Escolha as suas informações

Ciclista Davide Rebellin morre atropelado aos 51 anos após terminar carreira
Desporto 30.11.2022
Acidente

Ciclista Davide Rebellin morre atropelado aos 51 anos após terminar carreira

Acidente

Ciclista Davide Rebellin morre atropelado aos 51 anos após terminar carreira

Foto: AFP
Desporto 30.11.2022
Acidente

Ciclista Davide Rebellin morre atropelado aos 51 anos após terminar carreira

Lusa
Lusa
Italiano andava de bicicleta numa rodovia quando foi atropelado por um camião que, sem se ter apercebido do acidente, continuou o seu trajeto.

O italiano Davide Rebellin morreu hoje após ter sido atropelado por um camião nas proximidades do município de Montebello Vicentino, refere a agência de notícias italiana ANSA.

Davide RebellIn, de 51 anos, andava de bicicleta numa rodovia quando foi atropelado por um camião que, sem se ter apercebido do acidente, continuou o seu trajeto, relata ainda o jornal La Gazzetta dello Sport.

O ciclista italiano, que foi o primeiro a arrebatar as três clássicas das Ardenas no mesmo ano, tinha encerrado a sua carreira em outubro, após ter competido a nível profissional durante três décadas.

O corredor natural de San Bonifacio destacou-se com esse ‘triplete’ em abril de 2004, ao juntar triunfos seguidos na Amstel Gold Race, Flèche Wallonne e Liège-Bastogne-Liège, num feito que, desde então, apenas seria igualado pelo belga Philippe Gilbert, em 2011.

A Work Service Cycling, ultima equipa de Davide Rebellin, mostrou já o seu consternamento pela morte do italiano, com um depoimento na rede social Facebook em que lamenta a sua “repentina e trágica ausência”.

“Continua a pedalar, com o mesmo sorriso, o mesmo entusiasmo e a mesma paixão de sempre. Não foi assim que imaginamos o futuro”, refere a equipa, adiantando que “a dor é muita no adeus a um campeão e a uma referência para todos”.

A Work Service Cycling associa-se à dor da família e amigos, que choram pelo ciclismo e adianta que imagina Rebellin “montado na bicicleta, à procura de novos caminhos, novas subidas e novos desafios mesmo lá em cima, no céu”.

Além de mais duas vitórias na Flèche Wallonne (2007 e 2009), Davide Rebellin também se impôs na Züri-Metzgete e na clássica de San Sebastián (ambas em 1997) e no Giro dell"Emilia (2006 e 2014).

Davide Rebellin ganhou ainda corridas por etapas, tais como Tirreno-Adriático (2001) e Paris-Nice (2008), e uma etapa da Volta a Itália (1996), passando duas vezes pela Volta ao Algarve (sexto em 2006 e quarto em 2007) e uma na Volta a Portugal (27.º em 2017).

O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.