Escolha as suas informações

Benfica oferece empate ao Belenenses

Benfica oferece empate ao Belenenses

Foto: Lusa
Desporto 2 min. 11.03.2019

Benfica oferece empate ao Belenenses

Jonas e Samaris deram vantagem de 2-0, mas dois erros clamorosos de Vlachodimos e Rúben Dias entregaram a Diogo Viana e Kikas a igualdade. Equipa da Luz foi alcançada no comando pelo FC Porto.

Com duas falhas estrondosas em apenas três minutos, o Benfica cedeu empate (2-2) frente ao Belenenses, no jogo que encerrou a 25ª jornada da Liga portuguesa de futebol, perante 52.158 espectadores. Com este resultado, e depois do triunfo obtido ontem pelo FC Porto em Santa Maria da Feira, as duas equipas partilham o comando em igualdade pontual, embora os benfiquistas disponham de vantagem, uma vez que venceram os dois encontros com os portistas. 

Sem o castigado Gabriel, nem o lesionado Seferovic, Bruno Lage colocou Florentino e Jonas de início e os benfiquistas criaram perigo por duas vezes nos minutos iniciais, mas Rafa falhou a pontaria. O Belenenses equilibrou e Diogo Viana teve duas boas iniciativas que também não produziram resultados.

Aos 11 minutos, na sequência de um centro de André Almeida, Gonçalo Silva cortou, a bola ressaltou-lhe num braço e os jogadores da equipa da casa ficaram a pedir penalty, mas o árbitro João Capela mandou seguir. O encontro passou a estar repartido até ao intervalo e, embora exercesse domínio territorial, o Benfica não era capaz de ultrapassar a barreira defensiva do adversário.

No segundo tempo, a equipa da Luz voltou a ter entrada mais forte, coroando essa determinação com o 1-0 aos 56 minutos: centro de André Almeida do lado direito, Jonas dominou no centro da área e, de imediato, atirou colocado com o pé direito, não dando hipóteses de defesa a Muriel. Sete minutos após o 10º golo do brasileiro no campeonato, Samaris aproveitou corte da defensiva belenense para a entrada da área, rematou forte, a bola tabelou ainda em André Almeida e entrou. João Capela verificou ainda com o VAR se Almeida estava em posição legal e, tendo essa indicação, validou o lance.

Porém, os benfiquistas iriam cometer dois erros com reflexos no resultado em apenas três minutos: primeiro, aos 68 minutos, após falta de Rúben Dias, um livre batido por Diogo Viana a cerca de 40 metros da baliza, sobre o lado esquerdo do ataque, teve abordagem defeituosa de Vlachodimos e, sem que ninguém lhe tocasse, a bola entrou quando o guarda-redes acreditou que iria para fora. Três minutos depois, num ataque rápido do Belenenses pelo lado esquerdo, Rúben Dias chegou à bola primeiro do que Kikas mas, ao tentar o atraso para Vlachodimos, deixou a bola à disposição do dianteiro contrário e este, dentro da área, limitou-se a atirar para o fundo das redes. 

 Desperdiçada a vantagem de dois golos, nos últimos minutos Lage ainda trocou Samaris por Zivkovic e, pouco depois, Rafa por Jota, mas já nada alterou o resultado, mesmo que os visitantes ainda ficassem reduzidos a dez elementos por expulsão de Eduardo após falta sobre Pizzi. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas

Benfica derrota Feirense
Jonas, um autogolo de Bruno Nascimento, Rafa e Seferovic construíram o resultado depois da goleada sofrida em Munique e de Rui Vitória ter ficado muito perto do despedimento.