Escolha as suas informações

Euro Sub 21. Família de Dany Mota quer ir apoiar jogador à final no estádio na Eslovénia
Desporto 12 5 min. 04.06.2021

Euro Sub 21. Família de Dany Mota quer ir apoiar jogador à final no estádio na Eslovénia

Dany Mota (à direita) com os pais e os irmãos

Euro Sub 21. Família de Dany Mota quer ir apoiar jogador à final no estádio na Eslovénia

Dany Mota (à direita) com os pais e os irmãos
DR
Desporto 12 5 min. 04.06.2021

Euro Sub 21. Família de Dany Mota quer ir apoiar jogador à final no estádio na Eslovénia

Paula SANTOS FERREIRA
Paula SANTOS FERREIRA
Portugueses de Pétange preparam-se para viajar até Ljubljana para dar ao vivo “todo o apoio” à seleção portuguesa no jogo de domingo, onde pode sagrar-se campeã europeia. “Eu e os meus pais queremos estar lá”, diz Renato Mota.

Mal o apito do árbitro soou, ontem à tarde, no estádio de Maribor, na Eslovénia, dando por finalizada a partida em que a seleção portuguesa ficou apurada para a final do europeu sub-21, a emoção e alegria tomou conta dos portugueses de Pétange. A equipa das quinas, com o luso-luxemburguês Dany Mota, vai jogar a final do campeonato e Portugal ser campeão europeu em 2021.

 “Vamos à final! Nem acredito! O meu irmão vai jogar na final do europeu! Estou sem palavras. Foi um jogo tão sofrido até ao apito final! É incrível. Quero estar no estádio, na final, a apoiar o meu irmão e a seleção”, dizia emocionado ao Contacto Renato Mota, o irmão do futebolista luso-luxemburguês, que com os amigos assistiu ao jogo contra Espanha, no café de Pétange.

Renato Mota, irmão de Dany Mota (à esquerda em baixo) e os amigos no final do jogo da seleção contra a Espanha. Todos querem ir à Eslovénia ver a final.
Renato Mota, irmão de Dany Mota (à esquerda em baixo) e os amigos no final do jogo da seleção contra a Espanha. Todos querem ir à Eslovénia ver a final.

A partida final, contra a Alemanha, é neste domingo, às 20h00, e se tudo correr bem, Dany Mota vai ter os pais, irmãos e os amigos do Luxemburgo (na foto) , os seus maiores fãs, a torcer por ele no estádio Stozice, na Ljubljana,  capital da Eslovénia, ao lado dos familiares dos outros jogadores. 

Domingo, o título de campeão está mais perto. É a terceira vez que Portugal chega à final do europeu de sub-21. Se vencer, será pela primeira vez, campeão  europeu de sub-21.

Este campeonato europeu tem contado com público no estádio, 1500 pessoas estiveram em Maribor, ontem, quinta-feira, sendo dada a prioridade aos familiares e amigos dos jogadores das seleções em campo. Por isso, a família e amigos de Dany Mota têm lugar no estádio de Ljubljana, no próximo domingo, podendo cantar o hino nacional e ver ao vivo o jogo. Mais importante apoiar entusiasticamente e com palavras de incentivo Dany Mota e toda a seleção portuguesa.

O telefonema da mãe

Um autogolo do espanhol Cuenca, aos 80 minutos, deu finalmente a vantagem a Portugal que conseguiu depois segurar a vitória até ao fim. Chegaram os 90 minutos e “mais 6 minutos” de compensação: “Nem acreditei! Mais seis minutos, tanto!!! Foi terrível, mas vencemos”, disparava Renato Mota, feliz.

Antes de falar com o Contacto, já tinha recebido um telefonema da mãe, Conceição Mota, segundos depois do apito final. “Telefonou-me logo muito feliz e a pedir para começar a ver as viagens, ela e o meu pai querem ir à Eslovénia. Estar no estádio a apoiar o Dany. E eu e os meus amigos também. Já estamos a ver todas as possibilidades e amanhã [hoje] vou tratar de ver como é possível viajar até lá tão em cima da hora, seja de carro, de avião, o que for. Mas queremos ir apoiar o meu irmão e a equipa portuguesa”, vinca Renato Mota.


Euro sub-21. “Dany Mota, marca lá mais golos hoje para ajudares Portugal a chegar à final”, pede irmão
Em Pétange, vão estar "todos a torcer” pelo Dany Mota, ali criado, e pela seleção “fantástica” na meia-final do Europeu com Espanha, desta tarde. “A minha mãe é quem sofre mais”, conta ao Contacto Renato Mota, irmão do luso-luxemburguês.

 “Algo assim pode acontecer apenas uma vez na vida e quero ir”. Já na véspera do jogo com Espanha, este jogador de futsal do RAF de Differdange tinha defendido ao Contacto que, apesar do orgulho que tinha pelo seu irmão que atualmente está no Monza, em Itália, vestir a camisola da seleção portuguesa dos sub-21, “primeiro está sempre a seleção como um todo e depois está o Dany”. “Mas claro que quero que ele se destaque e seja o melhor marcador da seleção”, confessou.

Ao contrário no jogo contra a Itália, nos quartos de final, em que Dany Mota bisou no marcador, contribuindo para os 5-3, que deram também a vitória a Portugal, no confronto com a Espanha, o luso-luxemburguês não teve hipóteses de marcar golo e saiu aos 65 minutos de jogo, por opção de Rui Jorge. A equipa raramente conseguiu chegar ao ataque com muitos elementos, deixando-o demasiado sozinho - mas foi importante, sobretudo nas bolas paradas defensivas.

“Respeito a opção do mister. Ele é que sabe, e a seleção está à frente do individual como digo sempre”, disse Renato Mota sobre a substituição do irmão e de outros dois jogadores ao mesmo tempo na segunda parte, pelo selecionador português. “Toda a equipa é fantástica, merecem estar na final e vencer o campeonato da Europa”, salienta Renato Mota. Nos 15 jogos deste campeonato realizados até agora, a equipa aos comandos de Rui Jorge conquistou 14 vitórias, 12 delas consecutivas, e apenas uma derrota (contra os Países Baixos). Um feito raro. 


Para Renato Mota, o luso-luxemburguês é um jogador com muito boas características e qualidade. Além da dedicação ao trabalho, do esforço máximo que coloca enquanto futebolista “mentalmente é um jogador muito forte, está já num nível superior e isso é também muito importante”, destaca Renato Mota que tal como os dois irmãos, Dany e Rui tem a paixão pelo esférico e cresceram com a bola nos pés e a sonhar com uma carreira no futebol. Só que atualmente, Renato trocou os relvados pelo sintético do futsal, no RAF Differdange. “Estou a gostar do futsal e por aqui está a começar a estar na moda”, vinca.


Alemanha bate Países Baixos e defronta Portugal na final do Europeu de sub-21
A final da edição 2021 do Europeu de futebol de sub-21, na Eslovénia e Hungria, está marcada para domingo, em Ljubljana, onde os alemães procuram o terceiro cetro e Portugal o primeiro.

Os conselhos do Ronaldo

E o golo de bicicleta de Dany contra a Itália que está a correr mundo e a receber os mais rasgados elogios? Há semelhanças com o Cristiano Ronaldo?

“Sim, mas o Ronaldo é o Ronaldo, e o Dany é o Dany. O meu irmão tem algumas características semelhantes, mas não é o Ronaldo”, diz rápido Renato Mota.  Como Cristiano Ronaldo, “tem velocidade, força, impulsão, remata com o pé esquerdo ou direito e pode jogar na ala ou no ataque”.

Jonathan Moscrop/CSM via ZUMA Wi

Mas, claro que a admiração por CR7, um dos melhores do mundo, que também é português é enorme. Na Juventus, chegou a treinar com a equipa A e o “Cristiano Ronaldo dava-lhe boas dicas durante os treinos e ajudou-o muito. Foi importante, claro”. 

Antes de ir para a fase final do europeu sub-21 Dany Mota viajou até ao Luxemburgo para passar dois dias com a família o seu grande pilar. "Esteve cá  connosco e com os amigos de sempre, a descomprimir. Depois foi para a seleção. E agora depois do europeu também vamos estar juntos", conta Renato Mota. 

Contudo, até domingo, a preocupação da família Mota é chegar à Eslovénia para poder estar perto do seu futebolista do coração e dar-lhe o maior apoio e força possível. A ele e toda a equipa portuguesa, naquele que será até agora, o jogo mais importante das suas vidas. Força Portugal!

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Fernando Santos afirmou que a selecção portuguesa de futebol vai precisar de ser corajosa na partida com a Croácia, dos oitavos de final do Euro2016, e considerou que Portugal vai defrontar um adversário de "elevadíssima qualidade".
O seleccionador Fernando Santos continua a acreditar que Portugal vai vchegar longe neste Europeu