Escolha as suas informações

Esta sexta-feira: "Maias" abrem Quinzena do Cinema Português no Luxemburgo

Esta sexta-feira: "Maias" abrem Quinzena do Cinema Português no Luxemburgo

Cultura 2 min. 16.10.2015

Esta sexta-feira: "Maias" abrem Quinzena do Cinema Português no Luxemburgo

A Quinzena do Cinema Português no Luxemburgo arranca esta sexta-feira com a projecção do filme "Os Maias", de João Botelho, no cinema Utopolis, em Kirchberg. Veja aqui quais são os outros filmes do festival.

A Quinzena do Cinema Português no Luxemburgo arranca esta sexta-feira, com a projecção do filme “Os Maias”, de João Botelho, no cinema Utopolis, em Kirchberg. O cartaz inclui sete filmes: seis recentes e ainda “Aniki Bóbó” (1942), em homenagem a Manoel de Oliveira.

“Quisemos trazer filmes recentes como ’os Maias’ ou ’Os Gatos não têm Vertigem’, ambos de 2014 e com um enorme sucesso em Portugal. Também quisemos prestar uma homenagem a Manoel de Oliveira na sessão de encerramento, com um dos filmes mais emblemáticos do autor, como é o caso de ’Aniki Bóbó’”, explicou ao CONTACTO o director do Centro Cultural Português no Luxemburgo – Instituto Camões, Joaquim Prazeres.

“Os Maias”, baseado no romance homónimo de Eça de Queiroz, conta a história de três gerações da família Maia. A acção inicia-se no Outono de 1875, altura em que Afonso da Maia, nobre e rico proprietário, se instala no Ramalhate, em Lisboa, com o neto Carlos da Maia. O jovem é filho de Pedro da Maia que, destroçado, se suicidou depois de a esposa o trair com um italiano e fugir, levando consigo a filha, Maria Eduarda, e abandonando Carlos, que viria a ser entregue aos cuidados do avô.

A primeira sessão do filme, que conta com os actores Graciano Dias, Maria Flor, Pedro Inês e João Perry, vai ser projectada no cinema Utopolis, em Kirchberg, esta sexta-feira, às 19h, mas só para convidados.

A segunda sessão, aberta ao público, tem lugar às 16h no dia 26 de Outubro, no cinema Utopia, em Limpertsberg. O filme vai ser exibido na versão original e com legendas em inglês.

Outro dos destaques da Quinzena do Cinema Português no Luxemburgo é um grande sucesso de bilheteira do ano passado em Portugal, “Os Gatos Não Têm Vertigens”, de António-Pedro Vasconcelos.

A película conta com a participação de José Afonso Pimentel, Nicolau Breyner e Maria do Céu Guerra nos principais papéis, e vai ser projectada no dia 20, às 20h no Utopolis de Belval, e no dia 24, às 16h, no cinema Utopia.

Quanto aos outros filmes, “Yvone Kane" (2914), de Margarida Cardoso, pode ser visto no Utopia, no dia 19, às 19h, e novamentee no mesmo local, no dia 22, às 18h30.

“Cadências Obstinadas” (2013) é o olhar de um realizador estrangeiro sobre a cultura portuguesa. O filme de Fanny Ardant vai ser projectado no Utopolis de Belval no dia 18, às 19h, e no dia 23, às 19h, no Utopia.

“Quarta divisão” (2012), de Joaquim Leitão, pode ser visto no Utopolis de Belval no dia 21, às 20h e no dia 25, às 19h no Utopia.

A sessão de encerramento, no dia 28, vai contar com uma homenagem a Manoel de Oliveira. O filme “Aniki Bóbó”, do realizador português falecido aos 106 anos, em Abril de 2015, vai ser projectado às 19h no cinema Utopia.


Notícias relacionadas

Quinzena do Cinema Português: O regresso do cinema de Portugal
A Quinzena de Cinema Português regressou ao Luxemburgo neste final de ano quando já se podia pensar que 2016 não ia ter a já habitual mostra de cinema luso. Ainda antes do ano terminar, o Centro Cultural e a Embaixada conseguiram por de pé uma seleção de sete longas metragens que representam bem o cinema que se foi fazendo “lá em baixo” nos últimos tempos.
Cristèle Alves Meira, realizadora luso-descendente, apresenta duas crutas metragens no dia 15 de dezembro no Instituto Camões.
De 5 a 18 de dezembro: "Cartas da Guerra" estreia no Luxemburgo
António é enviado para uma das zonas mais violentas em Angola, durante a Guerra Colonial. Médico, soldado, aspirante a escritor e apaixonado pela esposa, António escreve cartas a Maria João. Baseado no romance de António Lobo Antunes, “Cartas da Guerra”, do realizador português Ivo M. Ferreira abre a Quinzena de Cinema Português, que decorre de 5 a 18 de Dezembro em sete espaços do Luxemburgo.
"Cartas da Guerra" estreou-se este ano e tornou-se num sucesso de bilheteira
Quinzena de Cinema Português no Luxemburgo: Como manter excelentes relações com a família
Todos sabemos que quando vamos “lá abaixo” não temos tempo para filmes. Já todos passámos à porta de um multiplex num centro comercial e pensámos: “Amanhã vou ver este filme português”. E todos nós acabamos por preferir ir apanhar sol numa esplanada ou decidimos aceitar o convite da tia Maria José para jantar, ela que já nos anda a dizer para ir lá a casa há três Verões...
Quando a francesa Fanny Ardant dirige uma paleta de grandes actores europeus, o resultado chama-se “Cadências Obstinadas”
Famel Top Secret: Os entusiastas
Portugal esteve quase sempre ausente do mercado automóvel e das motas. Como fabricante, obviamente. No domínio das quatro rodas, houve tentativas que marcaram a história. Quem não se lembra do jipe UMM, que ainda hoje é procurado pelos mais nostálgicos?
“Famel Top Secret”, sobre as populares motas portuguesas com o mesmo nome, estreia sexta-feira no cinema Ariston