorn. Pequenos e graúdos aproveitaram a vinda do colosso catalão ao Grão-Ducado para enriquecer a sua experiência internacional e passar uma jornada inesquecível.
Cerca de três dezenas de jovens marcaram presença no estágio de futsal ministrado pelo Barcelona no pavilhão desportivo de Oberkorn
Os gémeos que brilham no voleibol
São portugueses e muito jovens, mas já se destacam no campeonato sénior luxemburguês de voleibol. Internacionais sub-20 pelo Grão-Ducado e com um título nos Jogos dos Pequenos Estados, foram chamados à seleção principal e contam com o importante apoio do irmão mais velho para os ajudar a evoluir nas carreiras que prometem chegar longe.
Chegar a uma liga europeia profissional de voleibol é o grande objetivo dos dois irmãos.