Escolha as suas informações

Benfica x Belenenses SAD. Um episódio triste de futebol
Desporto 4 min. 28.11.2021
Futebol

Benfica x Belenenses SAD. Um episódio triste de futebol

Futebol

Benfica x Belenenses SAD. Um episódio triste de futebol

LUSA
Desporto 4 min. 28.11.2021
Futebol

Benfica x Belenenses SAD. Um episódio triste de futebol

Lusa
Lusa
O Benfica venceu o Belenenses SAD, por 7-0, em jogo da 12.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, que terminou aos 48 minutos, por falta de jogadores da equipa ‘azul’, reduzida a seis atletas.

Num jogo que se configurou um dos episódios mais tristes do futebol português, o Benfica inaugurou o marcador num autogolo de Kau (01). Seferovic marcou o seu primeiro golo aos 14 e viria a bisar aos 39, de grande penalidade. Antes, Weigl (27) marcou num pontapé de fora da área, e Darwin (32, 36 e 45) fez um ‘hat-trick’ ainda no primeiro tempo.

O Belenenses entrou em campo apenas com nove jogadores, dois deles guarda-redes. Sem luvas, João Monteiro atuou como avançado e ao seu lado só teve dois jogadores do plantel principal, Calila e Rafa. Todos os outros migraram da equipa sub-23.

Perante este cenário, o jogo parecia ter um vencedor anunciado à partida e ainda antes dos 30 segundos essa ideia saiu reforçada, com o Benfica a inaugurar o marcador antes dos 30 segundos.

André Almeida cruzou no flanco direito e Kau, infeliz, no meio da confusão, meteu o pé à bola e fez autogolo.

Sem surpresa, o Benfica controlava o jogo em todo o campo e em ritmo de treino foi Seferovic a ampliar a vantagem, à passagem do minuto 14. Rafa assistiu o suíço e o avançado, com um remate de pé direito, fez o segundo golo da noite no Jamor.

O terceiro golo chegou à passagem do minuto 27. Depois de uma fase em que o Benfica foi apostando, sem sucesso, nos cruzamentos para o interior da área belenense, Weigl resolveu apostar noutra solução e, com um remate de fora da área, fuzilou a baliza de Álvaro Ramalho e fez o 3-0.

Cinco minutos volvidos foi a vez de Darwin entrar na lista de marcadores. O uruguaio desmarcou-se na área entre os centrais ‘azuis’ e, sem sequer ter de saltar, respondeu ao cruzamento de Lázaro e de cabeça fez o 4-0 para as ‘águias’.

O avançado não demorou a bisar e aos 36 fez o 5-0 para o Benfica, num lance em que a velocidade de Rafa delineou o lance para depois assistir o uruguaio, que só teve de encostar para bater Álvaro Ramalho pela quinta vez.

Aos 39, Seferovic fez a meia dúzia e também bisou, desta feita de grande penalidade. Um defesa do Belenenses cortou com a mão um cruzamento de Rafa e a falta permitiu ao suíço elevar a contagem na linha dos 11 metros.

Antes de Manuel Mota dar por terminada a primeira parte, Darwin completou o ‘hat-trick’. Apesar da fragilidade da equipa do Belenenses, o uruguaio mostrou-se impiedoso na hora de finalizar e no 7-0 tirou dois defesas do caminho com uma grande simulação e atirou cruzado, sem hipóteses para Álvaro Ramalho.

O que já parecia caricato assumiu contornos surreais depois dos 15 minutos de intervalo, que se prolongaram por mais 15 sem que o Belenenses regressasse dos balneários.

Os jogadores do Benfica, que, entretanto, já tinha realizado cinco alterações para a segunda parte, foram fazendo uma peladinha no relvado até que, com aplausos das bancadas, o Belenenses reapareceu no relvado do Jamor, com um pequeno detalhe: em vez dos nove iniciais, a equipa ‘azul’ já só se apresentou com sete jogadores.

E o que se adivinhava desde o início aconteceu mesmo: após Manuel Mota apitar para o reinício do encontro, João Monteiro deixou-se cair no relvado e o árbitro foi forçado a acabar com o jogo por o Belenenses não ter jogadores suficientes.

Sporting pede reflexão

"O Sporting Clube de Portugal não pode deixar de se manifestar sobre o que se passou esta noite no Estádio Nacional. Aquilo que conduziu a que esta situação fosse possível deve merecer uma profunda reflexão de todos aqueles que defendem a verdade desportiva e tem que merecer a atenção nacional ao mais alto nível", lê-se num comunicado dos 'leões'.

Depois de terem entrado com apenas nove jogadores para o início da partida da 12.ª jornada, os 'azuis' recomeçaram com apenas sete após o intervalo, com a lesão de um elemento a obrigar ao fim antecipado do encontro, quando o Benfica vencia por 7-0.

O Sporting considera que este é "mais um episódio negro do futebol português, que vive já manchado por permanentemente estar envolto em suspeitas de corrupção".

"O futebol português como um todo sai seriamente prejudicado, assim como os clubes que dele fazem parte e lutam apenas em campo. O que se está a passar tem implicações graves na credibilidade deste campeonato e das instituições que o regulam. A situação não pode, ou não devia, deixar ninguém indiferente porque assim o futebol português nunca será levado a sério", lê-se.

A terminar, o Sporting diz que "nunca abdicará" dos seus princípios e considera que "o que se passou é uma vergonha para o futebol português".

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Golo supersónico de Evanilson aos 33 segundos orienta Porto para uma vitória categórica (3:0) na Taça de Portugal num triste espectáculo de futebol sem bola
Naquele que é o caso mais sujo de sempre do futebol português, a Liga opta por laurear a pevide no sábado à noite e ressacar no domingo antes de pegar o touro pelos cornos na 2.ª feira.
Belenenses-Benfica
Estádio Nacional é palco de um atropelo à verdade desportiva, à competitividade e à saúde pública.