Escolha as suas informações

Exposição colectiva a 2 de Maio: Nelson Neves pinta e expõe no primeiro festival cultural de Kehlen
Cultura 23.04.2015 Do nosso arquivo online

Exposição colectiva a 2 de Maio: Nelson Neves pinta e expõe no primeiro festival cultural de Kehlen

Nelson Neves tem apostado ultimamente nas telas abstractas

Exposição colectiva a 2 de Maio: Nelson Neves pinta e expõe no primeiro festival cultural de Kehlen

Nelson Neves tem apostado ultimamente nas telas abstractas
Foto: Serge Waldbillig
Cultura 23.04.2015 Do nosso arquivo online

Exposição colectiva a 2 de Maio: Nelson Neves pinta e expõe no primeiro festival cultural de Kehlen

As pinturas do artista plástico cabo-luxemburguês Nelson Neves vão fazer parte de uma exposição colectiva, espalhada por vários locais de Kehlen, a 2 de Maio. Neves vai estar também a pintar ao vivo, junto dos seus quadros.

As pinturas do artista plástico cabo-luxemburguês Nelson Neves vão fazer parte de uma exposição colectiva, espalhada por vários locais de Kehlen, a 2 de Maio. Neves vai estar também a pintar ao vivo, junto dos seus quadros.

Integradas no primeiro festival cultural e artístico "KUKI Kulturfestival" de Kehlen, as obras do pintor nascido na ilha cabo-verdiana de Santo Antão podem ser vistas na quinta do antigo dirigente associativo do Comité Spencer Henri Fischbach (10, rue du Centre, em Kehlen), onde o autor vai estar a pintar ao vivo.

O festival vai ter obras de arte espalhadas um pouco por toda a localidade de Kehlen: no museu Brennerei, na galeria comunal "bei der Kierch" e nas proximidades das ruelas Broutgaass e Häeregaass.

A abertura oficial do festival vai ter lugar às 15h e a programação cultural termina às 23h.

Além da exposição colectiva, vai haver teatro, música, animação para as crianças, pintura facial, diversos stands de informação e especialidades gastronómicas tailandesas.

Nelson Neves participa regularmente, desde 1991, em exposições colectivas e individuais no Luxemburgo, em França e Cabo Verde. As suas telas, entre o figurativo e o abstracto, distinguem-se pelas cores vivas, que evocam a sua origem cabo-verdiana.


Notícias relacionadas

Quando a arte é uma terapia
“Clay meets Paint” é o nome da exposição que junta oito pintores, dois deles lusófonos, e uma ceramista no Rehazenter (Centro Nacional de Reeducação Funcional e de Readaptação), em Kirchberg, na capital.
Nelson Neves expõe em Kehlen
O artista plástico de origem cabo-verdiana Nelson Neves integra uma exposição coletiva que vai estar espalhada por vários locais em Kehlen, no domingo, a 21 de maio.