Escolha as suas informações

Museus reabrem hoje e há exposições com mão portuguesa para ver
Cultura 4 min. 11.05.2020

Museus reabrem hoje e há exposições com mão portuguesa para ver

Museus reabrem hoje e há exposições com mão portuguesa para ver

Foto: COLLECTIONS DE LA COUR GRAND-DUCALE / WW2-CTI-C28-257-1 Foto: DR
Cultura 4 min. 11.05.2020

Museus reabrem hoje e há exposições com mão portuguesa para ver

Ana TOMÁS
Ana TOMÁS
A exposição 'Portugal e Luxemburgo - Países de Esperança em Tempos Difíceis' , inaugurada em fevereiro, na Neimënster, é uma das que volta a poder ser vista pelo público esta segunda-feira, dia em que reabrem os museus do Luxemburgo. Mas há mais.

Inaugurada a 14 de fevereiro, na Neimënster , a exposição 'Portugal e Luxemburgo - Países de Esperança em Tempos Difíceis' é uma das que volta a ser exibida ao público na nova etapa de desconfinamento do país, que começou esta segunda-feira, 11 de maio, com a reabertura dos primeiros espaços culturais, como os museus e centros de exposições.

A  mostra, organizada pela associação MemoShoah Luxemburgo com o contributo da historiadora Margarida de Magalhães Ramalho e da arquiteta Luísa Pacheco Marques, coordenadoras do Museu Virtual Aristides Sousa Mendes e do museu de “Vilar Formoso – Fronteira da Paz”, vai dos anos 40 e da II Guerra Mundial até aos dias de hoje, para contar como milhares de pessoas procuraram esses dois países, em momentos diferentes, para fugir a guerras, perseguições e pobreza.    

Com o Alto Patrocínio de Suas Altezas Reais o Grão-Duque e Grã-Duquesa e de Sua Excelência o Presidente da República Portuguesa estava a ser uma das exposições mais concorridas de sempre na Neimënster, como contou ao Contacto Ainhoa Achútegui, diretora da instituição.

Foto: DR


Até ter sido suspensa em março, devido ao confinamento, "era uma das mais populares que tínhamos tido até agora. Tivemos 200 pessoas num domingo, 150 num sábado. Incrível, tanta gente!", lembra.


Contacto, Panorama, Abtei Neumünster, Ausstellung Portugal und Luxemburg, Grossherzog Henri bestaunte die Ausstellung, Foto : ANOUK ANTONY/LUXEMBURGER WORT
Vídeo. A história de um comboio retido em Portugal que emocionou o Grão-Duque
Esta sexta-feira, a exposição "Portugal e Luxemburgo - Países de Esperança em Tempos Difíceis" recebeu a visita especial do Grão-Duque Henri.

Por isso, em vez de terminar no dia 10 deste mês foi prolongada por mais uns meses e é uma das primeiras da Neimënster a reabrir ao público neste reinício de atividade dos museus.

Fechado desde 14 de Março de 2020, o espaço cultural reabre as portas já a partir de hoje, com o público a ter livre acesso às exposições, ainda que o reinício da actividade seja "acompanhado por medidas destinadas a garantir a segurança do público e do pessoal da Neimënster" lê-se no comunicado da instituição.  

Chris Karaba/Luxemburger Wort


Como vai funcionar

Para responder às novas normas, o centro cultural adaptou os horários, dedicando-os a diferentes tipos de população, para salvaguardar os chamados grupos de risco.

Assim, passará a funcionar com duas faixas horárias: das 10h às 12h, com prioridade para as pessoas de grupos de risco e com acesso limitado e das 13h às 18h, para acesso do público em geral.

Outra das novas regras é a marcação das visitas, que pode ser feita por telefone,  e-mail ou através de registo na recepção, dentro do limite dos lugares disponíveis.


Germaine Goldberg, Rachel Wolf e Ferdinande Altmann-Kleinberg.
Germaine e Ferdinande. Como as primas judias sobreviveram ao Holocausto e se reencontraram no Luxemburgo
A inauguração da exposição ’The Last Swiss Holocaust Survivors’, no Grão-Ducado, voltou a juntar as duas familiares, de 97 e 92 anos. Ao Contacto, recordaram os tempos de horror de guerra e do nazismo.

No caso da exposição 'Portugal e Luxemburgo - Países de esperança em tempos de angústia' o limite é de 11 pessoas (ou núcleo familiar), já para ver as esculturas de Lucien Wercollier só será permitida uma pessoa (ou núcleo familiar) de cada vez.

O uso de máscaras é obrigatório para o público e para os trabalhadores do espaço, sendo que a Neimënster se reserva ao "direito de negar o acesso às suas instalações a qualquer pessoa que apresente sintomas suspeitos" de covid-19, refere o mesmo comunicado.

À semelhança do que acontece noutros setores, será obrigatório manter o distanciamento social obrigatório de,pelo menos, 2 metros entre cada pessoa.  As marcações no chão ajudarão a garantir essas distâncias.

 Para evitar que o público se cruze foi implementado um circuito obrigatório com entrada e saída separadas.  O acesso aos lavabos também será restrito às pessoas que tenham sido pré-registadas como visitantes, adianta ainda a instituição. 

'Mudam' também reabre com normas especiais

No Mudam - Musée d’Art Moderne Grand-Duc Jean, as exposições a 'Jean-Marie Biwer. D'après nature', 'Robert Morris. The Perceiving Body' e 'Thomas Hirschhorn. Flugplatz Welt/World Airport' reabrem mantendo os seus calendários atuais e terminando sensivelmente na mesma data que já estava previsto terminarem, como explicou o museu ao Contacto.

Assim, a primeira estará patente até ao verão - segundo o site do museu deverá ficar até 30 de agosto deste ano, embora o Mudam admita neste caso que ainda não há uma data definitiva.

Musée d’Art Moderne Grand-Duc Jean (MUDAM)
Musée d’Art Moderne Grand-Duc Jean (MUDAM)
Foto: MUDAM


As outras duas - 'Robert Morris. The Perceiving Body' e 'Thomas Hirschhorn. Flugplatz Welt/World Airport' - estarão em exibição ao público até 1 de junho de 2020 e  7 de Fevereiro de 2021, respetivamente. 

No que respeita às regras sanitárias, não serão muito diferentes das aplicadas na Neimënster e de outros espaços públicos. Ou seja, os gestos de distanciamento social terão de ser respeitados, assim como o uso de máscaras.

Também haverá restrições ao número de visitantes, que no Mudam será limitado a 50 visitantes.

Quanto aos horários de funcionamento não distinguem para já grupos populacionais, estando o museu aberto de quinta-feira a segunda-feira das 10h às 18h, à quarta-feira das 10h às 22h.


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.