Escolha as suas informações

"Green Book - Um guia para a vida" vence o Óscar de melhor filme
 Peter Farrelly, realizador do melhor filme, "Green Book - Um guia para a vida".

"Green Book - Um guia para a vida" vence o Óscar de melhor filme

Foto: AFP
Peter Farrelly, realizador do melhor filme, "Green Book - Um guia para a vida".
Cultura 5 3 min. 25.02.2019

"Green Book - Um guia para a vida" vence o Óscar de melhor filme

A cinebiografia dos Queen e de Freddie Mercury conquistou quatro estatuetas, incluindo a de melhor ator para Rami Malek. Lady Gaga venceu o Óscar para a melhor Canção Original com 'Shallow' de 'Nasce uma estrela'.

A  91.ª cerimónia dos Óscares realizou-se ontem em Los Angeles, na Califórnia, com transmissão em direto para 225 países. Entre os grandes vencedores estão "Green Book - Um guia para a vida", "Roma" "Bohemian Rhapsody" e "A Favorita". 

"Black Panther", "BlacKkKlansman - O infiltrado", "Bohemian Rhapsody", "A favorita", "Green Book - Um guia para a vida", "Roma", "Assim nasce uma estrela" e "Vice" eram os candidatos ao Óscar de melhor filme.

A cinebiografia dos Queen e de Freddie Mercury conquistou quatro estatuetas, incluindo a de melhor ator para Rami Malek, e Lady Gaga venceu o Óscar para a melhor Canção Original com 'Shallow' de 'Nasce uma estrela'.


Passadeira vermelha dos Óscares. O que é que lhes passou pela cabeça?
A 91.ª cerimónia dos Óscares realizou-se ontem em Los Angeles, na Califórnia. Entre os grandes vencedores estão "Green Book - Um guia para a vida", "Roma" "Bohemian Rhapsody" e "A Favorita".

Mahershala Ali conquista segundo Óscar por desempenho em "Green Book"

O ator Mahershala Ali recebeu hoje o Óscar de melhor ator secundário, pelo desempenho em "Green Book - Um guia para a vida", na 91.ª edição dos prémios da Academia das Artes e Ciências Cinematográficas, dos Estados Unidos.

Este foi o segundo Óscar recebido pelo ator, depois do prémio que há dois anos distinguiu o seu trabalho em "Moonlight".

Regina King, melhor atriz secundária por "Se esta rua falasse", "Roma", melhor fotografia e melhor filme estrangeiro, "Free Solo", melhor documentário, "Homem-Aranha: No Universo Aranha", melhor filme de animação, e "Bao", melhor curta-metragem de animação, estão entre os 14 óscares já entregues.

"Black Panther", vencedor de melhor cenografia e melhor guarda-roupa, "Bohemian Rhapsody", premiado pela montagem, montagem de som e mistura de som, "Vice", vencedor da melhor caracterização, e "O primeiro homem na Lua", pelos melhores efeitos visuais, são os restantes filmes já distinguidos, em Los Angeles.

Esta foi a 91.ª edição dos Óscares, a primeira em 30 anos sem um anfitrião oficial por decisão da Academia, mas com dezenas de convidados que subiram ao palco da cerimónia.

Olivia Coleman vence Óscar de melhor atriz

Olivia Coleman venceu o Óscar de melhor atriz, pelo desempenho no filme "A Favorita", na 91.ª edição dos prémios da Academia das Artes e Ciências Cinematográficas, dos Estados Unidos.

As candidatas ao Óscar de melhor atriz eram Yalitza Aparicio, pela atuação em "Roma", Glenn Close, por "A mulher", Olivia Colman, em "A favorita", Lady Gaga, por "Assim nasce uma estrela", e Melissa McCarthy, protagonista de "Can You Ever Forgive Me?".

Colman já tinha vencido o prémio de melhor atriz da academia britânica de cinema e televisão (Bafta), pelo mesmo desempenho, no filme de Yorgos Lanthimos.


Há talento português no Melhor Documentário dos Óscares 2019
"Free Solo" foi produzido pelo National Geographic e relata a escalada sem equipamento de Alex Honnold no El Capitan, uma rocha com mais de 900 metros de altura no Parque Nacional de Yosemite, nos EUA.

Alfonso Cuarón vence Óscar de melhor realização pela direção de "Roma"

 O cineasta mexicano Alfonso Cuarón venceu o Óscar de melhor realizador, pelo filme "Roma", na 91.ª edição dos prémios da Academia das Artes e Ciências Cinematográficas, dos Estados Unidos.

Os candidatos ao Óscar de melhor realização eram Spike Lee, por "BlacKkKlansman", Paweł Pawlikowski, por "Guerra Fria", Yorgos Lanthimos, por "A favorita", Alfonso Cuarón, por "Roma", e Adam McKay, por "Vice".

"Roma", vencedor do Óscar de melhor filme estrangeiro, que já tinha vencido o Leão de Ouro do festival de Veneza, em setembro do ano passado, tornou-se o primeiro filme produzido pela Netflix, nomeado para os principais Óscares.


Lusa

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas

"Roma" e "A favorita" lideram nomeações para os Óscares
O filme "Roma", do realizador mexicano Alfonso Cuarón, e "A Favorita", do grego Yorgos Lanthimos, lideram as nomeações, em dez categorias, dos prémios de cinema Óscares, hoje anunciados pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos Estados Unidos.