Escolha as suas informações

Festival de Cinema de Istambul : “O Ornitólogo”, de João Pedro Rodrigues, conquista prémio principal

Festival de Cinema de Istambul : “O Ornitólogo”, de João Pedro Rodrigues, conquista prémio principal

Cultura 15.04.2017

Festival de Cinema de Istambul : “O Ornitólogo”, de João Pedro Rodrigues, conquista prémio principal

O filme “O Ornitólogo”, do realizador português João Pedro Rodrigues, conquistou o prémio principal no Festival de Cinema de Istambul, anunciou a agência turca Anadolu.

O filme “O Ornitólogo”, do realizador português João Pedro Rodrigues, conquistou o prémio principal no Festival de Cinema de Istambul, anunciou a agência turca Anadolu.

O filme, protagonizado por Paul Hamy, conta a história de um investigador que se dedica ao estudo dos pássaros e enfrentará medos e o risco de quase se afogar durante um trabalho de campo, na descida de um rio numa floresta.

O adido cultural da embaixada portuguesa em Ancara, Mário Tiago Paixão, recebeu o prémio em nome do realizador português.

A estreia mundial do filme luso-franco-brasileiro “O Ornitólogo” ocorreu no Festival Internacional de Cinema de Locarno a 8 de agosto de 2016.

Estreou-se em Portugal a 20 de outubro de 2016, em França a 30 de novembro do mesmo ano e no Brasil estrou no passado dia 30 de março.

João Pedro Rodrigues conquistou, em 2016, com o filme “O Ornitólogo” o prémio de melhor realizador no festival de cinema de Locarno (Suíça) e o prémio de melhor filme no Festival de Cinema do Recife (Brasil).

No âmbito da 45.ª edição do Festival de Outono, o Centro Pompidou, em Paris, apresentou, entre 25 de novembro do ano passado e 02 de janeiro, uma retrospetiva integral do cineasta português.

O Festival de Cinema de Istambul termina no domingo e apresenta cerca de 200 obras de 207 diretores de 61 países.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas

Cannes 2015 : Cannes francês e feminino
A 68ª edição do festival de cinema de Cannes teve duas características marcantes: foi dominada pela presença francesa tanto na competição como nas secções paralelas e deixou bem claro o papel da mulher no cinema de hoje.
O senhor Dheepan e a família foram a Cannes