Escolha as suas informações

Rotondes: "Férias anuladas" trazem concertos diários ao Luxemburgo em Agosto
 O grande destaque desta edição - a primeira nas Rotondes - vai para os canadianos Viet Cong, que tocam música punk-rock a lembrar The Strokes ou Interpol

Rotondes: "Férias anuladas" trazem concertos diários ao Luxemburgo em Agosto

Foto: Colin Way
O grande destaque desta edição - a primeira nas Rotondes - vai para os canadianos Viet Cong, que tocam música punk-rock a lembrar The Strokes ou Interpol
Cultura 3 2 min. 31.07.2015

Rotondes: "Férias anuladas" trazem concertos diários ao Luxemburgo em Agosto

Em Agosto, todos os caminhos dos fãs da música "indie" vão dar às Rotondes, em Bonnevoie. A sétima edição dos "Congés annulés" ("Férias anuladas") arranca a 1 de Agosto e prolonga-se até dia 28, com um programa de concertos com grandes nomes da música alternativa, incluindo alguns espectáculos gratuitos.

Em Agosto, todos os caminhos dos fãs da música "indie" vão dar às Rotondes, em Bonnevoie. A sétima edição dos "Congés annulés" ("Férias anuladas") arranca a 1 de Agosto e prolonga-se até dia 28, com um programa de concertos com grandes nomes da música alternativa, incluindo alguns espectáculos gratuitos.

Todos os dias, de segunda a domingo, as Rotondes vão acolher DJ's, concertos, filmes e mesmo uma peça de teatro. 

A edição deste ano do popular festival de música - a primeira nas recém-inauguradas Rotondes - vai contar com 19 concertos de artistas internacionais, 17 concertos e "showcases" de artistas locais e ainda 22 noites com DJ's.

O ecletismo e a mistura de géneros são as palavras de ordem dos "Congés Annulés".

O programa arranca no sábado, às 18h, com o indie pop-electrónico da dupla suíça Klaus Johann Grobe, e ainda Clap! Clap! e Kuston Beater.

No domingo, os apreciadores de música experimental vão certamente gostar do concerto do compositor e pianista ucraniano Lubomyr Melnyk, provavelmente uma das grandes surpresas desta edição.

Influenciado pelo minimalismo dos anos 1970, Melnik criou o conceito de "música contínua", baseada em fluxos ininterruptos de som. Considerado o pianista mais rápido do mundo e um dos grandes expoentes da música contemporânea, Lubomyr Melnik cria uma paleta de tons e de melodias encantatórias, a descobrir já no domingo, às 20h, nas Rotondes.

Mas nem só de música experimental se fazem os "Congés Annulés". O grande destaque desta edição vai para os cabeças de cartaz, os canadianos Viet Cong. O punk-rock da banda de Calgary, a lembrar The Strokes ou Interpol, vai estar nas Rotondes a 25 de Agosto. 

Antes, a 22 de Agosto, os apreciadores da música electrónica não devem falhar o concerto de Guillermo S. Herren, aliás Prefuse 73. O norte-americano apresenta os álbuns "Rivington Não Rio", "Forsyth Gardens" e "Every Color of Darkness", três discos em forma de tríptico de música electrónica.

Como habitualmente, o programa inclui ainda a prata da casa da música indie e electrónica "made in Luxembourg", incluindo Club of Rome + AAMAR,  Serge Tonnar e Claudine Muno, entre outros. 

O programa completo dos "Congés Annulés" pode ser consultado no site das Rotondes.


Notícias relacionadas

Uma vida cheia de músicas com músicas cheias de vida
Francisco Sassetti chega à Philharmonie perto das 10h00. Participar em reuniões ou deslocar-se à sala de música de câmara são parte do seu trabalho, tal como responder a mensagens e assistir a ensaios no Grande Auditório. No epicentro está sempre a música.
Rodrigo Leão traz novo projeto ao Luxemburgo
Rodrigo Leão, com uma carreira que ficará na história da música portuguesa, vem ao Luxemburgo com Scott Matthew para apresentar um disco a quatro mãos, “Life is Long”. O concerto é já no próximo domingo, dia 8 de outubro, e faz parte do Festival Atlântico, que arranca esta semana na Philharmonie.
Rodrigo Leão e Scott Matthew trazem ao Luxemburgo “Life is Long”, um disco com letras do australiano e músicas do português. Foto: Rita Carmo RodrigoLeão traz novo projeto ao Luxemburgo
Entrevista ao CONTACTO: Cristina Branco: "Fico muito nervosa antes dos concertos"
Cristina Branco sobe esta noite ao palco da Philharmonie, para cantar num concerto dedicado a Portugal. A cantora chegou ao Luxemburo na terça-feira, e desde então que está enfiada na sala de espectáculos, a ensaiar um repertório que é completamente novo para a fadista. O CONTACTO foi encontrá-la, ontem, numa pausa entre ensaios, e antecipa aqui o concerto desta noite, num excerto de uma entrevista que vai ser publicada na íntegra na edição da próxima semana do jornal.