Escolha as suas informações

"Espero que 'Glória' seja a primeira de várias investidas internacionais"
Cultura 2 min. 21.11.2021
Entrevista com realizador

"Espero que 'Glória' seja a primeira de várias investidas internacionais"

Entrevista com realizador

"Espero que 'Glória' seja a primeira de várias investidas internacionais"

Cultura 2 min. 21.11.2021
Entrevista com realizador

"Espero que 'Glória' seja a primeira de várias investidas internacionais"

Tiago RODRIGUES
Tiago RODRIGUES
Em entrevista ao Contacto, o realizador Tiago Guedes explica como foi dirigir a primeira série portuguesa a ser produzida para a Netflix e que está a ser um grande sucesso no Luxemburgo.

 Estreou a 5 de novembro e nesse fim de semana chegou ao primeiro lugar do top português do serviço de streaming da Netflix. “Glória” vai buscar o nome à localidade ribatejana de Glória do Ribatejo, onde durante o Estado Novo, e em plena Guerra Fria, foi criado um centro de retransmissão de rádio americano, RARET, destinado a emitir propaganda ocidental e anticomunista para o bloco soviético. É aí que se desenrola a ação deste “thriller” de espionagem, passada nos anos 60, do século XX, e assente em alguns factos reais. A história de ficção é protagonizada pela personagem do engenheiro João Vidal (interpretado por Miguel Nunes), filho de um alto dirigente do Estado Novo, e recrutado pelo KGB, polícia secreta soviética. A série foi realizada por Tiago Guedes, a quem coube recentemente a direção do filme ’A Herdade’. Em entrevista ao Contacto, o realizador explicou como foi dirigir a primeira produção lusa para a Netflix e que portas se podem abrir a partir daqui para o cinema e as séries nacionais.

Sendo a primeira produção portuguesa original na Netflix, qual é o sentimento por parte do Tiago e da equipa da série? Há uma responsabilidade acrescida por ser uma oportunidade de abrir portas para outras produções portuguesas na plataforma?

É um sentimento de orgulho e de responsabilidade. Pareceu-nos uma oportunidade excelente para mostrar que Portugal está bem servido de talento nas diferentes áreas de produção e execução audiovisual.

Como foi realizar ’Glória’? Foi muito diferente de outras realizações por se tratar de uma série Netflix?

Foi diferente principalmente pela duração da rodagem e por estarmos a fazer 10 episódios em bastantes decores e com cenas complexas.

Alguma história caricata das gravações, que tenha ficado fora das câmaras?

Não me lembro de nada especial dentro desse sentido; aconteceram muitas aventuras diariamente, lutas contra os elementos do clima e da pandemia. Foi uma rodagem de elevada exigência onde me senti sempre muito salvaguardado por uma equipa de excelência.

Como foi a relação com Pedro Lopes, o criador da série?

Foi uma boa relação de cooperação e respeito mútuo.

A produção da série envolveu cerca de 200 pessoas, com um elenco internacional com 80 atores. Como foi trabalhar com esta equipa?

Foi muito bom. Não me canso de elogiar a equipa de rodagem e o elenco da série. Foi uma aventura repleta de desafios e dificuldades mas que foi de um enorme prazer pelas pessoas que levaram a série às costas.

Qual é a expectativa em relação à estreia da série?

Não tenho expectativas, já está fora do meu controlo. Claro que espero que seja bem recebida.


Série "Glória".
"Glória". Série portuguesa está no 'top' das mais vistas no Luxemburgo
A primeira série lusa produzida pela Netflix está a conquistar os residentes do Grão-Ducado, onde está no "top 10" das mais vistas no país. ‘Glória’ está a merecer elogios da imprensa internacional.

O que é que ’Glória’ pode trazer para o futuro da ficção portuguesa? É o início de uma nova era?

Espero que seja a primeira de várias investidas internacionais relevantes no nosso mercado. Que não sejam apenas co-produções, mas que se crie um hábito de investir em Portugal.

Depois de realizar ’Glória’, o que se segue na carreira do Tiago? Já há novos projetos?

Estou neste momento a filmar a minha próxima longa metragem de cinema. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas