Escolha as suas informações

Benfica aproveita inferioridade do Rio Ave para arrancar vitória com reviravolta
Desporto 3 min. 18.06.2020 Do nosso arquivo online

Benfica aproveita inferioridade do Rio Ave para arrancar vitória com reviravolta

Seferovic celebra com Pizzi após ter marcado um dos golos da partida.

Benfica aproveita inferioridade do Rio Ave para arrancar vitória com reviravolta

Seferovic celebra com Pizzi após ter marcado um dos golos da partida.
Foto: Lusa
Desporto 3 min. 18.06.2020 Do nosso arquivo online

Benfica aproveita inferioridade do Rio Ave para arrancar vitória com reviravolta

Lusa
Lusa
Com este resultado, o Benfica igualou o FC Porto na liderança do campeonato, com os mesmos 64 pontos, aproveitando o empate dos 'dragões' nas Aves.

O Benfica colocou hoje um ponto final a um ciclo de quatro empates consecutivos, vencendo o Rio Ave, por 2-1, em partida da 27.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, através de uma reviravolta no marcador.

Depois de Taremi ter colocado a equipa vila-condense em vantagem, inaugurando o marcador aos 26 minutos, os 'encarnados' viraram o resultado com os golos de Seferovic (64) e Weigl (87), já numa altura em que os nortenhos jogavam em inferioridade numérica, após as expulsões de Al Musrati e Nuno Santos, que fizeram a equipa terminar o jogo reduzida a nove.

Com este resultado, o Benfica igualou o FC Porto na liderança do campeonato, com os mesmos 64 pontos, aproveitando o empate dos 'dragões' na terça-feira, 0-0 em casa do Desportivo das Aves, enquanto o Rio Ave segue no sexto lugar, com 41 pontos.

A formação lisboeta até entrou melhor, tomando a iniciativa do desafio e aproveitando o facto de jogar a favor do vento, para se acercar da baliza dos locais, que não conseguiam, na fase inicial, sacudir a pressão.

Nesta toada, e ainda antes do quarto de hora, os 'encarnados' já tinham criado duas boas oportunidades para inaugurar o marcador, primeiro num desvio de Ferro, ao lado, após canto, e, depois, num remate de Dyego Sousa, também ao lado.

Os vila-condenses sentiam dificuldades para armar o contra-ataque, mas, na primeira vez que tiveram uma oportunidade, revelaram-se eficazes, inaugurando marcador aos 28 minutos, quando Taremi aproveitou um corte defeituoso de Dyego Sousa, a um livre cobrado por Nuno Santos, para assinar o 1-0.

Quando ficou em desvantagem, o Benfica quebrou na intensidade que vinha a demonstrar, falhando passes e permitindo que os nortenhos explorassem algumas brechas, com Taremi, aos 35, a ficar perto de um segundo golo, num remate intercetado no limite pela defesa benfiquista.

A resposta das 'águias' ao atrevimento do Rio Ave surgiu já perto do intervalo, quando Rafa chegou mesmo a introduzir a bola na baliza adversária, mas viu o tento ser anulado, pelo videoárbitro, por um fora jogo de Dyego Sousa no lance.

O avançado luso-brasileiro do Benfica acabou por ser o primeiro sacrificado do técnico Bruno Lage, logo após o intervalo, para tentar mudar os acontecimentos, apostando em Seferovic, que, logo aos 48, deixou um primeiro aviso, num cabeceamento à barra.

O Rio Ave, que continuava a explorar as saídas para o contra-ataque para surpreender o adversário, acabou por ter um duro revés nas pretensões, quando, aos 62, ficou reduzido a dez unidades, pela expulsão de Al Musrati, por acumulação de amarelos.

O conjunto lisboeta aproveitou quase de imediato esse desequilíbrio nos vila-condenses, com Sefereovic a consubstanciar a ameaça prévia ao apontar o golo do empate, aos 64, num desvio astuto.

Galvanizada com o tento da igualdade, a formação da Luz acentuou a pressão na área contrária e, aos 73, ficou com a tarefa mais facilitada com nova expulsão no Rio Ave, desta vez de Nuno Santos, que, por indicação do videoárbitro, viu o vermelho direto por falta sobre Pizzi.

Reduzidos, então a nove elementos, os vila-condenses ficaram ainda mais à mercê da ambição do adversário, que continuou pressionar até encontrar uma brecha na defensiva da casa, já aos 87 minutos, quando Weigl operou a reviravolta, num desvio de cabeça a um canto, que fixou o 2-1 final.

O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Quando João Pinheiro apita para o final, Sérgio Conceição é expulso por protestos (daí que falhe a flash-interview) e o Benfica mantém a invencibilidade em 2022-23, a quatro dias do compromisso europeu vs Juventus, na Luz, onde lhe basta um empate para se apurar rumo aos oitavos-de-final.
Jonas e Samaris deram vantagem de 2-0, mas dois erros clamorosos de Vlachodimos e Rúben Dias entregaram a Diogo Viana e Kikas a igualdade. Equipa da Luz foi alcançada no comando pelo FC Porto.