Escolha as suas informações

"Mr. Big" acusado de assédio e abuso sexual. Sarah Jessica Parker apoia vítimas
Cultura 3 min. 21.12.2021
Sexo e a cidade

"Mr. Big" acusado de assédio e abuso sexual. Sarah Jessica Parker apoia vítimas

Sexo e a cidade

"Mr. Big" acusado de assédio e abuso sexual. Sarah Jessica Parker apoia vítimas

AFP
Cultura 3 min. 21.12.2021
Sexo e a cidade

"Mr. Big" acusado de assédio e abuso sexual. Sarah Jessica Parker apoia vítimas

Ana Patrícia CARDOSO
Ana Patrícia CARDOSO
O ator Chris Noth foi acusado de assédio e abuso sexual por quatro mulheres. As atrizes da série o "Sexo e a Cidade" quebraram o silêncio e mostram apoio às vítimas.

A estreia da série "And Just Like That...", da HBO, que marca o regresso das personagens de "O Sexo e a Cidade", foi muito antecipada. O grupo de amigas que vivem em Nova Iorque e partilham amores e desamores marcou uma geração e, garantem as atrizes, ainda tem muito por partilhar agora que estão na casa dos 50. 

No entanto, um escândalo está a ofuscar este regresso. O ator principal, Chris Noth, que interpreta a personagem Mr.Big, foi acusada de assédio e abuso sexual por quatro mulheres. Noth, 67 anos, afirma que as acusações são "categoricamente falsas" e que as relações "foram consensuais". Os casos remontam a 2004 e 2015, de acordo com o site The Hollywood Reporter.

O trio de atrizes da série quebrou o silêncio e prestou solidariedade com as vítimas. "Estamos muito tristes com a notícia das alegações contra Chris Noth. Apoiamos as mulheres que se chegaram à frente e contaram a suas experiências dolorosas. Sabemos que deve ser muito difícil fazê-lo e admiramo-las por isso", lê-se no texto publicado no Instagram por Cynthia Nixon, Kristin Davis e Sarah Jessica Parker.

Instagram de Sarah Jessica Parker
Instagram de Sarah Jessica Parker

Na reportagem publicada na semana passada, duas mulheres, Zoe e Lilly (nomes fictícios), contam as suas experiências traumáticas com o ator. 

O encontro de Zoe aconteceu em 2004. Na altura, a jovem tinha 22 anos e terá ido com Noth até ao seu apartamento, onde terá a acontecido a violação. "Foi muito doloroso, gritei ‘Para!’. Perguntei-lhe se não poderia pelo menos usar um preservativo, e ele começou a rir-se", relata. "Apercebi-me que tinha sangue na minha camisa", quando acabou, relata a mulher, hoje com 39 anos. Lily conheceu Noth em 2015 e também terá sido violada no apartamento do ator. "Estávamos em frente a um espelho. Chorei enquanto tudo acontecia", afirma.

Após a publicação do artigo da The Hollywood Reporter, duas outras mulheres chegaram-se à frente e contaram histórias similares. Uma terceira mulher reviveu o trauma vivido num restaurante em Nova Iorque, em 2010. 

Já a atriz Zoe Lister-Jones usou as redes sociais para contar a sua história. Zoe  afirmou que o ator foi constantemente insistente e, durante as gravações da série ‘Lei e Ordem: Intenções Criminosas’, "era consistentemente inapropriado com uma assistente".

Chris Noth negou as acusações, garantindo que "nunca ultrapassou a linha do ‘não é não’". "As acusações contra mim foram feitas por mulheres que conheci há anos, ou mesmo décadas, são categoricamente falsas. Estas histórias poderiam ter sido de há 30 anos ou 30 dias atrás - não significa sempre não - essa é uma linha que eu não ultrapassei. Os encontros foram consensuais. É difícil não questionar o momento em que estas histórias foram divulgadas. Não sei ao certo porque estão agora a surgir, mas sei isto: eu não assediei estas mulheres", pode ler-se no comunicado enviado à The Hollywood Reporter. 

Depois das acusações, Noth foi afastado do elenco da série "The Equalizer", pela CBS e a Universal Television, com "efeitos imediatos". Também a agência que o representava deixou de trabalhar de o representar e perdeu contratos de publicidade. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas