Escolha as suas informações

To the Wonder: De Cannes ao Mont Saint-Michel
Diz-me lá, Neil, aqui o Inverno também dura 10 meses como no Luxemburgo?

To the Wonder: De Cannes ao Mont Saint-Michel

Diz-me lá, Neil, aqui o Inverno também dura 10 meses como no Luxemburgo?
Cultura 4 min. 10.09.2013

To the Wonder: De Cannes ao Mont Saint-Michel

"To the Wonder", de Terrence Malick, com Ben Affleck, Olga Kurylenko, Javier Bardem, Rachel McAdams, Tatiana Chiline e Romina Mondello.

Terrence Malick assinou seis filmes em quatro décadas. O realizador norte-americano logrou um estatuto de génio que foi crescendo com a longa ausência do cineasta.

O regresso foi estrondoso: em 2011, "The Tree of Life" conquistou a Palma de Ouro em Cannes, mas a polémica foi maior do que nunca. O filme protagonizado por Brad Pitt está entre os mais discutidos dos últimos anos de festival.

Malick disse uma vez que não estava nada preocupado com o público e os seus gostos. Ainda bem. Porque "The Tree of Life" deve estar entre as películas mais debatidas na internet nos últimos anos. O filme era assumidamente uma obra experimental, que pretendia resistir à vulgaridade e aos esquemas clássicos de narração.

Curiosamente, "The Tree of Life", um filme tão extraterrestre, foi protagonizado por grandes nomes de Hollywood: Brad Pitt, Sean Penn e Jessica Chastain.

Menos de dois anos depois, Malick regressa com "To the Wonder". Mais um filme com estrelas americanas. Ben Affleck e Olga Kurylenko interpretam um casal que vive uma paixão louca em França. Malick abre as hostilidades com – nada mais nada menos – do que imagens do Mont Saint-Michel e avança para as margens do Sena.

Os locais e as personagens de Neil e Marina misturam-se. As paisagens fundem-se com os diálogos, os risos e os pensamentos. Marina é mãe solteira; tem uma filha chamada Tatiana. Ambas se juntam a Neil nos Estados Unidos. Este vive nas planícies do Oklahoma.

O espectador fica com a impressão de que quase não há habitantes nesta terra e que o casal não tem amigos. A relação do casal começa a amargar, os diálogos endurecem, e Neil retoma contacto com uma velha paixão, Jane (Rachel McAdams). O triângulo torna-se um quadrado com a presença do padre Quintana (Javier Bardem). Numa igreja novinha em folha, o sacerdote também vive dúvidas e momentos difíceis.

O realizador parece querer retratar as suas personagens sempre com cuidado e profunda simpatia. A forma de o fazer é idêntica à de "The Tree of Life".

Em geral, "To the Wonder" repete muitas ideias e abordagens do anterior trabalho de Malick, das 'steadicams' que viajam no espaço sem olhar para trás às imagens da Natureza que se intercalam com as pessoas.

Nos cenários frios da Europa, Olga Kurylenko e Ben Affleck visitam catedrais, parques, pontes de pedra e superfícies de lodo tão efémeras como a felicidade que vivem.

A vida nos Estados Unidos revela-se difícil porque é a de todos os dias. Neil é engenheiro numa empresa de construção e o casal está claramente a tentar erguer os alicerces da futura família. O Inverno abre fendas na relação e a obra começa a desmoronar-se.

Javier Bardem interpreta correctamente uma personagem que pouca margem deixa para se assumir. A beleza das imagens, com câmaras que voam junto ao solo com grandes angulares que mostram sítios belíssimos, ajudam os actores. Contudo, a empatia não dura sempre.

"To the Wonder" é um belo filme. Talvez pudesse ser um excelente trabalho de cinema, mas a meio de caminho Malick procura não se sabe bem o quê. Rapidamente se sente que nenhum dos finais possíveis vai satisfazer a plateia.

E o espectador pode culpar Malick porque deixa a impressão de que o realizador não tentou, não se esforçou. Malick fica-se pela contemplação deslumbrante que, muitas vezes, anestesia a história, mas também as personagens e o público.

Repetir a receita de "The Tree of Life" não foi boa ideia; não é boa ideia. Quem lhe tinha dado o benefício da dúvida com o filme que conquistou a Palma de Ouro vai certamente ficar com a certeza de que Terrence Malick não gosta de nós, o público.

O mais curioso é que – ao que parece – ele está-se completamente a marimbar, mas ninguém terá nunca a certeza, já que o filósofo Malick vai continuar fechado na sua mansão a pensar no próximo filme que tanto pode ser para o ano como daqui a duas décadas. 

"To the Wonder", de Terrence Malick, com Ben Affleck, Olga Kurylenko, Javier Bardem, Rachel McAdams, Tatiana Chiline e Romina Mondello. 

Raúl Reis

Publicado no CONTACTO em 05.06.2013