Escolha as suas informações

The Fate of the Furious: A fúria de Mad Max

The Fate of the Furious: A fúria de Mad Max

Cultura 27.04.2017

The Fate of the Furious: A fúria de Mad Max

Para os mais distraídos vai já uma clarificação: estamos aqui para falar da oitava tirada da saga “Fast and Furious”. Apesar de toda a gente chamar ao filme “Fast and Furious 8”, o nome oficial é “The Fate of the Furious”.

Para os mais distraídos vai já uma clarificação: estamos aqui para falar da oitava tirada da saga “Fast and Furious”. Apesar de toda a gente chamar ao filme “Fast and Furious 8”, o nome oficial é “The Fate of the Furious”.

Este filme regressa depois de um episódio 7 marcado pelo drama. A morte de Paul Walker carimbou indelevelmente o filme e complicou a vida dos criadores que tiveram de recorrer a artimanhas técnicas para o completar. O oitavo episódio é o da renovação, do pós-Walker e da reinvenção.

Os produtores juntaram um orçamento brutal para permitir filmar em locais surpreendentes, criar acrobacias ainda mais arrojadas e efeitos especiais fabulosos.

“The Fate of the Furious” vai lá para cima, para o top dos melhores episódios da saga juntamente com “Fast 5”, aquele que se passava no Rio de Janeiro.

Desta vez, Dom (Vin Diesel) vai trair os seus amigos por causa de uma mulher (Charlize Theron). A atriz já tinha provado a sua compatibilidade com carros e aceleras no extraordinário “Mad Max: Fury Road”, e aqui transforma-se de novo numa perfeita má-da-fita.

A passagem da personagem de Dom para o “lado negro” era improvável, mas este facto vai permitir um argumento inteligente e extravagante. Os momentos impossíveis continuam a estar presentes e quem pensou que viu tudo no episódio 7 vai ter uma agradável surpresa. Cada momento de ação foi pensado para ser verdadeiramente original e nunca visto. E mesmo quem não goste de carros e de explosões terá dificuldade em descolar da cadeira.

A Universal já prometeu que prepara pelo menos mais dois episódios e ainda bem. Os argumentistas desta tirada não esgotaram todas as ideias e criaram uma obra de exceção que garante aos fãs que a série “Fast” não se transformará apenas numa sequênciade números de circo. “The Fate of the Furious” é garantia de intensidade, de velocidade, de fúria destruidora e de divertimento garantido durante mais de duas horas.

“The Fate of the Furious”, de F. Gary Gray, com Kurt Russell, Helen Mirren, Charlize Theron, Vin Diesel e Clint Eastwood.


Raúl Reis

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas

Fast & Furious 7: Venha o próximo
Por Raúl Reis - A sétima tirada de “Fast & Furious” é uma porcaria. Eu sei que os recordes de bilheteira dizem que há milhões de pessoas que não estão de acordo comigo, mas eu insisto: há muito tempo que não via um filme tão mau.
Meninos e meninas: Não façam isso em casa!