Escolha as suas informações

Daniel da Mota posto em liberdade
Desporto 01.02.2019

Daniel da Mota posto em liberdade

Daniel da Mota posto em liberdade

Foto: Ben Majerus
Desporto 01.02.2019

Daniel da Mota posto em liberdade

Daniel da Mota já foi posto em liberdade e vai treinar-se com a restante equipa do Racing, amanhã. O clube da capital divulgou a informação que o Ministério Público também confirmou.

(Notícia atualizada às 16:59)

O jogador lusodescendente e internacional pelo Luxemburgo encontrava-se detido no estabelecimento prisional de Schrassig desde 16 de janeiro, voltando este sábado aos treinos do Racing. O clube da capital divulgou a informação que o Ministério Público também confirmou. Daniel da Mota está em liberdade provisória, tendo de apresentar-se todos os dias às autoridades conforme ditam as regras em situações deste género.

Daniel da Mota, de 33 anos, foi indiciado por "abuso de fraqueza", sob suspeita de se ter "aproveitado da debilidade de uma idosa de quem recebeu quantias avultadas de dinheiro, através de transferências bancárias, durante os últimos três anos”, segundo informação revelada pela defesa do jogador.

Preso preventivamente, Daniel da Mota teve de imediato recurso apresentado pelo seu advogado, Roy Reding, cuja apreciação terá produzido efeitos agora.


Daniel da Mota: Da bola para a política
Candidato pelo partido da Reforma Democrática Alternativa (ADR), o jogador de futebol do Racing e da seleção luxemburguesa que, um dia, marcou um golo a Portugal, entrou para a política em janeiro e defende, entre outras ideias, que a língua luxemburguesa tem de ser ensinada nas escolas.

Recorde-se que Reding, além de reclamar a inocência do seu cliente, queixou-se de violação do segredo de justiça, tendo sido alvo de resposta por parte da Procuradora-Geral do Estado que negou essa questão. Mas Reding insistiu, afirmando ter provas dessas fugas.

Paul Phillip, presidente da Federação, afirmou ao Contacto que não iria comentar o caso até saber mais dados sobre o processo.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas