Escolha as suas informações

Exposição: Luxemburgo e Portugal "trocam" obras de arte
O Museu Nacional de História e Arte do Luxemburgo, na capital, vai acolher uma obra do Museu de Arte antiga, em Lisboa

Exposição: Luxemburgo e Portugal "trocam" obras de arte

Foto: Guy Jallay
O Museu Nacional de História e Arte do Luxemburgo, na capital, vai acolher uma obra do Museu de Arte antiga, em Lisboa
Cultura 3 min. 20.01.2015

Exposição: Luxemburgo e Portugal "trocam" obras de arte

O Museu Nacional de História e Arte do Luxemburgo vai ter patente a partir de 29 de Janeiro uma pintura do Museu de Arte Antiga em Lisboa, no âmbito da iniciativa “Obra Convidada”, que vai levar uma tela do museu luxemburguês também a Portugal.

O Museu Nacional de História e Arte do Luxemburgo vai ter patente a partir de 29 de Janeiro uma pintura do Museu de Arte Antiga em Lisboa, no âmbito da iniciativa "Obra Convidada", que vai levar uma tela do museu luxemburguês também a Portugal.

Iniciado em 2013, com uma obra de Lucas Cranach, o Velho, vinda do The Metropolitan Museum of Art, em Nova Iorque, o ciclo de exposições "Obra Convidada" tem vindo a apresentar naquele museu português algumas obras de arte de grandes museus estrangeiros.

O intercâmbio temporário chega agora ao Museu Nacional de História e Arte do Luxemburgo (MNHA), que vai exibir a pintura "O Casamento Místico de Santa Catarina", do pintor barroco espanhol Bartolomé Esteban Murillo (1618-1682). A tela, considerada “uma das mais excepcionais peças da juventude do pintor”, foi oferecida pela Rainha Isabel II de Espanha ao Rei D. Luís de Portugal.

Em simultâneo, o Museu de Arte Antiga em Lisboa vai mostrar já a partir de 22 de Janeiro a pintura "Baco, Vénus e Cupido", do italiano Rosso Fiorentino (1494-1540), proveniente do Museu Nacional de História e Arte do Luxemburgo.

No Grão-Ducado, a exposição da tela cedida pelo museu português é inaugurada a 29 de Janeiro, às 18h, numa apresentação que vai contar com um concerto de guitarra portuguesa, com João Godinho e Paulo Cartaxo, e com a presença da ministra da Cultura do Luxemburgo.

Para o director do museu luxemburguês, que lançou em Novembro visitas guiadas em língua portuguesa, a mostra é também uma ocasião para atrair mais portugueses ao MNHA.

"Já temos com certeza visitantes portugueses, mas parece-me que ainda há progressos a fazer. Queremos dar a conhecer melhor o museu junto da comunidade portuguesa e convidar os seus membros a apropriar-se deste espaço cultural", disse Michel Polfer ao CONTACTO.

O director do MNHA sublinha ainda a importância de dar a conhecer a cultura portuguesa no Luxemburgo, e adianta que o museu prepara já uma exposição sobre os Descobrimentos portugueses, em colaboração com o Museu Nacional de Arte Antiga.

Prevista para o Outono de 2017, a exposição, que tem como título provisório "Drawing the World" ("Desenhando o Mundo"), vai dar a conhecer no Luxemburgo o período mais emblemático da história de Portugal.

"O conhecimento de um país e dos seus habitantes passa também pelo conhecimento da sua cultura. É uma evidência que a história de Portugal e o seu rico património histórico e cultural não são bem conhecidos no Luxemburgo, apesar da presença da comunidade portuguesa há quase meio século, e o museu quer dar o seu contributo", disse Michel Polfer.

A obra do Museu Nacional de Arte Antiga vai poder ser vista no Luxemburgo de 29 de Janeiro a 10 de Maio, estando agendadas ainda três conferências sobre arte portuguesa.

A 26 de Março, vai estar no Luxemburgo Anísio Franco, conservador do Museu Nacional de Arte Antiga em Lisboa, para falar sobre as colecções de arte antiga do país. A 16 de Abril, é a vez de Delfim Sardo, comissário independente, falar sobre arte moderna e contemporânea portuguesa.

Em data a confirmar, virá ainda ao Luxemburgo António Filipe Pimentel, director do Museu de Arte Antiga, disse ao CONTACTO Sónia da Silva, responsável de comunicação do MNHA.

P.T.A.


Notícias relacionadas

A partir de hoje e até 16 de outubro: Mega-exposição no Luxemburgo mostra tesouros da arte portuguesa
Uma exposição com mais de 130 peças de arte, que vão da Idade Média ao séc. XVIII português, na sua maioria provenientes do Museu Nacional de Arte Antiga, em Lisboa, é inaugurada esta quinta-feira, 27 de abril, às 18h30, no Museu Nacional de História e de Arte do Luxemburgo, para mostrar como os Descobrimentos Portugueses ligaram o mundo, influenciando a história da arte, da ciência e das ideias.