Escolha as suas informações

Crítica de cinema. "Dumbo", não comprem no chinês!
Cultura 3 min. 30.03.2019

Crítica de cinema. "Dumbo", não comprem no chinês!

Crítica de cinema. "Dumbo", não comprem no chinês!

Foto: Luxemburger Wort/Contacto
Cultura 3 min. 30.03.2019

Crítica de cinema. "Dumbo", não comprem no chinês!

António Raúl VAZ PINTO DA CUNHA REIS
António Raúl VAZ PINTO DA CUNHA REIS
Dumbo, o elefante voador regressa aos cinemas 78 anos depois e em grande forma!

Ainda "Dumbo" estava longe de estrear e os miúdos já falavam nisso. "Temos de ir ver o Dumbo". "Temos de comprar um boneco do Dumbo". A máquina Disney funciona às mil maravilhas, o merchandising já se encontra à venda (inclusivamente nas suas variantes "made in China") e tem mesmo de ser assim pois um projeto deste paga-se sobretudo com peluches e jogos.

Esta versão do filme de animação de 1941, baseada então no argumento de Helen Aberson e ilustrado por Harold Pearl, tem no comando Tim Burton. Os responsáveis da Disney não gostam de correr riscos e associaram-se a Burton para tentar obter um resultado que agrade a pequenos e grandes, que tenha um "golpe de asa" e que faça deste "remake" algo de especial…

Tim Burton realiza com base num argumente de Ehren Kruger, e conta nos principais papéis com Colin Farrell, Eva Green, Michael Keaton, Danny DeVito e Alan Arkin.

"Dumbo" faz parte de um projeto da Disney que consiste em produzir sequelas de clássicos da animação mas utilizando agora todas as potencialidades dos efeitos especiais e do chamado "live-action" que consiste em fazer interagir bonecos com atores de carne e osso. A ideia já deu as suas provas com "Alice in Wonderland" (2010), "Maleficent" (2014), "Cinderella (2015)", "The Jungle Book" (2016) e "Beauty and the Beast (2017)". Estão a caminho adaptações de "Aladdin" e "The Lion King".

"Dumbo", curiosamente, sai quase no mesmo dia em todo o planeta. Dependendo dos fusos horários, as estreias em cada país estão planeadas entre 27 e 29 de março.

O projeto foi apresentado há cinco anos atrás. O nome de Ehren Kruger foi imediatamente anunciado como argumentista, mas só um ano depois Tim Burton aparece como realizador de "Dumbo".

Seguiu-se a dança dos atores. O primeiro nome a ser divulgado foi o de Will Smith. Aparentemente, o ator esteve em negociações com os produtores para ser o pai das crianças amigas do elefante. Mas Smith acabou por recusar por conflitos de agenda, mas dizem as más línguas que na realidade terá considerado o salário demasiado baixo… Logo depois falou-se de Chris Pine e Casey Affleck, mas foi Colin Farrell que acabou por ser preferido.

Depois de definido o protagonista, os outros papéis costumam ser atribuídos com mais rapidez e “Dumbo” não foi exceção: semanas depois foi feita a apresentação de Eva Green, Danny DeVito e Michael Keaton. Apesar de este último ser um ator da preferência de Tim Burton, Tom Hanks terá sido a primeira escolha da Disney mas o lusodescendente terá declinado o convite.

Como dizíamos, Holt Farrier, a personagem interpretada por Colin Farrell, é o protagonista. O homem é uma ex-estrela de circo que regressa da guerra e encontra o mundo que conheceu completamente diferente. O circo em que trabalha vive grandes dificuldades, e é-lhe dada a missão de tratar de um elefante recém-nascido. O animal tem uma característica especial; as suas orelhas são tão grandes que é motivo de chacota permanente. No entanto, os filhos de Holt, Milly e Joe, descobrem que o pequeno elefante é capaz de fazer algo extraordinário para um paquiderme: voar!

Dumbo vai mudar completamente o destino do circo de Max Medici, o estranho proprietário, interpretado por Danny DeVito. O pequeno elefante orelhudo torna-se uma atração única que acaba por chamar a atenção do poderoso empresário Vandever patrão do projeto Dreamland. Mas esta terra de sonhos para onde Dumbo se vai mudar não é tão bela como parece…

E o resto vai ser contado pelo mestre Burton que consegue assinar uma obra para crianças que vai igualmente encantar os adultos.

E, meninos, não se deixem enganar e não comprem os bonecos chineses. Peçam aos vossos pais os originais da Disney. Além de serem muito melhores, aqui o tio Raúl tem ações que precisam de subir na bolsa de Nova Iorque…

"Dumbo" de Tim Burton, com Colin Farrell, Eva Green, Michael Keaton, Danny DeVito e Alan Arkin.


Notícias relacionadas

Crítica de Cinema: Tim Burton goes to Hogwarths
Tim Burton é um cineasta sobredotado que surpreende graças a um estilo excêntrico, absurdo ou pela grande originalidade. Os fãs dividem-se sobre qual terá sido o seu último trabalho excecional, mas não é com “Miss Peregrine’s Home for Peculiar Children” que Burton regressa aos grandes momentos.
Quando Miss Peregrine pega na besta é mau sinal