Escolha as suas informações

Filme 'Vitalina Varela' é o novo candidato português aos Óscares de 2021
Cultura 2 min. 21.12.2020

Filme 'Vitalina Varela' é o novo candidato português aos Óscares de 2021

Filme 'Vitalina Varela' é o novo candidato português aos Óscares de 2021

Cultura 2 min. 21.12.2020

Filme 'Vitalina Varela' é o novo candidato português aos Óscares de 2021

Ana TOMÁS
Ana TOMÁS
Depois da rejeição de 'Listen', de Ana Rocha de Sousa, pela Academia de Hollywood, obra de Pedro Costa é o novo escolhido para representar Portugal na corrida ao óscar de Melhor Filme Estrangeiro.

O filme 'Vitalina Varela', do realizador Pedro Costa, é o novo candidato português à categoria de Melhor Filme Estrangeiro, nos Óscares de 2021, informou, esta segunda-feira, 21 de dezembro, a Academia Portuguesa de Cinema. 

Esta é a segunda escolha do organismo, depois de Hollywood ter excluído a candidatura de 'Listen', de Ana Rocha de Sousa, por não ser maioritariamente falado numa língua que não o inglês.


Academia Americana de Cinema rejeita candidatura de 'Listen' para os Óscares
Filme que conta a história de uma família portuguesa imigrante no Reino Unido foi excluído da corrida ao óscar de Melhor Filme Estrangeiro por ser parcialmente falado em inglês.

'Vitalina Varela' estreou-se em 2019 no Festival de Locarno, na Suíça, onde recebeu o prémio máximo, o Leopardo de Ouro, assim como a protagonista, Vitalina Varela, que foi distinguida como melhor atriz.   

 Desde então o filme já foi exibido em mais de 50 festivais de cinema e ciclos dedicados a Pedro Costa, tendo sido premiado em vários, como o Festival de Cinema de São Francisco, nos Estados Unidos, que atribuiu ao realizador o prémio Persistence of Vision, detalha a Academia Portuguesa de Cinema, em comunicado.  

Com produção da OPTEC, a mais recente obra de Pedro Costa conta a história de uma mulher que viveu a maior parte da vida à espera de ir ter com o marido, emigrado em Portugal. Ao saber que ele morrera, Vitalina Varela só chega ao país três dias depois do funeral. 

Ana Rocha de Sousa rebate exclusão de 'Listen'

Apesar de previamente conhecidas as regras apertadas da Academia Americana de Cinema, a realizadora de 'Listen', que foi também premiado com vários troféus na última edição do festival de Veneza, contesta a decisão e promete rebatê-la. 

“O que é mais importante, contabilizarmos matematicamente a língua falada ou a causa que esse filme verdadeiramente expõe e dá a conhecer? É que neste caso ainda por cima a língua é forçosamente aquela. Eu não sei se ainda consigo ir a tempo de mudar esta regra mas não vou ficar quieta", afirmou Ana Rocha de Sousa, em entrevista à RTP, considerando a fundamentação da exclusão "inacreditável".

A 93ª edição dos Óscares está marcada para o dia 25 de abril de 2021, no Teatro Dolby em Los Angeles, durante a qual a Academia Americana de Cinema irá atribuir prémios em 23 categorias. 

A cerimónia será adaptada às limitações impostas pela pandemia, mas a organização pretende que seja presencial.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas