Escolha as suas informações

As razões porque Messi quer deixar o FC Barcelona
Desporto 3 min. 26.08.2020

As razões porque Messi quer deixar o FC Barcelona

As razões porque Messi quer deixar o FC Barcelona

AFP
Desporto 3 min. 26.08.2020

As razões porque Messi quer deixar o FC Barcelona

Paula SANTOS FERREIRA
Paula SANTOS FERREIRA
Foram várias as situações que levaram o argentino a quer sair já este verão do clube onde está desde os 13 anos. E agora Messi: Manchester City ou Inter Milão?

A surpresa foi total. Lionel Messi decidiu sair do clube onde joga há 20 anos, pelo qual já fez mais de 731 jogos e marcou 634 golos.

A intenção de rescindir unilateralmente o contrato que o liga aos catalães até junho de 2021 foi anunciada terça-feira à tarde e os milhões de adeptos do ‘Barça’ em Espanha e no mundo nem querem acreditar.

Mas ao que parece o argentino está mesmo determinado a colocar um ponto final na sua união ao clube onde chegou apenas com 13 anos. Só que, para já, o FC Barcelona não parece disposto a aceitar a sua partida, tanto mais que a sua estrela, eleita por seis vezes o melhor do mundo, já comunicou a decisão fora de prazo.

AFP

As causas do 'divórcio'

Mas porque Lionel Messi quer agora o 'divórcio' e partir para outra aventura?

São cinco as principais razões, aponta a imprensa espanhola, citada pelo jornal A Bola, e todas ligadas a divergências com a atual direção do clube e com agora com o novo treinador Robert Koeman. 

Atualmente o argentino não tem uma boa relação com direção do clube, presidida por Bartomeu, avança o espanhol Sport. Um dos motivos de discórdia é a forma como Bartomeu está a tratar com alguns dos colegas da equipa de Messi, entre eles, o seu melhor amigo Suaréz. Além de não apoiar a gestão desportiva, e como reinvestiram o dinheiro da venda de Neymar. 

Por outro lado, o futebolista não concordou com a contratação de Quique Setién e agora já se incompatibilizou com o novo treinador, o holandês Robert Koeman, não gostando do projeto que apresentou para a equipa e não acreditando que consiga levar a equipa às vitórias.

AFP

A 'culpa' é de Koeman

Mal chegou Robert Koeman avisou que "os privilégios acabaram, tudo tem que ser feito a pensar na equipa", e foi esta a frase a gota de água para levar Messi a tomar a decisão de abandonar o clube de sempre, segundo avançoujornal argentino Olé. Isto depois do técnico decidir dispensar Suaréz que estava há seis épocas no FC Barcelona.   

Barcelona não aceita rescisão

Segundo fonte do FC Barcelona os advogados de Messi enviaram já um fax aos responsáveis no qual informam que o jogador pretende deixar a Catalunha já neste verão, ao abrigo de uma cláusula que consta do seu contrato e que expirou em 10 de junho.

A imprensa espanhola revela que o contrato de Messi inclui uma cláusula que lhe permite rescindir unilateralmente o contrato no final de cada temporada, embora com um prazo definido para o fazer.

Só que o FC Barcelona não quer terminar ainda a história de vitórias com Messi e, para já, não parece disposto a deixá-lo partir.

Basta olhar para o impressionante currículo desta estrela que já foi por seis vezes considerado o melhor jogador do mundo. Ao serviço do clube catalão, Messi conquistou 10 ligas espanholas, seis taças do Rei de Espanha, oito supertaças espanholas, quatro ligas dos campeões, três supertaças europeias e três mundiais de clubes.

Alberto Aja/EFE/epa/dpa

O FC Barcelona avança que ele a comunicação de Messi sobre a rescisão está fora de prazo e ele tem de ficar. O clube alega que o prazo expirou em 10 de junho, pelo que considera que o contrato do avançado, de 33 anos e que tem uma cláusula de rescisão de 700 milhões de euros, é válido até 30 de junho de 2021.

Ainda assim, de acordo com o jornal espanhol Marca, Messi e os seus advogados acreditam que o contrato poderá ser rescindido, com base nas alterações no calendário da época 2019/20, que foi prolongada devido à pandemia de covid-19.

Manchester ou Inter de Milão?

Na semana passada, a comunicação social espanhola, nomeadamente da Catalunha, revelou que Lionel Messi se tinha reunido com Ronald Koeman, tendo confessado ao novo treinador do ‘Barça' que se sentia "mais fora do que dentro do clube".

Os ingleses do Manchester City e os italianos do Inter de Milão têm sido apontados como possíveis destinos do ‘astro' argentino, que chegou ao FC Barcelona em 2000, com apenas 13 anos.

Com LUSA

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas