Escolha as suas informações

Festival de Cinema Português começa esta sexta-feira
Cultura 1 2 min. 13.11.2020

Festival de Cinema Português começa esta sexta-feira

Festival de Cinema Português começa esta sexta-feira

Foto: DR
Cultura 1 2 min. 13.11.2020

Festival de Cinema Português começa esta sexta-feira

Ana TOMÁS
Ana TOMÁS
Até 21 de novembro são exibidos sete filmes de produção portuguesa, entre o cinema Kinepolis Kirchberg e a Cinemateca, sobretudo. 'Variações', a biopic sobre o músico António Variações, marca o arranque do certame.

A partir desta sexta-feira, 13 de novembro, e até ao próximo dia 21, o cinema português toma conta da Cinemateca do Luxemburgo.

O Festival de Cinema Português, organizado há uma década pelo Centro Cultural Português - Camões, arranca hoje com 'Variações', realizado por João Maia.

O filme sobre a vida do músico português António Variações é protagonizado por Sérgio Praia e, à exceção dos restantes filmes que constam do programa e que serão exibidos na Cinemateca, a sessão de abertura, em que passará 'Variações' terá lugar no Cinema Kinepolis Kirchberg, pelas 19h30. A sessão já se encontra esgotada.

Os vídeos 360 não têm suporte aqui. Ver o vídeo na aplicação Youtube.


A programação que será exibida na Cinemateca começa amanhã, sábado, às 18h30, com o filme 'O Amor é Lindo…porque sim!', de Vicente Alves do Ó.

No domingo, às 20h, passa o filme  'A Portuguesa', de Rita Azevedo Gomes, que adapta um conto histórico do escritor austríaco Robert Musil, com as prestações de Clara Riedenstein, Marcello Urgeghe, Ingrid Caven, Rita Durão e João Vicente, entre outros. 

Na terça-feira, 17 de novembro, 19h, é exibido 'Parque Mayer', uma comédia realizada por António-Pedro Vasconcelos e que conta a história do popular teatro de revista.

No dia seguinte, pelas 18h, passa o documentário 'Zé Pedro Rock n'Roll', que contará com a presença do realizador, Diogo Varela Silva.

Foto: DR


Em entrevista à Rádio Latina, no final de 2019, o realizador mostrou interesse em apresentar o filme no Grão-Ducado, manifestando a abertura a convites que permitissem o visionamento do filme, que presta tributo ao falecido guitarrista dos Xutos & Pontapés, fora de Portugal e pelas comunidades portuguesas.

Na mesma entrevista, Diogo Varela Silva confessou que fez "o processo de luto com este documentário". Amigo pessoal de Zé Pedro, o realizador contou que este filme, para o qual foram reunidas imagens de arquivos públicos e pessoais, bem como testemunhos de amigos e familiares e dos companheiros da sua banda de sempre, os Xutos & Pontapés, entre outras raridades, "é um processo de gerir saudades" do mítico músico português.

" Quando os Xutos começaram, o Zé Pedro vivia connosco, na nossa casa, com a minha tia Mizé. A primeira morada dos Xutos foi a casa da minha avó Celeste [Rodrigues; fadista e irmã de Amália Rodrigues], onde vivíamos todos. Portanto, havia um conhecimento e uma amizade grande. E um conhecimento das histórias que eu achei que eram interessantes poder contar ou utilizar para mostrar de onde é que vem este Zé Pedro. Esta figura unânime e incontornável do rock e da música", revelou à Rádio Latina, na entrevista que pode ler aqui.

Na sexta-feira, 20 de novembro, às 20h30, é exibido o filme 'Cabaret Maxime', de Bruno Almeida, que conta com a participação do ator  Michael Imperioli, conhecido pela série americana, 'Os Sopranos', e da atriz portuguesa Ana Padrão.

O  Festival de Cinema Português encerra no sábado, 21, com a exibição, às 18h30, do filme 'O Nosso Cônsul em Havana', de Francisco Manso, protagonizado por Elmano Sancho, que interpreta o escritor Eça de Queiroz, no período em que foi cônsul em Cuba.


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas