Escolha as suas informações

António Costa: "Selvajaria não pode ficar impune"

António Costa: "Selvajaria não pode ficar impune"

Foto: REUTERS
Desporto 16.05.2018

António Costa: "Selvajaria não pode ficar impune"

Primeiro-ministro considera que há condições de segurança para que se jogue a final da Taça no domingo e refere que segunda-feira será tempo de "medidas para que o quadro legislativo não permita que isto se repita".

Para o primeiro-ministro, António Costa, "estão a ser criadas todas as condições de segurança no sentido de que se realize no domingo a festa da final da Taça", embora considere "intolerável o crescimento da violência no desporto português", algo a que se tem assistido nos últimos meses.

Referindo que a invasão da Academia de Alcochete e as agressões a equipa técnica e jogadores do Sporting por parte de um grupo de adeptos "são comportamentos inaceitáveis que têm de ser banidos porque o Desporto não pode ser uma promoção da selvajaria a que se assistiu e esta não pode ficar impune", Costa apontou: "É importante assegurar que a época termine, pois isso é o que merecem os protagonistas. Na segunda-feira haverá medidas para que o quadro legislativo não permita que isto se repita", disse, sem excluir a tomada de medidas antes disso.

Ao mesmo tempo, o chefe do Governo lembrou os contactos que tem mantido com vários responsáveis governamentais, com o Presidente da República e a Federação Portuguesa de Futebol, dizendo ainda que "estão em curso diversas ações" relacionadas não só com o caso de Alcochete, mas também com a investigação de suspeitas sobre alegados casos de corrupção quer no andebol, quer no futebol.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.