Escolha as suas informações

Eunice Muñoz. "A inigualável senhora dos palcos"
Cultura 2 min. 15.04.2022
Homenagem

Eunice Muñoz. "A inigualável senhora dos palcos"

Homenagem

Eunice Muñoz. "A inigualável senhora dos palcos"

Cultura 2 min. 15.04.2022
Homenagem

Eunice Muñoz. "A inigualável senhora dos palcos"

Redação
Redação
O primeiro-ministro e políticos prestam homenagens emocionadas à atriz portuguesa que faleceu hoje aos 93 anos.

 Muitas têm sido as homenagens feitas hoje à grande senhora do teatro português que esta sexta-feira aos 93 anos, no Hospital de Santa Cruz, em Lisboa, e que durante 80 anos emocionou os portugueses com o seu talento.

O primeiro-ministro António Costa, o ministro da Cultura, Pedro Adão e Silva, e o presidente da Assembleia da República, Augusto Santos Silva lembram a grande diva do teatro.

A atriz "Eunice Muñoz marcou de forma definitiva o teatro português trabalhando com os mais importantes encenadores e companhias, sem nunca deixar de se renovar, de se reinventar, de conquistar gerações sucessivas”, escreveu o primeiro-ministro António Costa numa mensagem que publicou na sua conta na rede social Twitter.

Na mesma mensagem, o primeiro-ministro assinalou que a comunhão de Eunice Muñoz com o público “foi uma constante ao longo da sua carreira, crente de que o teatro só faz sentido se for feito em função dos outros”.

“Eunice, muito obrigado por tudo o que fez pelo teatro e pela cultura portuguesa”, acrescentou António Costa.


A atriz Eunice Muñoz, de 93 anos, fotografada na sua casa em Oeiras, a 21 de setembro de 2021.
Morreu a atriz Eunice Muñoz
Atriz tinha 93 anos e completou no ano passado 80 anos de carreira.

Um "aplauso" eterno

O ministro da Cultura, Pedro Adão e Silva, destacou hoje a relação próxima e íntima dos portugueses com a atriz Eunice Muñoz e o "enorme aplauso" que recebeu em vida e será mantido, lamentando com consternação a sua morte.

"Neste momento devemos-lhe o mesmo aplauso que sempre lhe oferecemos, um aplauso de certa forma eterno", declarou o ministro à agência Lusa, comentando a morte hoje da atriz, aos 93 anos.

"Foi um privilégio para Portugal e para os portugueses ter uma atriz como Eunice Muñoz. Tinha um talento quase natural e um dom único para a representação e, por isso mesmo, para nós todos, a vida da Eunice Muñoz confunde-se com os palcos e com o teatro, é uma espécie de relação íntima que todos fomos desenvolvendo com a mulher doce e afável", disse o governante.

Pedro Adão e Silva destacou o facto de, para os portugueses, Eunice Muñoz ser "uma verdadeira senhora do teatro" e considerou como um facto poder-se reconhecer neste momento que, "felizmente, todo o país, de formas distintas", soube reconhecer a atriz em vida.

 "É como se todos a conhecessem e talvez essa seja também uma marca distintiva. Não é só o dom que tinha de facto e o talento como atriz, é também essa proximidade e essa intimidade", frisou o ministro da Cultura.


Marcelo agradece "décadas inesquecíveis" a Eunice Muñoz
Atriz morreu esta sexta-feira aos 93 anos.

"Celebrar o teatro"

O presidente da Assembleia da República, Augusto Santos Silva, também considerou hoje que a atriz Eunice Muñoz foi “a inigualável senhora dos palcos portugueses”, defendendo que sem ela a cultura teria sido mais pobre.

“Deixou-nos há pouco Eunice Muñoz, a inigualável senhora dos palcos portugueses. Sem ela, a nossa cultura teria sido mais pobre. Honremos a sua memória, continuando a celebrar o teatro”, escreveu o presidente da Assembleia da República, numa mensagem que este político publicou na sua conta na rede social Twitter.

Nascida na Amareleja, no distrito de Beja, em 1928, Eunice Muñoz completou em novembro 80 anos de carreira.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas