Escolha as suas informações

Bruno Lage quer Benfica “no seu melhor” para bater o Rio Ave
Desporto 2 min. 11.05.2019 Do nosso arquivo online

Bruno Lage quer Benfica “no seu melhor” para bater o Rio Ave

Bruno Lage quer Benfica “no seu melhor” para bater o Rio Ave

Desporto 2 min. 11.05.2019 Do nosso arquivo online

Bruno Lage quer Benfica “no seu melhor” para bater o Rio Ave

O treinador do Benfica fechou a porta à euforia e a qualquer ideia de festa antecipada, reiterando uma mensagem de "determinação e confiança" para o jogo.

O treinador Bruno Lage alertou hoje para a necessidade de o Benfica se apresentar "no seu melhor" para conseguir vencer no domingo um “jogo muito difícil” frente ao Rio Ave, da 33ª jornada da I Liga de futebol.

"Foi tudo preparado dentro da normalidade: recuperar bem, trabalhar aquilo que achamos fundamental para o jogo e, depois, as questões estratégicas para um adversário muito bem orientado. O Daniel [Ramos] tem uma carreira que fala por ele, com um conjunto muito organizado e que não desiste. Foi o que aconteceu com o jogo com o FC Porto. Antevejo um jogo muito difícil. É mais uma final e para vencer o Benfica tem de estar no seu melhor", declarou.

Em conferência de imprensa de antevisão da partida que pode dar ao Benfica o 37.º título de campeão, necessitando também de uma ‘escorregadela' do perseguidor FC Porto no desafio com o Nacional, o técnico dos ‘encarnados' não poupou elogios aos vila-condenses, considerando-os uma equipa "com muito conteúdo" e que vale pela força do coletivo.

"É uma equipa que dá gosto de ver jogar. Vem de uma fase muito positiva. Pelo momento que atravessa, é uma equipa com muita qualidade", frisou, detalhando as virtudes do Rio Ave: "Tem três avançados e um homem que joga por trás deles, sendo que qualquer um pode criar situações de finalização, dois médios experientes e dois centrais fortes na construção".

Numa altura em que cresce a expectativa dos adeptos do clube em função da vantagem de dois pontos sobre o campeão nacional, a duas rondas do fim do campeonato, Bruno Lage fechou a porta à euforia e a qualquer ideia de festa antecipada, reiterando uma mensagem de "determinação e confiança" para o jogo.

"É uma coisa de cada vez. Pode haver um clima de festa lá fora, dizer que as coisas estão consolidadas, mas cá dentro não há nada. Nem a festa dos 43 anos. Estamos apenas focados no nosso jogo", explicou o treinador, em referência ao seu 43º aniversário, que celebra no domingo, no dia do importante jogo.

Bruno Lage recorreu à Liga dos Campeões para sublinhar que nada está decidido até ao apito final: "Tiveram o exemplo muito recente das meias-finais da Liga dos Campeões. Não vale a pena estar a fazer esses cenários. Vale o que fazemos hoje".

Paralelamente, Bruno Lage rejeitou que tivesse existido ansiedade dos jogadores, em especial dos mais jovens, no embate com o Portimonense, no qual o Benfica foi para o intervalo empatado a zero e chegou mesmo a estar a perder, antes de terminar o encontro com uma goleada por 5-1, na jornada anterior.

"Não senti isso. O que aconteceu na primeira parte foi fruto da competência do Portimonense. Os mais jovens, Ferro e Florentino já fazem isto desde os 15 anos, disputando fases finais pelos títulos. Qualquer um deles está habituado a jogar para ganhar", observou, sem deixar de relativizar a possível marca dos 100 golos no campeonato.

O Benfica, primeiro classificado, com 81 pontos, joga no domingo, a partir das 20h00 (21h00 no Luxemburgo), no estádio do Rio Ave, sétimo, com 42, em encontro da 33ª e penúltima jornada da I Liga.

Lusa


Notícias relacionadas

O Benfica estreia-se hoje diante dos alemães do Leipzig na edição 2019/20 da Liga dos Campeões de futebol, competição em que tentará ultrapassar os ‘fracassos’ das duas anteriores épocas, nas quais foi eliminado na fase de grupos.
Benfica e Leipzig defrontam-se pela primeira vez, num encontro com arbitragem do grego Tasos Sidiropoulos
Treinador do Benfica diz que um deslize semelhante ao que os portistas tiveram ontem em Vila do Conde já aconteceu à sua equipa, então com o Belenenses. Já Abel Ferreira quer derrotar os benfiquistas para se manter na luta pelo terceiro lugar com o Sporting.