Escolha as suas informações

Morreu o artista e académico francês Jean-Loup Dabadie
Cultura 24.05.2020

Morreu o artista e académico francês Jean-Loup Dabadie

Morreu o artista e académico francês Jean-Loup Dabadie

Foto: AFP
Cultura 24.05.2020

Morreu o artista e académico francês Jean-Loup Dabadie

Letrista e argumentista, Jean-Loup Dabadie exerceu os seus muitos talentos em diversas áreas, incluindo literatura, jornalismo, cinema e música.

Morreu, este domingo, 24 de maio, o artista e académico francês Jean-Loup Dabadie. Nome que marcou a literatura, o jornalismo, o cinema e a canção, em França, Dabadie faleceu em Paris, aos 81 anos de idade, disse à AFP o seu agente Bertrand de Labbey.

 "Morreu hoje, às 13h00, no hospital Pitié-Salpêtrière, em Paris, de uma doença diferente da covid-19", afirmou o agente.

Letrista, argumentista e académico, Jean-Loup Dabadie exerceu os seus muitos talentos em diversas áreas, incluindo literatura, jornalismo, cinema e música.

"Era um artista completo, tendo conseguido destacar-se em todas as artes". Fosse, segundo recorda Bertrand de Labbey, no sketch com Guy Bedos, na canção, com Michel Polnareff ('Lettre à France') ou Julien Clerc ('Femmes je vous aime'), fosse no cinema, como argumentista.

Nascido em 1938 em Paris, Jean-Loup Dabadie começou a sua carreira como escritor e jornalista, antes de se tornar um autor de sketches de grande sucesso. A isso somaria os dotes reconhecidos de letrista de canções e de argumentista. Dabadie acabou por se tornar num nome maior entre os compositores e argumentistas franceses.

São da sua autoria, salienta a AFP, os argumentos de filmes de Claude Sautet, como 'César et Rosalie' e 'Les choses de la vie'. A sua ligação à sétima arte está também creditada através da música, no seu contributo para bandas-sonoras, onde se inclui a do filme 'Identidade Desconhecida' (2002), com Matt Damon.

Jean-Loup Dabadie também escreveu a letra de canções que marcaram toda uma geração em França, incluindo 'On ira tous au paradis' (Michel Polnareff) ou a já referida 'Femmes je vous aime' (Julien Clerc). 

Recentemente, tinha acabado de terminar a adaptação para cinema de um romance de Georges Simenon, 'Les volets verts'. O filme deverá ser protagonizado por Gérard Depardieu.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.