Escolha as suas informações

Everybody knows: Efeito dominó
 O casal Barcruz fez as delícias do festival de Cannes.

Everybody knows: Efeito dominó

O casal Barcruz fez as delícias do festival de Cannes.
Cultura 2 min. 30.05.2018

Everybody knows: Efeito dominó

António Raúl VAZ PINTO DA CUNHA REIS
António Raúl VAZ PINTO DA CUNHA REIS
Asghar Farhadi foi descoberto pelo mundo ocidental que há cerca de uma década o estima pela sua capacidade de contar crónicas de costumes. O iraniano sabe narrar conflitos morais, religiosos, geracionais ou de classes com maestria.

Há já alguns anos, Farhadi demonstrou a sua capacidade de filmar no seio de uma cultura estrangeira em França, e avançou para a cultura espanhola com “Everybody Knows”, ou “Todos lo saben”, na versão espanhola.

O elenco surpreendeu porque o realizador conseguiu juntar o mais internacional casal do cinema espanhol: Penélope Cruz e Javier Bardem. E ambos estiveram presentes na abertura do festival de Cannes onde “Everybody Knows” foi escolhido para abrir o certame.

Este é o nono filme em que Cruz e Bardem, já premiados em Cannes e nos Óscares, atuam juntos. O casal, que tem dois filhos e mora em Madrid, explicou em conferência de imprensa durante o festival, que “o trabalho não entra em casa”. “Quando o dia acaba, não falamos de trabalho. Quando era mais nova, era diferente. Eu acreditava que tinha de me torturar, permanecer na personagem por meses, mas aprendi que essa não é uma boa estratégia”, disse Cruz. Diante da pergunta inevitável nesta edição do festival, que adotou a bandeira feminista após o escândalo Weinstein, Penélope Cruz revelou que recebeu o mesmo salário que Javier Bardem neste filme.

Resolvidas as questões de princípio voltemos a “Everybody Knows”.

A espanhola Laura (Penélope Cruz), e o seu marido argentino Alejandro (Ricardo Darín), o ex-namorado dela, Paco (Javier Bardem), a esposa dele, Bea (Bárbara Lennie), o tio Fernando (Eduard Fernández) e a mãe Mariana (Elvira Minguez) encontram-se numa festa de casamento que se vai revelar trágica. O realizador escolhe o suspense para contar a história. Depois de gastar tempo considerável (talvez demais) descrevendo a vida perfeita de uma família rica, “Everybody Knows” levanta um problema e depois deixa funcionar o “efeito dominó”.

Apesar de dispor de duas grandes vedetas, o filme apoia-se num vasto número de personagens, acompanhando pelo menos meia dúzia de adultos cujas vidas se cruzam. Asghar Farhadi é excelente nos diálogos, na construção das personagens e nunca as julga.

Esta história, tratada por incompetentes, poderia tornar-se ridícula e inverosímil. Mas o iraniano torna tudo plausível e o suspense é bem construído, com uma tensão progressiva.

“Everybody Knows”, de Asghar Fargadi, com Penélope Cruz, Javier Bardem, Ricardo Darín, Bárbara Lennie, Eduard Fernández e Elvira Minguez.