Escolha as suas informações

Benfica nos quartos de final da Liga Europa

Benfica nos quartos de final da Liga Europa

Foto: Lusa
Desporto 4 min. 14.03.2019

Benfica nos quartos de final da Liga Europa

Equipa de Bruno Lage venceu o Dínamo Zagreb por 3-0, mas precisou do prolongamento para conseguir a qualificação.

O Benfica está nos quartos de final da Liga Europa ao derrotar o Dínamo Zagreb por 3-0 após prolongamento (1-0 nos 90 minutos) perante 47.808 espectadores no Estádio da Luz em Lisboa.

Bruno Lage surpreendeu, deixando no banco jogadores como Grimaldo, João Félix ou Jonas, enquanto Feja era titular após prolongada ausência devido a lesão, acompanhado por Yuri a defesa esquerdo e o jovem Jota na frente. O Dínamo Zagreb executou pressão em todo o campo, limitou os espaços à organização atacante do adversário e, conquistando a bola muito depressa, obrigou os benfiquistar a desenvolver mais esforço para voltarem a recuperá-la. 

Durante a maior parte do primeiro tempo, os lisboetas não puderam esconder os enormes problemas para superar a organização contrária. Aos 23 minutos, o Dínamo reclamou mesmo penalty num lance em que Gabriel  e só já perto do intervalo se acercaram da área com relativo perigo. Pizzi (39 m ) e Rafa (42 m) testaram a atenção do guarda-redes Livakovic com remates rasteiros. 

Na segunda parte, com Grimaldo e Jonas nos lugares de Yuri e Zivkovic, o Benfica entrou mais dinâmico e agressivo, criando dificuldades mais frequentes à defesa dos croatas. Ainda assim, Olmo foi o primeiro a deixar sensação de perigo com remate de longe que Vlachodimos defendeu a custo (51 m).  Aos 62 minutos, o técnico benfiquista trocou de jovens, retirando Jota para apostar em João Félix e o Benfica passou a jogar de modo mais rápido.

Aos poucos, a equipa da Luz foi empurrando os croatas para as imediações da sua área e, aos 70 minutos, Ferro colocou a bola na área, Pizzi tocou de cabeça para trás, cabendo a Jonas rematar com o pé direito e obter o 1-0.

Com a eliminatória igualada, Bjelic tirou Kadzior e fez entrar Situm (75 m), mas foi o Benfica que voltou a ameaçar numa veloz arrancada de Rafa (77 m). Dois minutos mais tarde, Livakovic teve de aplicar-se para deter remate desferido por Jonas. Mais rápido sobre a bola e empolgada, a equipa portuguesa intensificava a pressão e o Dínamo tentava responder com tímidas iniciativas de contra-ataque.  

A quatro minutos do final, o dianteiro Petkovic deu lugar a Gavranovic, mas, até final, incluindo os quatro minutos de compensação atribuídos pelo árbitro, já nenhuma das equipas foi capaz de marcar, cabendo a Vlachodimos executar boa intervenção num pontapé de canto à beira do fim. 

No prolongamento, o guarda-redes do Benfica foi o primeiro a aplicar-se num remate que não segurou, repetindo-se a situação do lado oposto a remate de Pizzi que Livakovic só conseguiu repelir. Mas, aos 94 minutos, depois de um pontapé de canto em que a defesa croata não foi lesta a afastar, Ferro dominou a bola na intermediária, avançou e atirou forte, conseguindo o 2-0. Os croatas ripostaram e Gojak foi desastrado quando só precisava de encostar para marcar. O técnico reagiu, tirou Gojak e deu oportunidade a Atiemwen (98 m). 

De súbito, o Dínamo ficou duplamente em apuros: primeiro, Stojanovic viu cartão amarelo, protestou, recebeu um aviso do árbitro alemão, tornou a protestar e o juiz exibiu-lhe o segundo cartão amarelo e consequente vermelho, deixando a equipa croata reduzida a dez elementos (104 m); no minuto seguinte, Grimaldo teve lance de inspiração e, a cerca de 30 metros da baliza, desferiu pontapé traiçoeiro que enganou Livakovic e colocou o resultado em 3-0.

Com a qualificação sob controlo, o Benfica foi exercendo domínio e gerindo a vantagem. Bjelica ainda tentou outra substituição (Orsic por Peric aos 109 m) e Atiemewen teve perdida incrível sozinho perante Vlachodimos, depois de se desembaraçar bem de Rúben Dias e de Ferro. A dois minutos do fim, Rafa combinou bem com Pizzi e este, rematando dentro da área, proporcionou excelente defesa a Livakovic. Logo a seguir, Pizzi deu lugar a Gedson Fernandes e o encontro terminou pouco depois.

Restantes resultados e apurados: Dínamo Kiev-Chelsea, 0-5; Krasnodar-Valência, 1-1; Salzburgo-Nápoles, 3-1; Arsenal-Rennes, 3-0; Villarreal-Zenit, 2-1; Inter-Eintracht Frankfurt, 0-1 e Slávia Praga-Sevilha, 4-3 (após 2-2 nos 90 m). 

O sorteio dos quartos de final, que determina também os duelos das meias-finais, realiza-se esta sexta-feira a partir das 13:00 em Nyon. Os jogos dos quartos de final realizam-se a 11 e 18 de abril.

A final vai decorrer em Baku (Azerbaijão) a 29 de maio.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas

Benfica bate Fenerbahçe
Na primeira mão da terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões, o argentino Cervi marcou aos 69 minutos.