Escolha as suas informações

Europeu sub-21: : Rui Jorge fala em Portugal "forte", antes do jogo da sua carreira
Rui Jorge (ao centro), acredita que Portugal pode sagrar-se campeão europeu de sub-21 esta terça-feira em Praga

Europeu sub-21: : Rui Jorge fala em Portugal "forte", antes do jogo da sua carreira

Foto: LUSA
Rui Jorge (ao centro), acredita que Portugal pode sagrar-se campeão europeu de sub-21 esta terça-feira em Praga
Desporto 2 min. 30.06.2015

Europeu sub-21: : Rui Jorge fala em Portugal "forte", antes do jogo da sua carreira

Rui Jorge considerou hoje que a selecção portuguesa de sub-21 de futebol tem estado "muito forte" no Europeu da categoria, admitindo que a final da competição, marcada para esta terça-feira, será o jogo mais importante da sua carreira.

Rui Jorge considerou hoje que a selecção portuguesa de sub-21 de futebol tem estado "muito forte" no Europeu da categoria, admitindo que a final da competição, marcada para esta terça-feira, será o jogo mais importante da sua carreira.

"A equipa está muito bem, concentrada em recuperar bem para o jogo de amanhã [terça-feira] e totalmente motivada. A Suécia é uma equipa forte, mas nós também. Temos mostrado que somos uma equipa muito forte, mas estou certo que eles pensam o mesmo. Para estar aqui nesta fase do torneio é preciso ter muita qualidade", disse.

Em declarações publicadas no site da UEFA, o treinador da selecção portuguesa disse que na final de Praga, frente à Suécia, vai tentar dar o primeiro título de sub-21 a Portugal, que perdeu a final da 1994.

"É claro que este também é o jogo mais importante da minha carreira enquanto treinador até agora, porque se trata de uma final de uma competição muito importante. Nunca vencemos este troféu antes, pelo que ser um dos dois treinadores presentes na final é algo que me orgulha", afirmou.

Afirmando que "todos conhecem a paixão, a vontade de vencer e a qualidade" da sua equipa, Rui Jorge disse apenas querer que os "jogadores continuem a mostrar toda a sua qualidade" e, se vencer, "então será perfeito".

"É um orgulho para mim poder trabalhar com estes jogadores, especialmente pelo espírito que sempre demonstraram. Mais importante do que o aspecto individual é o lado colectivo da equipa", afirmou.

Para o médio Bernardo Silva, são este tipo de jogos com que os jogadores sonham. "Em pequeno sonha-se em disputar este tipo de partidas. É uma competição muito importante e é um marco para qualquer jogador vencer um torneio desta magnitude. Contamos com o apoio de todos os portugueses", afirmou.

O seleccionador da Suécia, Hakan Ericson, deu o favoritismo a Portugal, lembrando que Portugal goleou a Alemanha, por 5-0, nas meias-finais. "No entanto, já os defrontámos há uma semana e empatámos 1-1. Sabemos como encontrar espaços para criar as nossas oportunidades e talvez o possamos fazer outra vez. Nunca fazemos planos especiais para determinados jogadores. Em vez disso trabalhamos juntos para tentar minimizar os espaços e mantermo-nos compactos", disse.

Para o treinador, Portugal mostrou "ser a melhor equipa do torneio ofensivamente", dizendo ter ficado "realmente impressionado com dois dos seus jogadores, nomeadamente com a sua qualidade individual". "Não acredito que muitos de nós voltem a ter a oportunidade de jogar numa final de um Campeonato da Europa durante as suas carreiras. Vamos para dentro de campo para aproveitar ao máximo o momento e orgulhosos por podermos representar o nosso país num jogo desta dimensão", disse John Guidetti, avançado da Suécia.

O encontro entre Portugal e Suécia disputa-se esta terça-feira, no estádio Éden, em Praga, às 20h45, e será arbitrado pelo polaco Szymon Marciniak.


Notícias relacionadas