Escolha as suas informações

Eintracht Frankfurt anti-racista homenageia vítimas de atentado xenófobo em Hanau
Desporto 2 min. 25.02.2021

Eintracht Frankfurt anti-racista homenageia vítimas de atentado xenófobo em Hanau

Eintracht Frankfurt anti-racista homenageia vítimas de atentado xenófobo em Hanau

Foto: Arne Dedert/dpa
Desporto 2 min. 25.02.2021

Eintracht Frankfurt anti-racista homenageia vítimas de atentado xenófobo em Hanau

Bruno Amaral de Carvalho
Bruno Amaral de Carvalho
Um ano depois do ataque de extrema-direita que vitimou nove pessoas de origem imigrante, o clube em que joga o português André Silva aproveitou a vitória sobre o Bayern de Munique para recordar os assassinados em Hanau.

O dia 19 de fevereiro de 2020 ficou marcado a sangue na história de Hanau, cidade a 25 quilómetros de Frankfurt. Um atentado contra dois bares ligados à comunidade curda deixou nove pessoas sem vida e cinco feridos. O autor da ação xenófoba foi um alemão com licença e porte de arma. Para trás, ficou um vídeo e uma carta que justificavam o móbil do crime. Posteriormente, as autoridades comprovaram as ligações da extrema-direita ao responsável do atentado, encontrado morto em casa.

Um ano depois, o Eintracht Frankfurt, clube que se encontra atualmente na quarta posição da tabela de classificação da Bundesliga, a primeira liga alemã, decidiu homenagear as vítimas do ataque. O clube onde joga o português André Silva, segundo melhor marcador do campeonato, bateu por duas bolas a uma o atual líder Bayern de Munique e o golo marcado pelo avançado Amin Younes foi dedicado a Fatih Saraçoğlu, uma das nove pessoas de origem imigrante assassinadas.

O jogador que nasceu em Dusseldorf há 27 anos, filho de imigrantes libaneses, que está emprestado pelo Nápoles à equipa de Frankfurt, decidiu celebrar o golo que deu a vitória ao seu clube erguendo uma camisola com o retrato de Fatih Saraçoğlu.

Antes do apito inicial, os atletas do Eintracht Frankfurt aqueceram com camisolas que apresentavam a frase "digam os seus nomes" na frente e os rostos das vítimas nas costas. Ferhat Unvar, Hamza Kurtović, Said Nesar Hashemi, Vili Viorel Păun, Mercedes Kierpacz, Kaloyan Velkov, Sedat Gürbüz, Gökhan Gültekin e Saraçoğlu foram assim recordados um dia depois do aniversário do atentado.

"Queríamos mostrar os rostos das vítimas. Queremos recordar às pessoas que não esquecer significa não deixar que aconteça de novo", afirmou o presidente do clube, Peter Fischer, à Sky TV antes do jogo. "A oposição ao racismo, ao ódio, anti-semitismo e homofobia está nos estatutos do Eintracht".

Younes, que deixou a defesa do Bayern em apuros no primeiro tempo, esteve envolvido no primeiro golo, e depois marcou o golo decisivo que pode ajudar o Frankfurt a recuperar na corrida pelo título.

Na derrota, o capitão do Bayern de Munique, Manuel Neuer, não escondeu a desilusão. "Não aprendemos com o jogo de Bielefeld", afirmou, referindo-se à sua equipa que empatara 3-3 no jogo anterior. "É preciso ser agressivo desde o início".

O Leipzig aproveitou o deslize para encurtar a distância com o Bayern para dois pontos depois de uma vitória sobre o Hertha Berlim por três bolas a zero. Já o Frankfurt está empatado em pontos com o Wolfsburg, terceiro classificado, após manter o seu excelente início do ano com a sua oitava vitória em nove jogos em 2021.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas