Escolha as suas informações

Visitas gratuitas a todos os museus do Luxemburgo este fim de semana
Cultura 2 min. 12.05.2022
Guia cultural

Visitas gratuitas a todos os museus do Luxemburgo este fim de semana

Este fim de semana, será possível descobrir gratuitamente os museus de todo o país e o património museológico do Luxemburgo.
Guia cultural

Visitas gratuitas a todos os museus do Luxemburgo este fim de semana

Este fim de semana, será possível descobrir gratuitamente os museus de todo o país e o património museológico do Luxemburgo.
Foto: Mudam
Cultura 2 min. 12.05.2022
Guia cultural

Visitas gratuitas a todos os museus do Luxemburgo este fim de semana

Tiago RODRIGUES
Tiago RODRIGUES
Este fim de semana, será possível descobrir gratuitamente os museus de todo o país e o património museológico do Luxemburgo. Além disso, há concertos, teatro e um festival de guitarra nas sugestões culturais desta semana.

Quinta-feira, dia 12, às 20h, na Philharmonie Luxembourg

Concerto "Années folles"

O concerto "Années folles", organizado pela Orquestra da Câmara do Luxemburgo, com direção da maestrina Corinna Niemeyer e Joseph Moog no piano, promete levá-lo numa viagem no tempo até à década de 1920. A magia da música composta em Paris dos "Loucos Anos 20" vai transbordar de energia na sala de concertos da Philharmonie. Os preços dos bilhetes variam entre os 15 e os 30 euros.

Sexta-feira, dia 13, às 20h30, no CAPE

Concerto de Adam Ben Ezra

Multi-instrumentista, compositor e educador autodidata israelita, Adam Ben Ezra é sobretudo fascinado pelo som do contrabaixo. O músico de 39 anos quer levar o instrumento para primeiro plano, com um concerto, esta sexta-feira, no CAPE, centro cultural em Ettelbruck. Adam já atuou em numerosos festivais de todo o mundo, ao lado de músicos de renome como Pat Metheny, Victor Wooten e Richard Bona. Além do contrabaixo, toca violino, piano, clarinete, flauta, entre outros instrumentos. Funde elementos do jazz e da música de todo o mundo numa criação estimulante que o torna um músico único. O bilhete custa 21 euros.

Sexta-feira, dia 13, e sábado, dia 14, às 19h, no Aalt Stadhaus

Teatro: "La marche des oublié.e.s de l’Histoire"

La marche des oubli.e.s de l’Histoire é um espetáculo teatral e musical imersivo no Aalt Stadhaus, a sala de concertos em Differdange. Esta é a história de uma marcha cuja ambição é reunir, sem discriminação, as “pessoas esquecidas da história”, para recordar ao mundo a importância das pessoas que geralmente ficam de fora das narrativas que as sociedades criam para si próprias. O teatro terminará com uma exposição de textos, fotografias, desenhos e esculturas. O bilhete custa 23 euros.

Sexta-feira, dia 13, e sábado, dia 14, no Conservatório do Luxemburgo

Festival de Guitarra do Luxemburgo

Foto: Unsplash

O festival de guitarra chega este fim de semana Conservatório do Luxemburgo. Este festival anual, organizado pela LuxGuitares asbl com o apoio do Ministério da Cultura, é o primeiro evento dedicado à guitarra clássica no Grão-Ducado. Entre sábado e domingo, vão decorrer vários concertos, workshops, palestras de guitarristas de renome mundial e exposições de instrumentos e partituras. Um concurso nacional para jovens estudantes de guitarra do país e um concurso internacional, sem limite de idade, será o ponto alto deste evento.

Sexta-feira, dia 13, e sábado, dia 14, das 10h às 18h, no Mudam

Luxembourg Museum Days

Este fim de semana, descubra gratuitamente os museus de todo o país e o património museológico do Luxemburgo. Com um programa especial e variado para toda a família, mais de 40 museus participantes abrem as suas portas das 10h às 18h e convidam o público a descobrir as suas coleções e atividades. Os Dias dos Museus do Luxemburgo 2022 são organizados pelo ICOM Luxemburgo e têm lugar no âmbito do Dia Internacional dos Museus.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

O conjunto musical Inuk, composto por artistas de Portugal e do Luxemburgo, sobe a palco do centro cultural Opderschmelz, em Dudelange, esta terça-feira, 25 de abril, para um concerto de homenagem à Revolução dos Cravos.
Grupo junta músicos portugueses e luxemburgueses
A canção de Zeca Afonso que serviu de senha aos militares no 25 de Abril de 1974 ouviu-se na sexta-feira em Ettelbruck, tocada por instrumentistas de jazz e música clássica do Luxemburgo e Portugal.
Estudou música e aprendeu a tocar um instrumento, mas não é músico, apesar de a música correr nas veias de toda a família. É musicólogo, e já esteve na programação do Centro Cultural de Belém, em Lisboa, e na Orquestra de Jovens de Viena. Agora, aos 32 anos, Francisco Sassetti regressa ao Luxemburgo para assumir a programação do Jazz e Música do Mundo na Philharmonie.