Escolha as suas informações

Fernando Santos vai excluir jogadores que podiam estar no Euro2016
Desporto 3 min. 11.12.2015 Do nosso arquivo online
Seleccionador quer equilíbrio

Fernando Santos vai excluir jogadores que podiam estar no Euro2016

Seleccionador quer equilíbrio

Fernando Santos vai excluir jogadores que podiam estar no Euro2016

Foto: Lusa
Desporto 3 min. 11.12.2015 Do nosso arquivo online
Seleccionador quer equilíbrio

Fernando Santos vai excluir jogadores que podiam estar no Euro2016

O seleccionador português de futebol, Fernando Santos, reconheceu esta sexta-feira que vão ficar fora dos convocados para o Euro2016 alguns jogadores que poderiam fazer parte da lista e que na escolha dos 23 irá privilegiar o equilíbrio da equipa.

O seleccionador português de futebol, Fernando Santos, reconheceu esta sexta-feira que vão ficar fora dos convocados para o Euro2016 alguns jogadores que poderiam fazer parte da lista e que na escolha dos 23 irá privilegiar o equilíbrio da equipa.

Em declarações divulgadas hoje pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF), em que faz a antevisão do sorteio da fase final, no sábado, Fernando Santos refere ainda que as escolhas irão ter como base o plano de jogo a implementar para a selecção.

De acordo com Fernando Santos, os adversários que o sorteio ditar não irão condicionar em nada as escolhas nem o plano de jogo a implementar na seleção portuguesa, que, acredita, ser uma das que os restantes finalistas querem evitar.

"As minhas escolhas terão a ver com o equilíbrio da equipa, essencialmente depois de traçar o plano de jogo que eu pretendo implementar para a equipa no Campeonato da Europa. As minhas escolhas irão depois dar equilíbrio a esse plano", referiu.

Fernando Santos reconheceu que vão ficar jogadores fora dos convocados que também poderiam estar presentes na fase final do França2016, mas isso é uma contingência devida ao número de 23 eleitos que irá acontecer não só agora mas sempre.

" A escolha irá recair sobre aqueles que eu penso que podem representar bem as cores nacionais no Campeonato da Europa, obviamente que só posso levar 23 e isso é que vai dificultar a escolha, porque em quase todos os setores vão ficar de fora jogadores que podiam fazer parte da convocatória", justificou o selecionador.

Em relação ao sorteio propriamente dito, Fernando Santos considerou que é importante no sentido de que irá definir quais as três equipas que vão competir com Portugal na fase de grupos e, dessa forma, o seleccionador poderá atempadamente preparar esses jogos e pensar a forma de os encarar.

"A partir daí [dos jogos da fase de grupos do Europeu] não há essa oportunidade de preparar o confronto com os nossos adversários [fase a eliminar], pois não sabemos bem o que vai acontecer a seguir", disse ainda o seleccionador português.

Fernando Santos acredita ainda que a selecção portuguesa, que integra o pote 1 do sorteio de sábado, juntamente com as da França, Espanha, Alemanha, Inglaterra e Bélgica, seja uma das que os restantes adversários pretendam evitar.

"Não acredito que sejamos um adversário desejado. Penso que nenhuma equipa, se pudesse escolher, escolhia Portugal. Obviamente que com um lote de equipas fortíssimas os adversários não querem ninguém do primeiro pote", explicou.

Fernando Santos reconhece que "qualquer uma das equipas que sair do primeiro pote os adversários não vão desejar, pelo que o que seria melhor para muitos é que fosse um sorteio mais aberto, sem potes. Mas não pode ser assim e isso é compreensível".

Em relação à forma como os adversários encaram Portugal, Fernando Santos crê que é com respeito, mas tal sentimento é mútuo, pois também é dessa forma que a selecção lusa encara todos os opositores.

"Os nossos adversários olham para nós com respeito, sabem que Portugal é uma equipa difícil e que tem um objectivo também, pelo que nos vão abordar com respeito. E nós também, porque essa é também a regra do jogo", disse.

Ainda de acordo com o selecionador, "para Portugal vencer os seus opositores tem que acreditar nas suas capacidades, mas também respeitar o seu adversário, sem ter medo, porque ter respeito não significa ter medo".

"Respeito significa estudar bem o adversário, perceber bem as suas intenções e, dessa forma, enfrentá-lo e vencer", disse Fernando Santos, que recusa a ideia de condicionar a forma de jogar da seleção em função do adversário.

Segundo o seleccionador, Portugal não irá condicionar, "de maneira nenhuma", o seu plano de jogo pelos adversários, mas apenas irá proceder a alguns ajustes pontuais normais.

"Haverá sempre alguns ajustes, alguma atenção, principalmente naqueles aspetos fortes, como as bolas paradas, algo importante a trabalhar e que depende muito dos adversários, principalmente no plano defensivo", disse o seleccionador.

O sorteio da fase final do Campeonato da Europa de 2016, em França, decorre pelas 18h de sábado, envolvendo 24 selecções, distribuídas por quatro potes.




Notícias relacionadas

Fernando Santos afirmou que a selecção portuguesa de futebol vai precisar de ser corajosa na partida com a Croácia, dos oitavos de final do Euro2016, e considerou que Portugal vai defrontar um adversário de "elevadíssima qualidade".
O seleccionador Fernando Santos continua a acreditar que Portugal vai vchegar longe neste Europeu
Seleccionador nacional de futebol ao CONTACTO
Fernando Santos está a dar os primeiros passos na selecção, mas demonstra uma confiança cega quanto ao apuramento de Portugal para o Europeu. Alcançou duas vitórias que considera indispensáveis para a estabilização da equipa, tendo promovido regressos e estreias porque entende que a qualidade não tem idade.
.