Escolha as suas informações

O novo emprego do ciclista Fränk Schleck
Desporto 05.09.2021
Ciclismo

O novo emprego do ciclista Fränk Schleck

Quatro anos e meio depois de deixar os pelotões profissionais, o ciclista de Mondor quer voltar a servir o seu desporto favorito.
Ciclismo

O novo emprego do ciclista Fränk Schleck

Quatro anos e meio depois de deixar os pelotões profissionais, o ciclista de Mondor quer voltar a servir o seu desporto favorito.
Photo Archives : Lex Kleren
Desporto 05.09.2021
Ciclismo

O novo emprego do ciclista Fränk Schleck

Joe GEIMER
Joe GEIMER
A partir de 1 de maio, o vencedor da Corrida de Ouro de Amstel irá pedalar para a federação de ciclismo do Luxemburgo. Aos 41 anos de idade, vestirá a camisola do "coordenador nacional" para promover o ciclismo o junto do grande público.

"Quero transmitir a minha experiência como ciclista profissional aos jovens. Tenho algumas ideias em mente, mas ainda tenho de as deixar amadurecer". Fränk Schleck poderia dizer novamente estas palavras hoje mesmo, sendo que a Federação Luxemburguesa de Ciclismo acaba de lhe oferecer um novo emprego. Na verdade, disse-os em Bergamo, pouco antes de terminar a sua carreira profissional na Volta a Lombardia. 

Só que desde então, a sua paixão pelo ciclismo tem permanecido intacta. Tal como o seu gosto por uma forma descontraída de andar de bicicleta, aberta a todos. Já o tinha demonstrado ao organizar o Schleck Gran Fondo em 2017, mas agora o campeão continuará a sua missão desta vez a título oficial, em grande parte financiada pelo ministério do Desporto. O presidente da federação, Camille Dahm, está muito orgulhoso do seu recruta: "Basicamente, Fränk tem de se ocupar de todo o espectro do ciclismo. Tem de haver uma pessoa de contacto para todas as questões relacionadas com o ciclismo ou a bicicleta". 


Quer conhecer melhor o Luxemburgo de bicicleta?
Iniciativa de verão 'Vëlosummer' inclui mais de 550 quilómetros ao longo de 65 comunas em todo o país, e pretende apoiar a Horeca. Uma sugestão para quem fica no Grão-Ducado este verão.

Turismo, mobilidade, saúde, educação: todas estas são áreas a serem cobertas pelo novo "coordenador nacional" para aqueles que gostariam de se sentar na sela e continuam a hesitar. Uma missão em linha com a do seu irmão, Steve, que supervisiona o desenvolvimento das ciclovias do país no ministério do Turismo. Outra forma de democratizar o uso de bicicletas. 

Aos 41 anos, o campeão tem como prioridade chegar aos jovens com um plano de batalha bem orquestrado: "Os adultos de hoje estão tão dentro do carro que é muito difícil tirá-los de lá. Com as crianças, não é demasiado tarde: se viverem a um quilómetro da escola, podem levar a bicicleta em vez de serem conduzidos pelos pais. Mais tarde, quando utilizam a bicicleta para ir trabalhar ou para fazer compras, todos beneficiam. 

E quanto à competição? O antigo vencedor da Volta à Suíça mantém-no em mente mas não faz dele a prioridade do seu trabalho futuro: "Se mais pessoas pedalarem regularmente, mais cedo ou mais tarde surgirá um corredor de topo. Inevitavelmente".

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.