Escolha as suas informações

Óscares. "Coda" vence Melhor Filme e Jane Campion ganha Melhor Realização
Cultura 28.03.2022 Do nosso arquivo online
Cinema

Óscares. "Coda" vence Melhor Filme e Jane Campion ganha Melhor Realização

O elenco de "Coda", vencedor do Óscar para Melhor Filme.
Cinema

Óscares. "Coda" vence Melhor Filme e Jane Campion ganha Melhor Realização

O elenco de "Coda", vencedor do Óscar para Melhor Filme.
Foto: AFP
Cultura 28.03.2022 Do nosso arquivo online
Cinema

Óscares. "Coda" vence Melhor Filme e Jane Campion ganha Melhor Realização

Lusa
Lusa
O filme 'Dune', dirigido por Denis Villeneuve somou assim seis óscares, dos dez para os quais foi nomeado. Os óscares de melhores atores foram para Will Smith e Jessica Chastain.

"Coda" conquistou o Óscar de Melhor Filme, na 94.ª edição dos prémios da Academia de Hollywood, que decorreu no domingo à noite em Los Angeles. Já a cineasta neozelandesa Jane Campion recebeu o Óscar de Melhor Realização por "O Poder do Cão". O seu filme liderava as nomeações, competindo em 12 categorias.

Durante a cerimónia, foi cumprido um minuto de silêncio de apoio ao povo da Ucrânia, com apelo à ajuda humanitária.

Foto: Robyn Beck/AFP

"Dune" conquistou os óscares de Melhor Cinematografia, Melhores Efeitos Especiais, Melhor Som, Melhor Banda Sonora Original, Melhor Montagem e Melhor Direção de Arte. O filme dirigido por Denis Villeneuve somou assim seis óscares, dos dez para os quais foi nomeado.

Os óscares de melhores atores foram para Will Smith, pelo desempenho no filme "King Richard: Para Além do Jogo", e Jessica Chastain, por "The Eyes of Tammy Faye". Já os de melhores atores secundários foram para Ariana DeBose, pelo desempenho em "West Side Story", e Troy Kotsur, pelo desempenho em "Coda".

"Drive my Car" ("Conduz o meu Carro"), do Japão, venceu o Óscar de Melhor Filme Internacional. "Summer Of Soul", de Ahmir Khalib Thompson, conquistou o Óscar de Melhor Documentário em longa-metragem.

Os óscares de Melhor Argumento Original e Melhor Argumento Adaptado foram, respetivamente, para Kenneth Branagh, por "Belfast", e Sian Heder, por "Coda".

Os vencedores contam também com "Encanto", de Jared Bush, Óscar de Melhor Longa-Metragem de Animação, e "The Windshield Wiper", como Melhor Curta-metragem de Animação.

O Óscar de Melhor Guarda Roupa foi entregue a Jenny Beavan, pelo filme "Cruella", batendo o luso-canadiano Luís Sequeira, nomeado nesta categoria pelo filme "Nightmare Alley – Beco das Almas Perdidas", do realizador mexicano Guillermo del Toro.

Os outros óscares já entregues foram para "The Long Goodbye", Melhor Curta-Metragem, "The Queen of Basketball", Melhor Documentário em Curta-metragem, e "The Eyes of Tammy Faye", Melhor Caracterização.

A Academia de Cinema dos Estados Unidos decidiu, este ano, anunciar oito prémios antes da transmissão televisiva, com o objetivo de agilizar a cerimónia e melhorar as audiências.

O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas