Escolha as suas informações

Exposição colectiva: "Mundos híbridos" junta artista português, cabo-verdiano, italiano e peruano
Cultura 04.06.2015 Do nosso arquivo online

Exposição colectiva: "Mundos híbridos" junta artista português, cabo-verdiano, italiano e peruano

"Mundos híbridos" pretende ser uma manifestação contra a intolerância

Exposição colectiva: "Mundos híbridos" junta artista português, cabo-verdiano, italiano e peruano

"Mundos híbridos" pretende ser uma manifestação contra a intolerância
Cultura 04.06.2015 Do nosso arquivo online

Exposição colectiva: "Mundos híbridos" junta artista português, cabo-verdiano, italiano e peruano

O gravurista português João Barroso e o pintor cabo-verdiano Nelson Neves são os dois participantes lusófonos na exposição colectiva "Mondes hybrides" (Mundos híbridos), patente entre 26 de Junho e 18 de Julho, na Galerie Beim Engel, na cidade do Luxemburgo.

O gravurista português João Barroso e o pintor cabo-verdiano Nelson Neves são os dois participantes lusófonos na exposição colectiva "Mondes hybrides" (Mundos híbridos), patente entre 26 de Junho e 18 de Julho, na Galerie Beim Engel, na cidade do Luxemburgo.

João Barroso, que é também pintor, e Nelson Neves vão expor as suas obras juntamente com o escultor italo-luxemburguês Angelo Brunori e desenhadora e escritora peruana Miriam Krüger.

"Esta exposição será em si um 'mundo híbrido', com propostas de diferentes meios artísticos e diferentes nacionalidades e origens. A exposição será uma manifestação de tolerância e de livre circulação artística", refere em comunicado a curadora da exposição, a cantora cabo-luxemburguesa Mary-Ann Meyers.

Os artistas convidados irão criar ao longo do tempo da exposição um "objecto comum" a partir de material reciclado, como sinal de resistência contra a intolerância.

"Num mundo em que a convergência de diferentes culturas parece gerar um problema de identidade, o 'mundo híbrido' poderá tornar-se numa figura de resistência contra a intolerância", sublinha Mary-Ann Meyers.

A vernissage da exposição vai ter lugar no dia 26 de Junho (uma sexta-feira), às 19h, na Galerie Beim Engel (nas traseiras do Palácio Grão-ducal) e vai contar com uma performance musical da cantora e compositora de jazz Mary-Ann Meyers.

Entre 26 de Junho e 18 de Julho, os interessados poderão contemplar ali diversas obras de desenho, gravura, pintura, escultura e instalação todos os dias (excepto às segundas-feiras), das 10 às 12h e das 13h às 19h.

A exposição conta com o apoio do Ministério da Cultura do Luxemburgo e da embaixada de Cabo Verde.


Notícias relacionadas