Escolha as suas informações

Filme português destaca-se no Festival de Cinema de Veneza
Cultura 2 min. 09.09.2020 Do nosso arquivo online

Filme português destaca-se no Festival de Cinema de Veneza

Veneza

Filme português destaca-se no Festival de Cinema de Veneza

Veneza
Foto: AFP
Cultura 2 min. 09.09.2020 Do nosso arquivo online

Filme português destaca-se no Festival de Cinema de Veneza

Ana TOMÁS
Ana TOMÁS
"Listen", de Ana Rocha, e com Lúcia Moniz no principal papel, estreou esta terça-feira no certame italiano, que é o primeiro grande festival de cinema mundial a realizar-se em formato presencial, como antes da pandemia.

O filme "Listen", uma coprodução luso-britânica, que é a primeira longa-metragem da atriz e realizadora portuguesa Ana Rocha de Sousa, estreou-se esta terça-feira, 8 de setembro, no Festival de Cinema de Veneza.

Protagonizado por Lúcia Moniz, o filme está em competição na secção  "Horizontes", uma das três secções oficiais de Veneza, e mais focada em novos talentos e primeiras obras.

Inspirada em casos reais de alegadas adoções forçadas de filhos de emigrantes portugueses, no Reino Unido, a longa-metragem de Ana Rocha trata o drama de um casal português, emigrado em Londres, a quem os serviços sociais retiram os filhos.

O filme, que conta também com as prestações de Ruben Garcia e Sophia Myles, já rendeu à realizadora comparações, por parte da imprensa especializada, com o traço do premiado realizador britânico Ken Loach.

"Listen" parece também ter cativado quem assistiu à sua estreia, tendo sido  muito aplaudido na sua primeira exibição no festival, segundo relatam a Academia Portuguesa de Cinema e a própria atriz na sua página de Instagram.


Esta edição do festival de cinema de Veneza, que decorre até ao próximo dia 12 de setembro, é apresentada como a primeira, de um grande certame mundial, a decorrer nos moldes tradicionais em tempos de pandemia da covid-19, depois de meses de paralisação da atividade cinematográfica, que levou muitos festivais a adiamentos, cancelamentos e exibições exclusivamente 'online'.

Nas habituais sessões fotográficas das passadeiras vermelhas há este ano um acessório extra: as máscaras de proteção facial contra a covid-19.

Presidido pela atriz Cate Blanchett, o júri do Festival de Veneza, posa para fotografia naquele que é o primeiro grande festival de cinema a realizar-se em formato presencial em tempos de pandemia.
Presidido pela atriz Cate Blanchett, o júri do Festival de Veneza, posa para fotografia naquele que é o primeiro grande festival de cinema a realizar-se em formato presencial em tempos de pandemia.
Foto: AFP


A 77.ª edição do festival abriu com "Lacci", do italiano Daniele Luchetti, fora de competição pelo Leão de Ouro.

Da competição oficial fazem parte, entre outros, "Nuevo Orden", de Michel Franco, "Lovers", de Nicole Garcia, "Laila In Haifa", de Amos Gitai, "Wife of a Spy", de Kiyoshi Kurosawa, e "Notturno", de Gianfranco Rosi.

Fora de competição, destaca-se a inclusão, no programa do festival, do documentário brasileiro "Narciso em férias", de Renato Terra e Ricardo Calil, sobre o músico Caetano Veloso.

A realizadora Ann Hui recebe o Leão de Ouro Carreira da atriz Cate Blanchett, presidente do júri deste ano.
A realizadora Ann Hui recebe o Leão de Ouro Carreira da atriz Cate Blanchett, presidente do júri deste ano.
Foto: AFP


O júri da competição oficial é presidido pela atriz Cate Blanchett, que entregou o Leão de Ouro de Carreira à realizadora Ann Hui, que partilha a distinção com a atriz Tilda Swinton.

com Lusa

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas