Escolha as suas informações

Série Capitani. "Sucesso internacional mais do que merecido", elogia ministra da Cultura
Cultura 5 25.02.2021

Série Capitani. "Sucesso internacional mais do que merecido", elogia ministra da Cultura

Série Capitani. "Sucesso internacional mais do que merecido", elogia ministra da Cultura

Cultura 5 25.02.2021

Série Capitani. "Sucesso internacional mais do que merecido", elogia ministra da Cultura

Paula SANTOS FERREIRA
Paula SANTOS FERREIRA
Sam Tanson envia, através do Contacto, uma mensagem de felicitações a toda a equipa da série luxemburguesa que está a conquistar o mundo.

 “O sucesso internacional de ‘Capitani’, não me surpreende, já que a série é uma pequena joia que tem mantido o Luxemburgo em suspense. É mais do que merecido e apenas confirma o que já sabemos: que a criação cultural no Luxemburgo não deve de modo algum temer a comparação com o resto do mundo e que o nosso meio criativo está cheio de ideias e talento. Bravo”. As felicitações são dadas pela Ministra da Cultura, Sam Tanson nesta declaração ao Contacto. 

Chris Karaba

Recorde-se que a série estreou no ano passado na RTL, visto ser uma co-produção do canal e da produtora Samsa Film. Logo se tornou um êxito nacional, tendo os 12 episódios sido vistos, no total, por mais de um milhão de espetadores. 


Luxemburgo. Bairro da Gare esconde novo crime da série Capitani
O criador da série revelou ao Contacto que as filmagens da segunda temporada vão começar a 15 de março na capital e que a personagem lusodescendente ‘reaparece’ após mais uma fuga.

Na televisão nacional bateu recordes com 90.4% de telespetadores. Uma proeza que despertou o interesse da Netflix, a mais famosa plataforma de streaming mundial, que comprou os direitos da série e a estreou no dia 11 de fevereiro. Dias depois, ‘Capitani’ já conquistava o seu lugar no Top das séries mais vistas, em todo o mundo com destaque Arábia Saudita, Peru, México ou Marrocos, Finlândia ou Turquia.  

Neste thriller não falta um segredo português. 'Carla' é a grande paixão do detetive 'Luc Capitani', e que desapareceu há 15 anos, fugindo para Portugal para não ser acusada de um crime. O detetive chega à vila de Manschield (Bourglinster) à procura do grande amor lusodescendente e, por isso, acaba por ser ele a liderar a investigação da morte da jovem de 15 anos. Pelo meio, encontra 'Carla' que acaba por colocar em perigo a sua carreira de investigador.


"Capitani". Série do Luxemburgo com mistério português é um sucesso mundial
O criador de "Capitani" revela a importância da personagem 'Carla' nesta história que deu a conhecer a vila de Bourglinster ao mundo.

A segunda temporada que como o Contacto anunciou vai começar a ser gravada a partir de 15 de março, no bairro da Gare ferroviária da capital, também vai poder ser vista, em primeira mão, pelos residentes no Grão-Ducado,  na RTL Télé Luxembourg, confirmou o criador Thierry Faber. Só depois irá para a Netflix pondendo assim ser vista a nível mundial.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

"Capitani". Do Luxemburgo para o mundo
A chegada de "Capitani" à Netflix foi estrondosa: em dois dias passou a ser a série mais vista pelos utilizadores da plataforma de 'streaming' no Luxemburgo.