Escolha as suas informações

Futsal. Reforços já fazem a diferença
Desporto 6 3 min. 23.01.2019

Futsal. Reforços já fazem a diferença

João Guerrinha, à esquerda, felicitado pelos colegas do Racing após os dois marcados frente à US Esch, no domingo.

Futsal. Reforços já fazem a diferença

João Guerrinha, à esquerda, felicitado pelos colegas do Racing após os dois marcados frente à US Esch, no domingo.
Foto: Á. Cruz
Desporto 6 3 min. 23.01.2019

Futsal. Reforços já fazem a diferença

Álvaro CRUZ
Álvaro CRUZ
Não faltaram golos, passes decisivos e jogadas espetaculares que atestam a qualidade técnica e tática de alguns dos recém-chegados reforços ao campeonato luxemburguês de futsal. A prova promete tornar-se mais atraente e competitiva.

Alguns dos jogadores portugueses que reforçaram várias das principais equipas do campeonato luxemburguês de futsal estiveram em destaque na primeira jornada da segunda volta, disputada no fim de semana.

Um deles foi João Guerrinha, que trocou a equipa portuguesa do Fabril Barreiro pelo Racing Luxembourg. O esquerdino foi um dos elementos mais em foco no

empate a três golos que se registou entre a US Esch e a equipa da capital, ao apontar os dois primeiros golos do jogo. “É sempre bom marcar golos na estreia, mas quando não se ganha o sabor não é o mesmo. Preferia não ter marcado e a equipa ter ganho”, disse o jogador português ao Contacto após o encontro.

O esquerdino foi um perigo constante para a formação de Esch ao longo de quase todo o encontro e apenas precisou de um minuto e meio para marcar os dois primeiros golos, colocando o Racing a vencer por uma vantagem confortável. O campeão em título ainda chegou ao terceiro golo, mas viu a aguerrida formação de Esch reduzir para 1-3, instantes antes do intervalo.

“Foi pena não termos segurado o resultado depois de um primeiro tempo bem conseguido, mas o jogo tem destas coisas”, lamentou. Sobre a sua atuação, Guerrinha diz que “ficou satisfeito”, mas sabe que pode fazer melhor.

“Pessoalmente, as coisas correram-me bem, mas ainda não estou na minha melhor forma. Acredito que vou melhorar juntamente com os outros jogadores porque temos estado a trabalhar bem. Vim para ajudar a equipa a ganhar títulos e é nos nossos objetivos que quero concentrar-me”, garante. O jogador de 21 anos, que em Portugal já passou por clubes como Cova da Piedade, Indefetíveis de Alhos Vedros e Fabril Barreiro, diz que foi bem recebido pelos colegas e elogia o plantel do clube, com o qual já treina desde novembro do ano passado: “As coisas têm corrido bem. Fui bem acolhido por todos. Agradeço tudo o que têm feito para me ajudar. Agora só me falta arranjar trabalho. Quero dar tudo em campo para ajudar a equipa a conseguir ganhar o campeonato e a taça”, sublinha.

Instado a estabelecer uma comparação entre o nível do futsal português e o do luxemburguês, Guerrinha mostra-se taxativo: “Em Portugal os jogos são mais evoluídos em todos os aspetos, mas aqui nota-se que também há bons jogadores. As equipas estão a evoluir e acredito que, num futuro próximo, a qualidade possa melhorar ainda mais”, remata.

Quem também brilhou no encontro, mas do lado da US Esch, foram Miguel Pereira e Mário Pimentel, reforços que também vieram de Portugal, mais exatamente do Vilaverdense. Apesar de não terem marcado qualquer golo, os dois jogadores foram preponderantes na manobra da equipa que, a perder por 0-3, com o Racing, acabou por conseguir empatar o encontro a três golos. Porfírio Marques, treinador adjunto do clube da metrópole do ferro, elogiou a equipa que diz ter melhorado a produção com a inclusão dos dois jogadores: “Fiquei muito satisfeito com a atuação da equipa que foi excelente. A perder por 0-3, nunca deixou de lutar e empreendeu uma recuperação notável a todos os níveis”.

Sobre os dois reforços lusos, o técnico não poupou elogios: “Já treinam connosco desde setembro e integraram-se muito bem no grupo. O Mário, o Miguel e o Bruno Andrade, este último que ainda não pôde jogar, são importantes na produção de jogo da equipa. Acredito que vamos fazer uma excelente segunda volta e mostrar a todos a nossa qualidade”, conclui.

Outro dos destaques da 10a jornada foi Ruben Reis, novo jogador do FC Differdange que marcou dois golos na goleada da sua equipa (11-2) frente ao Sparta de Dudelange.

“Marcar na vitória da equipa no meu primeiro jogo com as cores do Differdange é sempre importante. Estou aqui para ser mais um e contribuir para os êxitos da equipa que tão bem me acolheu”, afirma o jogador português que trocou o Modicus pelo atual líder do campeonato.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas