Escolha as suas informações

Alemanha vs Portugal. Aluga-se um pontapé à Carlos Manuel
Desporto 3 min. 19.06.2021
Euro2020

Alemanha vs Portugal. Aluga-se um pontapé à Carlos Manuel

Euro2020

Alemanha vs Portugal. Aluga-se um pontapé à Carlos Manuel

Foto: Federico Gambarini/dpa
Desporto 3 min. 19.06.2021
Euro2020

Alemanha vs Portugal. Aluga-se um pontapé à Carlos Manuel

Rui Miguel Tovar
Rui Miguel Tovar
Ronaldo é o único português com boas sensações em Munique, com quatro golos a Neuer em três jogos no Allianz.

Allianz, Munique, Alemanha. A conjugação destas três palavras causa calafrios a qualquer português. Em 2009, o Sporting perde 7-1 com o Bayern. Em 2015, o Porto encaixa 6-1. Em 2018, o Benfica apanha 5-1. Ouchhhh. Se fizermos zoom sobre a selecção, o único jogo é a ½ final para o Mundial-2006, ganho pela França com um penálti convertido por Zidane a castigar falta de Ricardo Carvalho sobre Henry. Nesse onze, há um repetente em relação a hoje. Cristiano Ronaldo, claro, metido entre Ricardo, Miguel, Ricardo Carvalho, Meira, Nuno Valente, Costinha, Maniche, Deco, Figo e Pauleta.


Euro2020. Apostadores acreditam em vitória da Alemanha sobre Portugal
Segundo a casa de apostas desportivas bwin, a equipa alemã é a mais forte candidata à vitória, devendo obter, no próximo sábado, contra a equipa portuguesa, a sua primeira vitória no Grupo F do Campeonato Europeu, depois da derrota com a França por 1-0.

De lá para cá, Portugal e Alemanha jogam três vezes. A primeira no Euro-2008, curiosamente no dia 19 Junho, como hoje. É para os ¼ final, acaba 3-2 com golos de Schweinsteiger, Klose, Nuno Gomes, Ballack e Postiga. Depois, no Euro-2012, curiosamente a um sábado, como hoje. Acaba 1-0, cortesia Mario Gómez, de cabeça, nas costas de Pepe. É um resultado enganador a avaliar pelo domínio português e ainda pelas bolas à trave de Pepe mais Nani, uma em cada parte. Finalmente, no Mundial-2014, em Salvador. É uma goleada sem igual, 4-0. A figura da tarde é Thomas Müller, autor de um hat-trick e ainda actor principal da expulsão de Pepe. O mesmo Thomas Müller é também sinónimo de golos às tais equipas portuguesas no primeiro parágrafo. Marca um ao Sporting, em Munique, outro ao Porto, em Munique, e um ao Benfica, na Luz. Contas feitas, é o único jogador a marcar aos três grandes na UEFA. É dose. Cuidado, muito cuidado com ele.

O mesmo se pode dizer de Cristiano Ronaldo, o tal repetente de 2006. É ele o único factor de desestabilização a favor de Portugal. Pelo simples facto de já ter marcado quatro golos a Neuer no Allianz. O primeiro bis é de 2014, o outro de 2017. Em ambos os casos, o Real Madrid ganha ao Bayern. Só falta agora fazer o mesmo pela selecção. É verdade, Ronaldo nunca marca à Alemanha. Nem à França. Aí está um duplo desafio para os dois jogos da fase de grupos. Para tal, só tem de se lembrar de Carlos Manuel, o herói de Estugarda. Se se repetisse o 0-1 de 1985, a Alemanha acumularia a segunda derrota do Euro-2021 e seria eliminada por Portugal, à imagem do sucedido no Euro-2000, quando o hat-trick perfeito de Sérgio Conceição (cabeça, pé esquerdo, pé direito) implica a reforma de Matthäus e o adeus prematuro dos então campeões europeus em título.


Euro2020. Apostadores acreditam em vitória da Alemanha sobre Portugal
Segundo a casa de apostas desportivas bwin, a equipa alemã é a mais forte candidata à vitória, devendo obter, no próximo sábado, contra a equipa portuguesa, a sua primeira vitória no Grupo F do Campeonato Europeu, depois da derrota com a França por 1-0.

Allianz, Munique, Alemanha. O sonho da vitória portuguesa é possível. Claro que sim. Sem ter feito um jogo por aí além vs Hungria, em Budapeste, o resultado gordo de 3-0 mexe com qualquer jogador. Mais ainda com Ronaldo, marcador de um bis nos últimos cinco minutos, o primeiro golo de penálti, o segundo após tabelinha com Rafa e posterior finta ao guarda-redes Gulacsi. Já a Alemanha soçobra com a França (1-0, autogolo de Hummels) e acumula mais desgaste. Tanto físico como psicológico. A obrigação da vitória é um mero pró-forma, só que esta Alemanha é mais parecida com a do Mundial-2018 (eliminada na fase de grupos) do que com a do Mundial-2014 (campeã). Como é que é, Löw? Ele sorri perante tamanha desconfiança. Pudera, é ele o último homem a ganhar a Portugal no Euro, o tal 1-0 de Gómez em 2012. E é também o último homem a ganhar a Fernando Santos no Euro, igualmente em 2012, num 4-2 vs Grécia para os ¼ final.

Que jogo, senhoras e senhores. Preparem-se.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas